Home / Plantas / Frutos Partenocárpicos – Abacaxi

Frutos Partenocárpicos – Abacaxi

Começo logo, dizendo, que o abacaxi não é um fruto partenocárpico. No abacaxi, ocorre a reunião de várias flores (inflorescência) e então com a fecundação formam-se vários frutos que são chamados de infrutescência, ou seja, é desenvolvido a partir do ovário de várias flores, como se fosse mesmo um fruto múltiplo. Ou seja, o abacaxi não é um fruto partenocárpico. Entenderam alguma coisa? Se não entenderam, tudo bem… Foi difícil também encontrar tudo sobre ele e ter a satisfação de falar sobre esse fruto suculento, delicioso e com uma coroa que quer dizer “EU SOU O REI DAS FRUTAS!”

Ele é meio egóico, não é mesmo? Mas que é delicioso in natura e nas outras formas, ninguém pode negar.

Só tenho pena de quem tem problemas com afta, porque o abacaxi é extremamente ácido, apesar de existirem algumas espécies de uma doçura maravilhosa.

Descrição

Fruto composto (formado pela união dos frutos de várias flores em torno de seu eixo carnoso) do abacaxi, planta herbácea da família das bromeliáceas que alcança até 50 cm de altura. Em algumas regiões é chamado ananás ou ananá.

Afinal, se o Abacaxi não é Partenocárpico, O Que Ele é?

O abacaxi tem tantas coisas interessantes que pode ser chamado de infrutescência ou pseudofruto múltiplo. Ele é desenvolvido a partir de ovários de várias flores, reunidas em uma inflorescência, portanto, podemos dizer que é um fruto do tipo múltiplo.

Abacaxi é Uma Infrutescência
Abacaxi é Uma Infrutescência

Ele é complicado, não é mesmo? Pensem no abacaxi enquanto lê isto; “um uso mais corrente do termo “infrutescência” é associado a conjuntos compactos de frutos, onde cada fruto situa-se contíguo ou aderido ao outro, de forma que o conjunto se assemelhe a um grande fruto”. Ufa!

É Difícil Mesmo!

Apesar da aparência externa coesa, essas infrutescências podem ser reconhecidas pela sua estrutura interna, apresentando um eixo central ao longo de todo o seu comprimento, com os frutos (semelhantes a “gomos”) inseridos neste.

Morfologia Interna do Abacaxi
Morfologia Interna do Abacaxi

É formado por diversos carpelos livres ou ligeiramente aderidos entre si.

O uso mais corrente do termo “infrutescência” é associado a conjuntos compactos de frutos, onde cada fruto situa-se contíguo ou aderido ao outro se assemelhando um grande fruto. Apesar da aparência externa coesa, essas infrutescências podem ser reconhecidas pela sua estrutura interna, apresentando um eixo central ao longo de todo o seu comprimento.

Algumas infrutescências são conhecidas popularmente e vendidas como frutas, a exemplo do abacaxi e da jaca; mas os verdadeiros frutos são os pequenos gomos encontrados nestas estruturas.

A infrutescência não deve ser confundida com o fruto agregado, pois a infrutescência é um conjunto de pequenos frutos originados de várias flores separadas que são chamados de frutos agregados. Não é o caso do abacaxi.

Energeticamente é refrescante, de sabor doce e ácido. Acalma, abaixa a pressão arterial, é diurético e nutritivo, é importante para a formação óssea dos adolescentes, fluidificante de secreções de vias aéreas, indicado nas bronquites e gripes.

Um Pouco da História do Abacaxi

Conta a história de que em 1493 os habitantes da ilha antilhana ofereceram o abacaxi a Cristóvão Colombo, que pensou que se tratasse de uma variedade de alcachofra. Ao provar a delícia da sua polpa, levou-a para a Espanha, de onde foi estendendo pelas regiões tropicais da Ásia e África. No século 19 começou a ser cultivado nas ilhas do Havaí, convertidas hoje em um dos principais produtores mundiais.

Propriedades e Indicações

Bem maduro, o abacaxi contém em torno de 11% de carboidratos, a maior parte dos quais são açúcares. Quanto às gorduras e proteínas, seu conteúdo é desprezível.

As vitaminas mais abundantes  no abacaxi são a C, a B1 e a B6. É também uma boa fonte de folatos. Entre os minerais, destaca-se o manganês, o cobre, potássio, magnésio e ferro.

Os componentes não nutritivos do abacaxi são os mais significativos do ponto de vista dietoterapêuticos:

  • Ácido cítrico e málico – que são responsáveis pelo sabor ácido, e como ocorre com os cítricos, potencializam a ação da vitamina C.
  • Bromelina – atua no trato digestivo desfazendo as proteínas e facilitando sua digestão, igual ao que faz a pepsina, enzima produzida no estômago que faz parte do suco gástrico.

O abacaxi constitui uma fruta muito saborosa e suculenta e rica em certas vitaminas e minerais.

Muitos a consideram uma sobremesa ideal, por facilitar a digestão de outros alimentos.

Seu consumo é especialmente indicado nas seguintes afecções:

  • Hipocloridria (diminuição de sucos), que se manifesta por digestão lenta e peso no estômago.
  • Ptose gástrica (estômago caído) causada pela incapacidade do estômago para esvaziar seu conteúdo (atonia gástrica).
  • Obesidade – o abacaxi ou suco fresco, tomado antes da refeição, reduz o apetite (efeito saciador) e constitui um bom complemento nas dietas de emagrecimento. Além disso, é ligeiramente diurético.
  • Esterilidade – é um dos alimentos mais ricos em manganês, oligoelemento que intervém ativamente na formação das células reprodutoras femininas e masculinas.
  • Câncer de estômago – Tem-se comprovado que o abacaxi é um potente inibidor da formação de nitrosaminas. Essas substâncias de marcada ação cancerígena formam-se no estômago como consequência de uma reação química entre os nitritos e certas proteínas contidas nos alimentos.

O abacaxi que também é chamado de ananás só amadurece bem no pé. Se for colhido antes de amadurecer para facilitar seu transporte, fica muito ácido e pobre em nutrientes.

Outras Utilizações

  • Ao natural – é ideal como sobremesa, para facilitar a digestão e também como aperitivo, pra preparar o estômago.
  • Suco – Deve ser tomado lentamente devido à sua acidez.
  • Conservas – retém a maior parte de suas vitaminas, minerais e fibra, mas é pobre em sua enzima bromelina, que se degrada com facilidade. Por isso, o abacaxi em conserva atua apenas como estimulante digestivo.

Veja também

Como Plantar Cravos por Estaca

A Grande Mudança da Nossa Espécie Os seres humanos, conhecidos cientificamente como Homo sapiens, é …

Um comentário

  1. Matéria maravilhosa essa do abacaxi. Rafael é um redator e tanto. Envolvido com suas pesquisas. Esclarecedor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *