Home / Plantas / História da Flor Papoila Islandesa, Significado, Origem da Planta

História da Flor Papoila Islandesa, Significado, Origem da Planta

A papoila islandesa (Papaver nudicaule), também chamada de papoula, é uma planta que possui muitas variações em sua espécie. O tamanho dela normalmente varia entre 30 cm e 40 cm. Ela tem um grande número de brotos e flores e sua floração acontece no período mais quente do ano.

Essa planta é excelente para montagem de canteiros e é muito útil como flor de corte. Pertencente à ordem Ranunculales, essa planta tem mais de 800 espécies espalhadas por mais de 40 gêneros. É uma excelente opção para quem gosta de jardins ornamentais.

Características Gerais

Essa planta possui baixo desenvolvimento e suas raízes estão interligadas a uma raiz primária. A função dessa raiz principal é facilitar a penetração das outras no solo. As folhas dessa planta possuem formato de roseta e ocupam um diâmetro de 20 cm.

No mês de maio, os talos das flores da papoula emergem sem ramificação e podem atingir 60 cm de altura. Esses talos nascem curvados como um pescoço de cisne, mas assim que a flor se abre, eles ficam retos.

A flor da papoula islandesa é bem maior que o resto da planta e possui várias tonalidades. Ela pode ser branca, alaranjada, amarela, rosada, vermelha. Normalmente, o tom mais comum para essa flor é o branco.

As papoulas islandesas atraem muitos insetos para a polinização. Sobre seus frutos, eles são longos, ficam abertos na parte superior e possuem um grande número de sementes pequenas. Essas sementes se espalham bastante quando o caule recebe algum vento mais forte que o normal.

Cultura Popular

As papoilas são vistas como um símbolo de paz, morte e sonolência. Fala-se do sono por conta do ópio sedativo que essa planta produz. Com relação à morte, a papoula ganhou essa atribuição por causa da cor vermelha que algumas espécies possuem.

Na mitologia grega, todas as papoilas, incluindo as islandesas, eram trazidas aos mortos como oferenda. Atualmente, algumas lápides usam papoilas como emblemas, pois essa flor representa o sono infinito.

O famoso romance “O Maravilhoso Mágico de Oz” cita o simbolismo da papoula islandesa em sua narrativa.

O Maravilhoso Mágico de Oz
O Maravilhoso Mágico de Oz

Nessa história, existia um campo mágico de papoulas que fazia as pessoas dormirem para sempre. Outra curiosidade sobre essa planta é que, no caso da espécie escarlate, sua cor é um símbolo da ressurreição dos mortos.

Existe uma espécie de papoula que faz alusão aos períodos de guerra. O nome dela é Papaver rhoeas e suas flores possuem um forte tom vermelho. Essa planta é facilmente encontrada no continente europeu.

A papoula está tão associada às questões de morte que vários países a utilizam para homenagear os mortos da Primeira Guerra. Essa manifestação costuma acontecer no dia 11 de novembro e é conhecida como Dia do Armistício.

A papoula de flor vermelha é tratada como flor nacional albanesa. Isso acontece porque ela possui as mesmas cores da bandeira do país. Essa planta também é muito valorizada no Kosovo.

Lenda Mitológica

Segundo a mitologia grega, a filha de Zeus, chamada Perséfone, foi sequestrada pelo deus Plutão quando estava colhendo flores em um campo. Plutão pretendia obrigar Perséfone a se casar com ele. Vale lembrar que Perséfone era a deusa da Terra e Plutão era o rei do submundo.

Ao saber do sequestro de sua filha, a deusa Deméter pediu ajuda a Zeus, pois não queria que Perséfone passasse toda a eternidade no submundo. No entanto, o líder dos deuses não se importou com a situação. A partir desse momento, Deméter resolveu não fazer nada para cuidar da Terra, pois estava cheia de tristeza e mágoa.

Ao ver que a Terra estava sem um guardião, Zeus se preocupou, pois tudo que havia naquele planeta iria morrer. Por conta disso, o líder dos deuses chamou Plutão para negociar.

Zeus propôs que Plutão deixasse Perséfone retornar à Terra durante seis meses para visitar Deméter. Plutão relutou, mas ao final de tudo, aceitou o acordo. A partir daquele momento, sempre que Perséfone vinha passear na Terra, novas papoulas começavam a florescer.

Cultivo

A papoula islandesa é uma planta perene e sua floração costuma acontecer na parte mais quente do ano. Ela gosta do calor, desde que não seja muito elevado, pois sua sobrevivência depende muito da umidade do ar. A papoula costuma viver aproximadamente um ano.

Essa planta precisa que o solo esteja úmido, mas não encharcado. Ela até consegue se desenvolver em um solo mais pobre, mas o ideal é que ela esteja em uma terra fértil. A papoula tem que ser plantada em um local fixo, pois transplantá-la de um vaso para o outro pode matá-la.

Se essa planta estiver em um local seco, a melhor opção é deixá-la na meia-sombra. No entanto, se ela estiver em um local fresco, será necessário deixá-la exposta ao sol. Quando for comprar uma papoula islandesa, lembre-se que ela precisa de uma terra funda e de qualidade. Além disso, ela precisa ser regada assim que sua terra estiver seca.

Para aumentar o número de flores da papoula, faça uma poda até a metade de sua altura. Isso deve ser feito depois que a planta tiver florescido bastante. Dessa forma, novas flores surgirão, o que manterá a papoula charmosa e bonita.

Serviço Utilitário

Plantação de Papoila Islandesa
Plantação de Papoila Islandesa

A papoula pode ser usada de várias maneiras, inclusive na medicina, pois existem algumas espécies que fornecem o ópio por meio do látex. Essa planta possui algumas substâncias que são essenciais para fabricação de vários medicamentos. Entre os componentes dessa planta estão a codeína, a morfina, a paramorfina e a papaverina.

Países como o Afeganistão, Índia e a Turquia cultivam a papoula em larga escala, pois produzem muitos medicamentos que utilizam o ópio. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a fabricação de remédios à base dessa substância é muito necessária, pois medicamentos opiáceos são muito eficazes no tratamento das dores.

Por causa da codeína, os povos da Europa e da Ásia usam a papoula para tratar doenças como asma e bronquite. Também a utilizam para cuidar de crises de ansiedade e estresse, por conta de sua morfina. Além disso, essa planta também possui grande capacidade anti-inflamatória e analgésica.

A papoula pode ser utilizada como remédio tanto de forma industrializada quanto de forma natural. É possível aproveitar o seu efeito anestésico por meio de chás, xaropes e medicamentos.

Veja também

Papel de Fibra de Algodão: Vantagens e Desvantagens

O papel é famoso pela sua origem através da madeira, ou melhor, das fibras de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *