Home / Plantas / Quais São os Benefícios da Espinheira Santa?

Quais São os Benefícios da Espinheira Santa?

A espinheira santa (nome científico Maytenus ilicifolia) é um vegetal que nas e em áreas com clima relativamente ameno, tal como na região Sul do Brasil. É conhecida pelas suas propriedades medicinais, podendo ser comercializada na forma de pó, cápsulas ou folhas secas para preparo de chá.

As propriedades advêm das folhas, as quais contêm substâncias como os triterpenos, taninos e polifenóis.

A espécie é nativa do Brasil, com origem provável no Paraná, uma vez que neste estado apareceram os primeiros exemplares. O cultivo do vegetal teria avançado significativamente nos últimos 10 anos, contribuindo para que atualmente o mesmo possa ser encontrado na faixa que se estende de Minas Gerais ao Rio Grande do Sul.

Neste artigo, você conhecerá um pouco mais sobre os benefícios e características deste vegetal.

Então venha conosco e boa leitura.

Plantas Medicinais Mais Consumidas no Brasil

Antes de falarmos sobre a protagonista deste artigo, cabe aqui uma menção honrosa às espécies mais famosas por aqui, muitas das quais já possuem eficácia comprovada através de estudos científicos conduzidos pelo Ministério da Saúde.

A babosa é um destes exemplos, sendo apenas indicada para uso externo- no caso, para alívio de queimaduras e inflamações na pele.

Maytenus ilicifolia

A camomila, o gengibre e a erva-doce também integram esta listagem.

Espinheira Santa: Características e Apelidos Famosos

Quando a espinheira santa é plantada em vasos grandes ou varandas, tende a crescer até 1 metro de altura; porém, quando em jardins externos na forma de arbusto, pode alcançar até mesmo 3 metros.

Suas flores possuem coloração amarelo-esverdeada, e os seus frutos são vermelhos e pequenos.

Alguns apelidos e nomes alternativos populares incluem espinheira divina, congorça, espinho de deus, maiteno, salva-vidas, sombra de touro, erva cancerosa, cancorosa, cancerosa, congorça e espinho de deus.

Apesar de “cancerosa” ser uma palavra de estigma negativo, o vegetal não possui ação prejudicial (exceto para grupos específicos que serão citados mais à frente) e coleciona uma série de benefícios nutricionais.

Como Plantar Espinheira Santa? Diretrizes para Plantio Comercial

O plantio deste vegetal é relativamente simples, e, por essa razão, é considerado uma das culturas medicinais mais produzidas.

A propagação ocorre através de sementes, as quais podem ser coletadas de espinheiras já desenvolvidas, principalmente durante a queda espontânea das árvores- movimento que ocorre de Dezembro a Fevereiro.

O plantio também pode ser realizado através da obtenção de mudas já prontas.

A densidade ideal para o plantio é de 4 mil plantas por hectare (caso haja necessidade de produção em larga escala).

A preferência de solo é por aqueles considerados argilosos, os quais devem ser drenados e possuir boa concentração de matéria orgânica.

Espinheira Santa

As condições climáticas mais adequadas para o seu crescimento e desenvolvimento estão dentro da faixa de temperatura que vai dos 20 aos 30 °C.

De forma geral, o crescimento e desenvolvimento desta planta costuma ser lento, podendo ser necessária a espera de 4 a 6 anos após o transplante da muda para que seja realizada a primeira colheita. Esta primeira colheita deve ser realizada quando a planta atinge 50 centímetros, recomendando-se que seja realizada especificamente no período da primavera.

Um procedimento praticamente obrigatório no período pós-colheita é descartar as folhas que estejam manchadas ou danificadas. O material restante deverá ser submetido a um secador sob temperatura de 40°C, através do qual serão separados os galhos das folhas – as quais são colocadas em sacos devidamente identificados, contendo informações como o nome do vegetal, a data da colheita, a data de início e de término da secagem.

Quais São os Benefícios da Espinheira Santa?

A espinheira santa é indicada para alívio de problemas estomacais, tais como azia, dores, gastrite ou até mesmo úlcera gástrica- uma vez que os componentes da planta possuem propriedades antioxidantes significativas, além de atuarem na proteção celular e na redução da acidez gástrica. A planta também é benéfica no combate ao H. Pylori e aos refluxos gástricos.

Outras propriedades da espécie incluem ação diurética, laxativa, anti-infecciosa, depurativa do sangue e alívio de alguns quadros dermatológicos (tais como a acne, cicatrizes ou eczema).

Como Utilizar a Espinheira Santa?

A modalidade de uso mais famosa sem dúvida é o chá, contudo, a planta também pode ser aproveitada na forma de cápsulas ou compressa quente.

A apresentação de cápsula pode ser encontrada nas farmácias e drogarias (preferencialmente naqueles que trabalham com a comercialização de produtos naturais). A apresentação comercial oferece 380 mg de extrato seco da espécie. A dosagem recomendada de consumo diário é de 2 cápsulas, 3 vezes ao dia, antes das principais refeições.

No caso das compressas quentes, estas podem ser aplicadas diretamente sobre locais acometidos por acne, eczema ou cicatrizes. Utiliza-se para tal o chá da espinheira santa.

Como Preparar Chá de Espinheira Santa?

No chá, utiliza-se apenas as folhas. Os ingredientes consistem em 1 colher (chá) de folhas secas + 1 xícara de água fervente.

Para o modo de preparo, recomenda-se adicionar as folhas à água fervente, tampar e deixar a infusão em repouso durante 10 minutos.

Passado o tempo de repouso, recomenda-se coar logo em seguida e consumir o chá ainda morno.

Em relação à frequência e periodicidade do consumo, recomenda-se tomar o chá 3 vezes ao dia- podendo ser em jejum ou meia hora antes das refeições.

Quais as Contraindicações do Uso de Espinheira Santa?

Nem todos podem consumir o chá desta planta. Pessoas que já tem um histórico de alergia à espécie, por exemplo, estão proibidas. A proibição também é válida para gestantes e mulheres que estão amamentando. Outro grupo que não deve consumir derivados da planta são as crianças com menos de 12 anos de idade.

No caso das gestantes, o consumo de qualquer produto à base de espinheira santa pode resultar em efeito abortivo. Para as mulheres que estão amamentando, esse consumo pode reduzir a quantidade de leite materno.

Agora que você já conhece um pouco mais sobre a espinheira santa, suas características, plantio, benefícios e contraindicações; nossa equipe o convida a continuar conosco para visitar também outros artigos do site.

Aqui há muito material de qualidade nos campos da botânica, zoologia e ecologia de um modo geral.

Sinta-se à vontade para digitar um tema de sua escolha em nossa lupa de pesquisa no canto superior direito. Caso não encontre o tema desejado, sinta-se à vontade para sugeri-lo abaixo em nossa caixa de comentário.

Você também pode usar a nossa caixa de comentários para dar o seu feedback sobre este texto, caso tenha sido útil para você.

Até as próximas leituras.

REFERÊNCIAS

MATHIAS, J. Globo Rural. Como plantar espinheira-santa. Disponível em: < https://revistagloborural.globo.com/vida-na-fazenda/como-plantar/noticia/2013 /12/como-plantar-espinheira-santa.html>;

Tua Saúde. Para que serve a Espinheira- Santa e como usar. Disponível em: < https://www.tuasaude.com/espinheira-santa/#:~:text=v%C3%A1rias%20propriedades%20terap%C3%AAuticas.-,Para%20que%20serve%20a%20Espinheira%2Dsanta,assim%20a%20mucosa%20do%20est%C3%B4mago>;

Wikipédia. Espinheira-santa. Disponível em: < https://pt.wikipedia.org/wiki/Espinheira-santa>.

Veja também

Tudo Sobre a Planta Cíclame: Características da Flor e Fotos

Cíclame, também conhecida como cyclamen ou cíclame-da-pérsia, é uma planta que tem origem nos continentes …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *