Home / Plantas / Como Fazer Chá de Alface Para Bebê?

Como Fazer Chá de Alface Para Bebê?

A Lactuca sativa (ou a popularmente conhecida “alface”) é o vegetal folhoso mais consumido no Brasil. Mas agora já se sabe, também, que há como preparar um chá de alface bastante eficaz para bebês com problemas de insônia.

Isso porque alguns de seus constituintes, especialmente os seus óleos essenciais – e, mais especificamente ainda, uma propriedade conhecida como “Lactucário” – possuem propriedades calmantes e relaxantes, que até já vêm sendo observadas quanto à sua eficácia no combate a distúrbios como depressão, ansiedade e estresse.

Folhas, talos, extratos e raízes podem ser utilizados para o combate das mais diversas afecções, e ainda ajudam a compor os mais diversos tipos de dietas, sejam elas à base de sucos, chás ou mesmo como parte da alimentação.

A alface é uma verdadeira potência em fibras, e quando associada às suas não mais do que 15 Kcal por 100g, grandes quantidades de água (cerca de 90% da sua estrutura), abundância em vitaminas e sais minerais, entre outras características, elas tornam-se um dos alimentos com o maior potencial desintoxicador do organismo na natureza.

Na verdade, o que os nutricionistas afirmam categoricamente é que a alface (que agora pode ser utilizada na forma de infusões para bebês) é um dos principais parceiros de um aparelho digestivo saudável encontrado na natureza.

Isso porque as quantidades de vitamina A, C, E, betacaroteno, clorofila (e ainda com a vantagem do baixo teor de proteínas e de hidrocarbonetos), fazem com que ela possa ser utilizada – com a mesma eficácia – na forma de sucos, chás e saladas.

Será Que Há Mesmo Como Fazer Chá de Alface Para Bebês?

Como foi dito acima, os seus óleos essenciais associados à produção abundante de Lactucário, fazem da alface uma das novidades no combate a alguns dos sintomas típicos dos tempos modernos, como a ansiedade, estresse e depressão.

Isso porque descobriu-se o importante efeito calmante, relaxante e sedativo dessas substâncias, especialmente quando extraídas por meio da infusão das suas folhas.

De acordo com especialistas, adultos, crianças e bebês podem beneficiar-se (a curto e médio prazo) com os seus maravilhosos efeitos; e ainda com a vantagem (típica de todo o produto de origem vegetal) de praticamente não apresentar contraindicações.

O sensível efeito de um relaxante muscular, a capacidade de estimular a produção de neurotransmissores responsáveis pelas sensações de prazer e bem estar, entre outros efeitos, tornam o vegetal um sedativo natural bastante característico.

E como se isso não bastasse, tais substâncias, quando extraídas na forma de infusões, ainda reduzem a liberação de cortisol no sangue (substância causadora do stress), aumentam a de endorfina e serotonina, e ainda proporcionam – como é próprio das infusões – o delicioso e relaxante prazer de apreciar uma bebida leve, saudável e natural.

3 Maneiras de Preparar Infusões de Alface para Bebês

Não custa lembrar que todo e qualquer procedimento natural com caráter terapêutico deve, necessariamente, passar pelo crivo de um profissional em medicina. Pois somente ele será capaz de determinar os riscos e benefícios dos princípios ativos contidos em cada produto.

Sugestão 1:

Para o preparo da infusão, ferva 1 litro de água, adicione entre 4 e 6 folhas de alface, abafe por cerca de 10 minutos e reserve-o na geladeira.

Toda noite dê 1 colher de sopa para o bebê, por pelo menos 1 semana, ou até perceber que ele não é mais necessário.

Sugestão 2:

Coloque 200ml de água em uma panela até levantar fervura. Logo após, desligue o fogo, acrescente 1 folha de alface e as cascas de uma maça e abafe por pelo menos 8 minutos.

Quando estiver morno, ofereça ao bebê pelo menos 1 colher de sopa 30 minutos antes de ele dormir, por pelo menos 1 semana.

Sugestão 3:

Coloque 1 alface com os talos em 150ml de água fervida, abafe por cerca de 10 minutos, adicione um pouco de mel (e jamais açúcar) e ofereça ao bebê 1 colher de sopa pelo menos 40 minutos antes de ele dormir, por pelo menos 8 dias, ou até desaparecerem os sintomas.

Como Escolher os Melhores Exemplares de Alface?

Para aproveitar-se de todo esse potencial digestivo, desintoxicante (e agora calmante) da alface, não basta apenas consumir as suas inúmeras receitas existentes. Saiba que a qualidade e a aparência do vegetal pode ter (e terá) uma influência decisiva nos resultados.

Um dos pontos fracos dessa cultura, é que as suas vitaminas, óleos essenciais e minerais são pouco resistentes a grandes variações de temperatura; e até mesmo à forma como são colhidos, armazenados, distribuídos e conservados em casa.

Apesar de já existirem espécies bem mais tolerantes a condições adversas, a alface ainda é bastante sensível a certas alterações climáticas.

Logo, caso queira garantir que obterá os níveis necessários de Lacturário – responsáveis por esse efeito levemente sedativo do chá de alface -, será necessário atentar para alguns detalhes.

Detalhes como a consistência das folhas (que devem ser firmes e vistosas), a sua textura, a presença de pontos e manchas escuras, exemplares murchos e sem a sua cor verde-claro ou escuro, entre outras características, que denunciam a presença de fungos, parasitas e demais micro-organismos causadores de doenças.

Também não há como garantir a qualidade do chá de alface que oferecerá ao seu bebê, casos as folhas do vegetal sejam mal conservadas, acondicionadas fora da geladeira, embaladas juntamente com outros produtos ou que já estejam guardadas há várias semanas.

Como se sabe, a alface é praticamente toda ela água (cerca de 90%). Portanto, pelas suas próprias características, elas são um verdadeiro convite para fungos e demais micro-organismos.

Seja para o consumo do vegetal cru (como ingrediente de saladas), na forma de chás ou sucos, a recomendação é sempre a mesma: Higienização!

E ela deve ser feita com o auxílio de 10ml de hipoclorito de sódio adicionados a 1 litro de água. Logo após, deve-se mergulhar as folhas de alface nessa mistura, por pelo menos 10 minutos.

Após esse prazo, terá a certeza de que o vegetal foi higienizado corretamente. E as suas propriedades, por consequência, foram devidamente preservadas.

Para muitos, a alface é uma grata novidade quando o assunto são chás calmantes e sedativos para bebês. Mas, gostaríamos de saber das suas experiências com esse tipo de vegetal, em forma de um comentário. E continue compartilhando, questionando, discutindo, refletindo e acompanhando as nossas publicações.

Veja também

Gênero Bellis

Mini Margaridas Coloridas

“Ele me ama, ele não me ama.” A margarida clássica é na verdade mais do …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *