Home / Plantas / Como Plantar Samambaia em Garrafas Pet

Como Plantar Samambaia em Garrafas Pet

Uma das vantagens benéficas da rede mundial de internet hoje em dia está na infinidade de informações proveitosas que se pode obter ao navegar nesse vasto mundo virtual. Boas e edificantes pesquisas podem nos suprir de conhecimentos úteis e valiosos para o nosso dia a dia. Um modo inteligente, prático e muito bonito de reutilizar as chamadas garrafas pet é o exemplo que vamos considerar.

Conhecendo a Garrafa Pet

Primeiro vamos entender porque chamamos assim. O termo pet é uma abreviação de polietileno tereftalato. O que é isso? Basicamente é uma mistura feita por dois cientistas ingleses de  ácido tereftálico e etileno glicol. A partir dessa experiência original e com a adição de alguns processos e fusões surgiu, em resultado, esse plástico com “propriedades tecidulares” que, aquecido e processado devidamente, transforma-se em um ótimo material útil em tecelagens ou como embalagens. A produção como vasilhames ou garrafas que se tornaram úteis para embalar bebidas só começou na década de 70 e revolucionou o setor, pois diminuiu significativamente o prejuízo com embalagens no transporte e armazenamento. As garrafas pet, diferente das antigas garrafas de vidros ou latas de alumínio, não quebram ou rasgam facilmente.

As Desvantagens Consideráveis

Pode-se resumir todas as desvantagens recorrentes da garrafa pet em uma só: jogar fora uma garrafa dessa de qualquer jeito causa um mal danado à natureza! A partir desse gesto inconsequente se desenrolará diversos problemas que o descarte irresponsável pode causar.

Garrafas pet jogadas em lagos, rios ou no mar levam mais de 400 anos para se decompor e esse lento processo reduz assustadoramente a biodiversidade. Além disso, essas garrafas não deixam de existir nesses longínquos anos de decomposição, mas transforma-se em resíduos microscópicos e tóxicos para milhares de animais no mundo das águas.

Homem Recolhe Garrafas Pets de Rio
Homem Recolhe Garrafas Pets de Rio

Infelizmente no Brasil mais de 4 bilhões de garrafas por ano são descartadas sem o reaproveitamento adequado. Também, a nossa indiferença ao problema tem contribuído imensamente no acúmulo dessas garrafas em degradação no aterro sanitário, nas enchentes recorrentes nas zonas urbanas e nos diversos outros problemas resultantes. Não pense você que essa decomposição “in natura” no meio ambiente não o afeta. Essas garrafas possuem componentes químicos bem perigosos a saúde humana, como flatlatos e estrogênio que acabam liberados em nosso meio ambiente nesse processo de decomposição.

A Melhor Opção é a Reutilização

Se você achou que reutilizando essas garrafas como recipientes de água gelada em sua casa depois de beber seu suco, refrigerante ou água mineral, estaria contribuindo de alguma forma para a diminuição do problema, você está completamente enganado. Ao contrário, também está se arriscando! Além do sério risco de contaminação bacteriana com essa reutilização, por mais que você tenha tido todo o cuidado do mundo em lavar bem esses recipientes antes de voltar a usá-lo, existem substâncias e compostos químicos nessas embalagens que, com a reutilização intermitente acabam sendo liberados e podem causar problemas sérios a saúde como desregulação endócrina, alterações hormonais e distúrbios neurológicos. Definitivamente não é esse tipo de reutilização do qual estamos falando!

Obviamente falamos de reciclagem. Esse não é um tema que interesse as grandes produtoras de bebidas, em hipótese alguma, porque enquanto latinhas de alumínio podem voltar a ser latinhas de alumínio quando recicladas, as garrafas pet não podem voltar a ser garrafas pet nesse processo. Diversos agentes e fatores diretos e indiretos a partir de sua primeira utilização macularia um novo processo para novas garrafas. Porém, não estamos aqui pra se preocupar com os interesses dessas indústrias ambiciosas e exploradoras que em nada se importam com os males que podem causar ao meio ambiente. É do nosso interesse a reciclagem! A expansão do setor de reciclagem dessas embalagens pet pode trazer inúmeros benefícios que deveriam sim nos interessar individualmente. Dentre tantos, os benefícios principais da reciclagem são: geração de empregos em grande escala, diretos ou indiretos; redução massiva de acúmulo de lixo nos aterros e em tantos outros lugares de despejo incorretos, inconvenientes e perigosos; menos agentes nocivos a nossa saúde no ambiente em que vivemos, que deixariam de proliferar com a degradação desses pets jogados por aí e, em compensação, o retorno desses pets que podem ser reprocessados várias vezes formando uma variação enorme de artesanatos e utilidades domésticas encantadoras.

Reciclagem de Pet

A reciclagem industrial das embalagens pet consiste em lavar, prensar, triturar, um outro processo chamado de extrusão e, por fim, os processos finais de modelagem que resultam em  novos e diversos produtos plásticos como placas de sinalização, porta lápis e canetas, tubos e conexões, potes para utilidades domésticas, banquinhos, cordas de varal e infinitas outras idéias criativas possíveis. Porém, o processo de reciclagem das embalagens de pet pelo método industrial é muito contestado como solução para o problema ambiental. Tem quem diga que o custo benefício desse processo é muito alto para um impacto insignificante na solução do problema, ainda mais que o próprio processo de reciclagem industrial também geraria fatores poluentes. O ideal mesmo, segundo dizem especialistas é a redução do uso deste tipo de embalagem. Porém, enquanto o impasse não é resolvido, reciclar é sim a opção viável e com mais benefícios do que malefícios para refutar essas objeções.

Mas não é só através do processo industrial que a reciclagem é possível. Se você tiver talento e quiser, há muitas maneiras práticas maravilhosas de reciclar suas garrafas pet e que podem ser feita de modo artesanal. Como iniciamos dizendo nessa matéria, você pode encontrar aqui mesmo na internet muitas idéias incríveis de reutilização dessas garrafas que vão te deixar inspirado. São dezenas! Uma das que mais gosto é a utilização das garrafas como ponto de luz natural, refletindo a luz solar na água dentro delas e iluminando um cômodo com muita eficiência. Do jeito que nos chegam essas contas de energia elétrica com taxas tão abusivas em uma matemática que ninguém entende, essa idéia de reutilização da garrafa pode ser providencial.

Plantando Samambaia em Garrafa Pet

Uma das idéias muito apreciadas e copiadas na reutilização de garrafas pet é a transformação delas em lindos vasos ornamentais para receber plantinhas. Com criatividade e um pouquinho de trabalho, é possível construir um cenário magnífico no seu quintal só com o aproveitamento decorativo dessas embalagens. O que não falta é tipos de plantas que ficam perfeitas nelas. Até uma samambaia é possível!

Samabaia em Garrafa Pet
Samabaia em Garrafa Pet

Calma! Não se anime imaginando que conseguirá desenvolver uma samambaia natural em garrafa pet. Plantas como essa precisam de espaço e umidade adequado para seu desenvolvimento e isso em pet é impraticável. O que você pode é transformar sua pet em lindos ramos de samambaia artificial. Aí sim! Com diversas garrafas dessas de pet da cor verde e alguns equipamentos como tesoura, pincel, cola, algumas pedrinhas, tinta e um vaso (que também pode ser feito com pet), você pode ter um enfeite atraente com a vantagem que não precisa manter em terra úmida.

Pegadinhas à parte, atente-se a questão principal deste artigo. Sua própria atitude e comportamento ao zelar pela preservação do meio ambiente, diminuindo o uso excessivo dessas embalagens e procurando reutilizar de modo consciente, sábio e criativo as garrafas que tiver em seu poder, isso sim, será digno de admiração louvável!

 

Veja também

Como Plantar Cravos por Estaca

A Grande Mudança da Nossa Espécie Os seres humanos, conhecidos cientificamente como Homo sapiens, é …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *