Home / Animais / Terrário para Jibóia Onde Encontrar? Qual o Tamanho Ideal?

Terrário para Jibóia Onde Encontrar? Qual o Tamanho Ideal?

A jibóia (nome científico Boa constritor) está entre os reptéis de estimação mais queridos. Mesmo sendo um Pet curiosamente exótico e típico de donos excêntricos, a preferência por ela vem crescendo cada vez mais.

Convém lembrar que a jibóia é considerada um animal silvestre, logo a manutenção desta em meio doméstico demanda autorização legal (através de documentos físicos) do IBAMA, ou de órgãos ambientais municipais. Antes de comprar uma jibóia é obrigatório conferir se o vendedor dispõe dessa autorização, caso contrário, o animal com certeza é proveniente de tráfico.

A jibóia, mesmo domesticada, deve dispor de elementos no ambiente em que está que sejam adequados à sua natureza. Seu terrário é o seu abrigo, logo deve conter as dimensões necessárias, assim como boas condições de temperatura e oferta de água e comida.

Neste artigo, você conhecerá um pouco mais sobre os critérios de um terrário para jibóias? Onde encontrá-lo, e como criar ou personalizar o seu.

Então venha conosco e boa leitura.

Jibóias como Animais de Estimação

As jibóias do tipo BCCs são as mais comuns como animais de estimação, mesmo sendo a subespécie com os maiores indivíduos, estas cobras também são as mais mansas.

Assim como a documentação de regularização, o comprador deve exigir o histórico de saúde do animal. Perguntar ao vendedor ou antigo dono se a a cobra já teve problemas ao trocar de pele ou se alimentar também é bem-vindo.

Caso a compra seja realizada fisicamente, é importante verificar se a jibóia está com aparência de boa saúde, ou seja, com pele brilhante (sem presença de bolhas ou pontos falhos), escamas bem cuidadas, respiração sem dificuldade e focinho e olhos claros.

Conhecendo Alguns Estilos/ Tipos de Terrário para Jibóias

Existem várias opções de terrários atualmente no mercado, contudo, para fins didáticos, iremos apresentar apenas três: o terrário boladão (ou personalizado); o terrário do tipo aquário e o terrário do tipo caixa organizadora.

O terrário personalizado oferece uma grande estética ao ambiente, logo é um dos preferidos para se manter em exposições. A estética acaba custando caro, uma vez que o preço deste terrário custa em torno de R$ 600 a R$ 2.500.

O terrário do tipo aquário possui um preço bem em conta. Contudo, ao adquirir um terrário deste tipo é importante consultar se as dimensões estão adequadas para a criação de jibóias, uma vez que esse formato é bastante utilizado para peixes.

O terrário do tipo caixa organizadora com certeza é um dos mais baratos. Neste formato, assim como no tipo aquário, é aconselhável realizar customizações de modo a adaptá-lo à jibóia.

Terrário para Jibóias
Terrário para Jibóias

Terrário para Jibóia Onde Encontrar? Qual o Tamanho Ideal?

Os terrários podem ser encontrados em lojas específicas para animais ou na internet (opção que talvez seja até mais fácil).

No site Mercado Livre, existem diversos vendedores com esses produtos em acrílico, madeira e outros materiais. Alguns desses vendedores também oferecem a opção de terrário duplo. A palavra de busca para encontrar esses produtos é “terrário para jibóias” ou “terrário para reptéis”. No site também é possível encontrar os materiais que auxiliam na ambientação do terrário como o substrato.

Para quem opta pela opção aquário, pode adquirir o recipiente do aquário em lojas especializadas neste ramo em particular. No caso da caixa organizadora, esta pode ser encontrada em lojas de produtos para o lar.

Qual o Tamanho Ideal do Terrário?

Convém lembrar que a jibóia é uma cobra grande, logo o seu terrário precisa ser proporcional.

Quando as jibóias são filhotes, medem em torno de 45 centímetros. Nestes casos, o dono pode recorrer a um terrário menor com dimensões estimadas em 1,20 metros de comprimento; 60 centímetros de altura; assim como 50 centímetros de profundidade.

Quando a jibóia crescer, o dono pode providenciar um terrário com comprimento de aproximadamente 1,80 a 2 metros (mantendo essa medida para a altura e a profundidade.

É importante salientar que o terrário deve ser tampado (possuindo apenas pequenos furos para a ventilação), de modo que a cobra não escape.

Gaiolas com telinha não são recomendadas, uma vez que não apresentam boa capacidade de reter calor, assim como oferecem risco da cobra machucar o seu focinho, enquanto tenta rasgar a tela para fugir.

Itens Necessários Dentro de um Terrário

Terrário para Jibóias na Vertical
Terrário para Jibóias na Vertical

Dentro do terrário devem ser inseridos elementos nos quais a cobra possa escalar ou se esconder. Uma toca de pedras é ótima pedida, assim como estruturas de madeira (sem lascas, lógico) ou algum objeto de cerâmica. Recomenda-se escolher itens resistentes, que sejam fáceis de trocar e limpar.

O terrário deve ser revestido com forro de material absorvente e macio. A utilização de cascalho de aquário não é recomendada, uma vez que a cobra poderá se cortar nas pontas desse material.

As cobras são reptéis, logo não conseguem regular naturalmente a temperatura do corpo. Dessa forma, é importante inserir elementos que contribuirão para manter o ambiente aquecido. Nestes casos, recomenda-se a utilização de uma lâmpada em cima, dos lados ou em baixo do viveiro. De forma alguma pedras aquecidas devem ser utilizadas, uma vez que há risco da cobra queimar a sua pele.

Assim como lâmpadas para aumentar a temperatura, é importante inserir um termômetro ou higrômetro (aparelho que mede a umidade), de modo a certificar que as condições estão adequadas.

Alguns recipientes com água devem ser incluídos no ambiente. A recomendação é de dois recipientes: um maior para banho, e um menor para a cobra tomar água. A água deve ser trocada um vez na semana, ou, pelo menos, quando estiver suja.

Comida é outro item indispensável no interior do viveiro. Os melhores alimentos para as jibóias domésticas são ratos mortos, os quais são comprados congelados e devem ser descongelados antes do consumo. As cobras são carnívoras e, em ambiente silvestre, comem peixes, sapos, minhocas e roedores.

A limpeza geral da estrutura da gaiola deve ser realizada uma vez ao mês, na qual as laterais, forro e utensílios devem ser limpos, com troca do substrato. A jibóia deve estar em outro local durante o processo.

*

Depois de obter bastante informação sobre os terrários para jibóia, nossa equipe o convida a continuar conosco para conhecer também outros artigos do site.

Aqui há muito material de qualidade nos campos da zoologia, botânica e ecologia de um modo geral.

Até as próximas leituras.

REFERÊNCIAS

Bicho Ideal. Terrário Para Jiboia: Como Fazer o Seu. Disponível em: < https://bichoideal.com.br/terrario-para-jiboia-como-fazer-o-seu/>;

Mercado Livre. Terrário para jibóia. Disponível em: < https://lista.mercadolivre.com.br/animais/outros/terr%C3%A1rio-para-jib%C3%B3ia>;

WikiHow. Como Cuidar de uma Cobra de Estimação. Disponível em : < https://pt.wikihow.com/Cuidar-de-uma-Cobra-de-Estima%C3%A7%C3%A3o>;

Veja também

Camaleão Rhampholeon

Camaleão Rhampholeon: Características, Nome Científico e Fotos

Entender mais sobre os animais que habitam o nosso planeta é entender mais sobre nós …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *