Home / Plantas / Tudo Sobre a Papoila Islandesa: Características e Nome Científico

Tudo Sobre a Papoila Islandesa: Características e Nome Científico

A Papoila Islandesa (Papaver nudicaule) é uma planta que, como o nome sugere, cresce de forma conspícua na Islândia.

Apesar de seu nome estar diretamente ligado ao País insular nórdico, estudos apontam que sua verdadeira origem seja asiática, onde também existe em grandes quantidades.

Além da Ásia, a papoila islandesa também garante bastante presença na Europa. Assim, se pode dizer que essa planta tenha sua origem na Eurásia.

Também se nota que a papoila da Islândia gosta de climas gelados, por isso ela está presente no norte dos Estados Unidos, assim como no Canadá e na Groenlândia.

Se tratando de sua cultivação, a planta garante facilidade e agilidade em seu desenvolvimento, sem muitos cuidados especiais em relação ao seu tratamento.

Como se pode perceber, a planta prefere temperaturas mais baixas, mas isso não significa que ela não cresça em climas quentes também.

No entanto, em Países subtropicais como o Brasil, é necessário empregar mais cuidados em relação ao cultivo da flor.

Aproveite e confira outros links em nosso site sobre a Papoila Islandesa:

Características Gerais da Planta Papoila Islandesa

Uma das principais características da Papaver nudicaule é sua presença na hora de ornamentar ambientes, seja interna ou externamente.

Isso se dá devido à beleza das cores em quais elas desabrocham, variando entre o branco, amarelo, laranja e laranja-escuro.

Além das cores, a forma de suas flores também chama bastante atenção, com pétalas grandes de uma cor e um centro amarelado com um centro esverdeado ou preto, como pode ser observado nas imagens.

Essas pétalas crescem em um ramo que alcança cerca de 60-70 centímetros de altura, dando uma flor individual e poucas ramificações de folhas.

Papaver Nudicaule Características

Essa altura e cor da flor atraem muito a atenção de pássaros, principalmente beija-flores, assim como abelhas, borboletas e besouros.

Portanto, se a ideia é ter essas flores em casa, pode contar com a presença desses animais e insetos, pois eles são extremamente necessários para a preservação da flor e da vida tanto da flora quanto da fauna.

É importante lembrar que a ideia de criar plantas significa conviver com insetos, por isso, sempre respeite o espaço dos mesmos, seja dentro ou fora de casa.

Atualmente, pode-se encontrar cerca de 80 variedades de papoulas para comprar e cultivar.

Nome e Classificação Científica da Papoila Islandesa

  • Nome Comum: Papoila Islandesa, Papoila-da-Islândia, Filhote-da-Islândia, Papoula
  • Nome Científico: Papaver nudicaule
  • Reino: Plantae
  • Ordem: Ranunculales
  • Família: Papaveraceae
  • Gênero:Papaver
  • Distribuição Geográfica: América do Norte, Ásia, Europa, Austrália e Islândia
  • Coloração: Branca, amarela, laranja, laranja-escuro, vermelho e rosa (sendo esses dois últimos mais raros). Ressaltando que os cultivares pode apresentar 80 cores diferentes.
Papaver Nudicaule

Aprenda a Cultivar a Papoila Em Sua Casa

Devido à atrativa aparência da papoila islandesa, muitas pessoas desejam ter a mesma em suas casas e jardins, por isso mostraremos aqui como uma papoila pode ser cultivada.

Portanto, para se cultivar uma papoila islandesa, você deve saber que essa planta prefere locais arejados onde esteja em contato com a luz solar.

Ou seja, se a ideia é ter a planta em casa, é preciso colocar o vaso para fora todos os dias.

Assim, também é viável plantar a semente no chão ou em um vaso fixo no quintal, varanda ou um local onde a luz seja o suficiente.

Além da luz do sol, a planta também exige um solo bem drenado, isto é, uma terra que não acumule água, caso contrário ela perde o oxigênio rapidamente e perece.

Para garantir um solo bem seco, basta usar substratos de alto dreno, pois eles têm o propósito de eliminar a água das regas.

Em relação às regas, basta duas vezes na semana, sempre molhando a terra e nunca a flor.

Outra informação importante é saber que no verão elas sempre perecem, voltando a florescer a partir da primavera.

Cuidados Extras Com a Papoila Islandesa e Sua Toxidade

Quando se pensa em fazer cultivo dessa planta, é preciso saber que todas as suas partes possuem doses de toxinas, seja nas folhas ou nas pétalas, assim como nas próprias sementes.

Apesar de a Papaver nudicaule apresentar doses baixas dessas toxinas, é importante evitar o contato, principalmente de crianças e animais que podem vir a ingeri-las, principalmente gatos que possuem esse hábito natural.

Não é exclusividade de essa espécie ser tóxica, pois muitas outras papoulas também o são, além de que as papoulas são plantas que produzem determinadas substâncias químicas ligadas ao ópio.

Esse fato da planta estar ligado ao ópio já foi motivo de proibição de cultivo de papoula em determinadas regiões da América do Sul e América no Norte, já que a mesma era e sempre foi manufaturada no fabrico de drogas ilegais.

No entanto, atualmente, não existe proibição para o cultivo de papoula.

O fato de a papoila islandesa ser tóxica se dá pela presença de alcaloides tóxicos, tal como o alcaloide benzophenanthridine, chelinodine, amurensinine, flavinantine e methylthalisopavine.

Informações e Curiosidades Sobre a Papoila Islandesa

Muitas espécies de papoulas são usadas na culinária, apesar de algumas espécies serem tóxicas, como o caso da Papaver nudicale.

Por isso é necessário ter um conhecimento notório das espécies de papoulas caso a ideia seja fazer a ingestão da mesma.

O consumo das papoulas se dá através de suas pétalas, que são usadas em saladas e sobremesas.

Além disso, a semente de papoula, quando refinado, perde suas toxinas e se torna consumível, por isso pode ser fabricado o óleo de semente de papoula, que é uma semente rica em óleo, apresentando doses relevantes de cálcio e proteínas.

Como dito anteriormente, a produção em massa das papoulas já foi e continua sendo objeto de inspeção pelas autoridades, por isso só a indústria farmacêutica tem permissão para esses plantios, já que é através do ópio da papoula que muitos remédios podem ser produzidos.

Remédios como a codeína, por exemplo, é usado para aliviar dores pós-cirúrgicas diretamente na veia, extremamente importante para a recuperação dos pacientes.

Veja também

Laranja

Quais Alimentos São do Brasil?

Moramos em um país tão rico que a gente nem faz ideia, nosso Brasil é …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.