Home / Animais / Siri Azul: Características e Fotos

Siri Azul: Características e Fotos

Você já viu um siri azul? Eles são animais curiosos, que estão presentes no litoral brasileiro.

Eles são crustáceos e estão espalhados principalmente nas águas do Golfo do México e do Oceano Atlântico; tendo uma vasta dispersão por todo o litoral, desde a América do Norte até Sul da América do Sul

O siri azul recebe também o nome de siri-tinga. Ele pode ser encontrado com muita facilidade em diferentes lugares.

Continue acompanhando este artigo para saber mais a respeito deste curioso e exótico animal que é o siri azul, suas principais características e fotos. Confira.

A Família dos Siris

O siri está presente na família Portunidae, a mesma dos caranguejo e outros animais que possuem o corpo achatados, com garras e pernas traseiras excelentes, que propiciam um nado fantástico.

Mas não se esqueça, eles são praticamente os mesmo animais; um siri pode ser classificado como um caranguejo, já que está presente em uma família de caranguejos. A família Portunidae é uma das famílias dos caranguejos, existem muitas outras.

Ambos estão presente em um grupo maior, de animais que possuem um total de 10 patas, o grupo dos decápodes.

Apesar disso, existe uma pequena diferença entre os siris e grande parte dos caranguejos; e está na parte traseira do animal, sobretudo nas patas.

As patas traseiras dos siris são amplas e achatadas, diferente dos caranguejos que possuem tais patas pontiagudas. Ou seja, os siris são os únicos de sua família, ou os únicos caranguejos capazes de nadar.

Logo, são excelentes nadadores, devido a estas patas traseiras são capazes de se locomover rapidamente no fundo do mar.

Outra diferença importante que podemos citar, fundamental para distinguir um do outro, é em relação ao tamanho. Existem espécies de caranguejos que podem chegar facilmente até os 50 centímetros, enquanto os siris medem 20 centímetros de comprimento.

Alguns outros pequenos detalhes também distinguem-os, como a lateral do corpo do siri, que é levemente pontiagudas, distinta da lateral do corpo do caranguejo, que é arredondada e sem alguma saliência.

E enquanto os caranguejos podem ser encontrados em mangues e locais com água doce, o siri só pode ser encontrado em águas salgadas.

Vamos falar agora sobre o incrível siri azul, com características e fotos deste animal muito presente no litoral brasileiro.

Siri Azul: Características e Fotos

Eles alimentam-se de praticamente tudo. É considerado um ser onívoro, ou seja, alimenta-se tanto e outros seres, quanto de vegetais; desta maneira, não lhe falta alimento nas profundas e rasas águas do oceano.

Eles adoram alimentar-se de outros peixes, anelídeos, algas marítimas e até de animais em decomposição.

Ele possui um imenso poder de adaptabilidade, suportando as condições mais adversas, tornando a espécie ampla e bem distribuída.

Suas pinças são extremamente ágeis e rápidas e ele utiliza principalmente na hora da caça, para causar pequenos ferimentos no animal que deseja capturar.

O macho é levemente maior que a fêmea, apenas alguns centímetros, e desta maneira, ela possui um abdômen mais arredondado e largo que o macho; isso se deve para ter a capacidade de carregar os ovos no período reprodutivo.

Siri Azul na Areia
Siri Azul na Areia

Tal período reprodutivo acontece fora do mar, mas quando a fêmea vai eclodir os ovos, ela retorna para o mar e deposita os ovos próximos a superfície.

Ele é considerado um dos maiores, senão maior, siri presente no litoral brasileiro, ele pode medir até 15 centímetros de envergadura.

Desta maneira, pode facilmente ser avistado em seu habitat comum, mas qual é o habitat do siri azul? Confira a seguir!

Habitat

Os siris azuis podem ser encontrados em todo o litoral brasileiro, além de estarem presentes nas águas da América Central e América do Norte. Ele está praticamente em toda a costa banhada pelo Oceano Atlântico.

Sendo assim, estão presentes tanto em águas mais rasas, como também em águas profundas. Podem ser encontrados em praia lodosas, com mar calmo e pouca ocorrência de ondas.

Mas também podem encontrar em riachos e mangues com menor ocorrência. Eles estão em rios que desaguam para o mar.

Eles são encontrados principalmente em águas salobras, ou seja, águas com mistura, tanto de água salgada, como água doce. Este tipo de água possui um gosto e odor desagradável. Ela é hostil ao crescimento e desenvolvimento de muitas plantas aquáticas, mas para os siris azuis ela não é, inclusive ele adora viver nestes locais.

Reprodução e Ameaças

A cópula entre o macho e a fêmea é realizada principalmente quando ocorre uma mudança na salinidade da água, estimulando-os.

Após a cópula, a fêmea armazena os ovos no seu corpo, e procura águas com maior grau de salinidade para poder liberá-los.  Ou seja, eles copulam em água com baixo grau de salinidade e os ovos são eclodidos em águas com alto grau de salinidade.

Filhote de Siri Azul
Filhote de Siri Azul

E desta maneira, a vida do siri pode ser divida em dois ciclos; um totalmente marinho, que é conhecido como fase pelágica, quando as pequeninas larvas se desenvolvem e permanecem nestas água com alto grau de salinidade, até que passam para a fase megalopa, onde seus membros se desenvolvem e então passam a procurar por águas estuarias, com baixo teor de salinidade, essa fase é conhecida como bentônica; eles passam por diversas transformações ao longo da vida até se tornaram adultos.

Mas nem tudo é maravilha na vida dos siris azuis, como todos os animais que dividem o planeta com o ser humano, eles sofrem decorrentes ameaças.

E não, a ameaça não é de outros seres marítimos, pois os predadores do siri, estão ali desenvolvendo o seu papel na cadeia alimentar, fundamental para o equilíbrio ecológico, evitando que eles desenvolvam-se demasiadamente e ocorra um intenso aumento da população; esse é papel das presas e dos predadores.

Mas o que ameaça estes animais são as ações humanas, como por exemplo, a pesca predatória, com redes, que frequentemente capturam siris entre os peixes.

Além disso, a poluição dos mares e rios, o despejamento plásticos e esgotos depositados na costa marítima prejudicam-os e faz com que percam grande parte do seu habitat.

Essas são apenas algumas ameaças causadas pelos humanos aos siris azuis, mas não são apenas eles que sofrem com isso, e sim todos os animais que habitam o fundo do mar.

Gostou do artigo? Deixe-nos um comentário e compartilhe com seus amigos e amigas.

Veja também

Reprodução da Chinchila, Filhotes e Tempo de Gestação

As chinchilas constituem várias espécies de roedores comuns à mesma família taxonômica, a qual é …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *