Home / Natureza / Vulcão Cerro Tronador – Bariloche

Vulcão Cerro Tronador – Bariloche

Você conhece Bariloche? Ela é uma das cidades mais visitadas da Argentina; abriga montanhas, geleiras, muita neve e o enorme Vulcão Cerro Tronador.

São paisagens geladas muito bonitas, com vista incrível para o cume branqueado das montanhas,  e para lagos de grande extensão.

A cidade é recomendada para amantes do frio, da natureza e das belas paisagens. Mesmo para quem não é um apreciador das temperaturas mais baixas, recomendo que passe alguns dias e conheça a cidade; valerá a pena, pelo simples fato de viajar e conhecer lugares novos, com paisagens memoráveis.

Das diversas belezas naturais que a cidade abriga, vamos tratar aqui daquela que provavelmente está entre as mais bonitas. É uma das mais procuradas e visitadas por turistas. Confira agora um dos vulcões próximos à cidade de Bariloche, o Vulcão Cerro Tronador.

Vulcão Cerro Tronador

Este incrível vulcão recebe o nome de Tronador devido ao barulho causado pela queda de suas geleiras; tal queda emite um estrondo tão alto, que chega a ser semelhante a um trovão. O Cerro possui três grandes picos, um bem na divisa, um na Argentina e outro no Chile.

O vulcão é considerado ativo, porém, em estado “dormente”. Estima-se que sua ultima erupção foi há cerca de 10.000 anos atrás.

O fato é que ainda acontecem atividades magmáticas no subsolo do vulcão, por isso não pode ser considerado um vulcão “extinto” ou “inativo”.

Localização do Vulcão Cerro Tronador

O vulcão Cerro Tronador localiza-se no Sul da Cordilheira dos Andes, exatamente na divisa entre a Argentina e o Chile, no Parque Nacional de Nahuei Huapi. Ele faz parte três grandes picos, um bem na divisa, e um em cada país. Está a cerca de 90 km de Bariloche.

O pico no qual o vulcão se localiza, possui estimados 3.400 metros. Durante a trilha que leva a ele, possui alguns pontos de paradas e mirantes, onde é possível avistar o vulcão por completo e talvez presenciar a queda de parte da geleira.

Vulcão Tronador - Mapa
Vulcão Tronador – Mapa

O Mirante do Lago Mascardi é uma das mais belas vistas para o gigante Cerro Tronador. Para você ir aos mirantes é necessário que entre no Parque Nacional de Nahuel Huapi. O indicado é que procure o 3º mirante, este é tido como um dos mais bonitos.

Você pode procurar por excursões com agencias de viagem ou pode ir de carro; se optar por ir com veículo próprio, atente-se aos horários de entrada e saída do parque.

A entrada custa 100 pesos para quem vai de carro e o valor das excursões variam de acordo com a agência que você escolher, mas geralmente são entre 400 a 700 pesos.

É um lugar bastante frio, e para ajudar, o sol não alcança a cidade; ou seja, a temperatura chega facilmente abaixo de zero. O que pode levar você a passar por algumas situações que não está acostumado, como por exemplo, a água congelar.

Derretimento das Geleiras

Existe um conjunto de sete geleiras de grande altitude que formam a paisagem. Essas geleiras vêm derretendo devido aos decorrentes acontecimentos de aquecimento global; e a queda de partes lá do alto das montanhas causam estrondos poderosos.

O vulcão possui geleiras brancas e geleiras negras. As brancas estão na parte alta da montanha, e as negras, que possuem sedimentos vulcânicos, estão na parte de baixo.

A geleira negra é umas das poucas que existem no mundo, é conhecida como Ventisqueiro Negro. Ela impressiona pela sua diferente composição, o que a destaca das outras.

O lago de água negra também é composto por sedimentos vulcânicos, estes que se desprendem das geleiras e caem no lago. É um visual ímpar e de rara beleza.

Parque Nacional Nahuel Huapi – Conheça Bariloche

É uma paisagem branca, devido ao frio intenso, a neve e ao sereno. Abriga algumas paisagens mais belas da América do Sul – Cerro Catedral, Lago Nahuei Huapi, Cerro Tronador, Ilha Victória, entre muitos outros.

É o Parque Nacional mais antigo da Argentina, foi criado em 1934. Recebeu tal nome, devido a uma de suas mais paisagens mais belas. Nahuei Huapi tem o significado de “Ilha do Jaguar”, que atualmente é conhecida como Ilha Victória.

Possui uma área que ultrapassa os 700 km²; ou seja, a quantidade de atrações e lugares bonitos e preservados que existem são muitos.

A região onde se localiza o Cerro Tonador é talvez a mais preservada de todo o parque; consequente, é dona de paisagens únicas –  Lago Mascardi, Lago Hess, Lago Los Boscos, Vale Vuriloches, Ventisqueiro Negro.

Devido à longa extensão e as condições mais adversas, o Parque Nacional abriga três diferentes tipos de ambientes em relação à fauna e flora.

Um é o alto andino, que é caracterizada por cumes de montanhas totalmente cobertos por neve. Também é composto por bosques úmidos, que são semelhantes a pântanos, são próximos aos lagos e são causados pela ação do clima. Outro ambiente que compõe o cenário do parque são os estepes patagônicos, que contrastam com os bosques úmidos.

Vamos destacar alguns outros pontos que chamam bastante atenção e possuem belas paisagens.

Cerro Catedral

Este ponto é para quem está em busca de aventuras radicais, como snowboard e esqui, ele possui um total de 120 km de pistas de esqui. Recebe muitos turistas anualmente.

Você pode subir no Cerro através de bondinhos ou de teleféricos, e caso você não tenha roupas de esqui, fique tranquilo, nas centrais eles alugam.

Lago Nuahei Huapi

Este lago está na parte Norte da cidade e é o principal da região. Ele está no roteiro de diversas agências de excursões; não à toa, é uma das mais incríveis paisagens de toda a Argentina.

O lago é bastante extenso, ele possui um contorno, uma margem de 357 km e abriga diversas praias que podem ser visitadas – Praia Melipal, Praia del Centenario, Pra Villa Tacul, Bahia Serena.

Bosque de Arrayanes

Este bosque é composto por belas árvores avermelhadas. Ele localiza-se na Península de Quetrihue, próximo a Ilha Victória, que é a maior ilha do lago e a que originou o nome do parque.

Existe um passeio de barco pelo Lago Nahuei Huapi que leva conhecer os dois locais. O ponto de inicio é o Puerto Pañuelo.

Veja também

Qual é o Ecossistema Típico de SP?

A Floresta de Araucária é um ecossistema típico do estado de São Paulo (SP). O …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *