Home / Animais / Reprodução do Lince, Filhotes e Tempo de Gestação

Reprodução do Lince, Filhotes e Tempo de Gestação

Linces são felinos conhecidos pela sua visão aguçada, a qual transparece em seus olhos luminescentes e refletores, característica que colaborou na composição da terminologia “lince”, a qual deriva do inglês médio e significa “luz” e “brilho”.

A dimensão corporal dos linces é um pouco maior que a dos gatos domésticos. Esses animais são encontrados em florestas da Europa, Ásia e América do Norte.

O lince possui uma expectativa de vida estimada entre 10 a 20 anos. É uma animal protegido desde a Convenção Internacional de Berna (realizada em 19 de Setembro de 1939). No entanto, nos Estados Unidos, a comercialização de sua pele é permitida, ainda que sob determinadas leis de fiscalização contra abusos.

Neste artigo você conhecerá importantes características desse animal, incluindo o seu padrão reprodutivo, quantidade de filhotes e tempo de gestação.

Então venha conosco e boa leitura.

Lince Classificação Taxonômica

O lince obedece à classificação científica estabelecida abaixo:

Reino: Animalia;

Filo: Chordata;

Classe: Mammalia;

Ordem: Carnivora;

Família: Felidae;

Gênero: Lynx.

Lince Espécies

Entre as espécies atuais de lince, estão inclusas o lince do deserto (nome científico Caracal caracal), a qual habita a África e Ásia Menor; o lince pardo ou lince vermelho (nome científico Lynx  rufus), encontrado na América do Norte; o lince euroasiático (nome científico Lynx lynx); o lince ibérico (nome científico Lynx pardinus); e o lince do canadá (come científico Lynx canadenses).

O lince pardo possui cerca de 12 subespécies, e grande adaptabilidade a variados hábitats, incluindo as montanhas rochosas, florestas, semi-desertos, áreas pantanosas e mesmo zonas urbanas. O lince ibérico possui o pêlo mais curto que os demais linces, uma vez que habita ambientes com temperatura menos fria, ele também possui um característico tufo de pêlos que remete à imagem de uma ‘barba’ na face.  No lince do Canadá, é possível observar pêlos mais longos ao longo do corpo. O lince euroasiático é considerado a maior espécie deste felino. O lince-do-deserto possui características físicas que o aproximam do gato serval, razão pela qual ele está presente em um gênero à parte.

Lince Características Físicas

Fisicamente, os linces se parecem com grandes gatos. O comprimento corporal varia de acordo com a espécie, sendo encontrados valores desde 70 centímetros (como é o caso do lince pardo) até 130 centímetros (como é o caso do lince boreal ou eurasiático). O peso médio está compreendido entre 12 e 20 quilos.

As patas são curtas e em formato de raquete, características que facilitam as caminhadas na neve.

A pelagem corporal é densa, com variação de cores que vão desde o branco até o vermelho escuro (sendo que os tons castanhos são os mais frequentes). Essa pelagem pode ser em tom uniforme, ou apresentar manchas e listras pretas ao longo de sua extensão. No entanto, o final da cauda sempre é preto. Na região do pescoço, os pêlos costumam ser mais curtos e ‘rígidos’.

As orelhas são pontiagudas, com topo de cor preta. Também há um tufo de pêlos brancos posicionado na frente das orelhas.

Lince Características Físicas
Lince Características Físicas

Lince Padrão de Comportamento

Esse animal pode viver sozinho ou em bandos. As caças são noturnas, nas quais animais pequenos e pássaros são as principais presas, todavia, animais como veados e carneiros também estão no cardápio.

Os linces apresentam grande facilidade em relação ao nado e ao pulo (são capazes de dar grande saltos).

Para o momento da caça, uma estratégia empregada com bastante frequência é esconder-se aguardando a chegada/ aproximação das presas.

Costumam ser animais silenciosos, a exceção à regra é conferida no período de acasalamento.

Reprodução do Lince, Filhotes e Tempo de Gestação

Como animais solitários, os linces gostam que o território entre machos e fêmeas seja dividido em zonas, no entanto, os dois gêneros começam a se encontrar com mais frequência a partir do mês de Dezembro.

Uma curiosidade é que machos e fêmeas emitem odores/ ferormônios durante a sua passagem por determinado lugar.

A época de acasalamento inicia-se mais precisamente no comecinho da Primavera. O macho chama atenção emitindo um som de duração longa, sobre o qual a fêmea decide se responde ou não.

A fêmea possui apenas uma ovulação por ano e o período do cio dura do início de Fevereiro até o fim de Março, podendo estender-se durante mais alguns dias do mês de Abril.

O encontro e o momento do acasalamento ocorrem quase que como um ritual. Quando macho e fêmea se encontram, eles se cumprimentam. Uma forma de saudação muito frequente entre esses animais é a do macho roçar a sua cabeça com a fêmea. Após o cumprimento, macho e fêmea ficam durante vários dias lado a lado, no entanto, após o acasalamento, se separam.

A gestação da fêmea tem duração média de 10 semanas. Desta gestação nascem entre um a seis filhotes.

Ao perceber que o momento do parto se aproxima, a fêmea procura um local seguro, ou seja, que fornece abrigo contra vento e chuva, assim como dificuldade de acesso por parte dos predadores.

Os filhotes nascem cegos, no entanto, abrem os seus olhos com 10 dias de vida. Esses filhotes são ‘educados’ e criados unicamente pelas fêmeas, uma vez que os machos se dispersam após o acasalamento. Uma curiosidade adicional é que as fêmeas acasalam apenas com um macho, ao passo que um macho pode acasalar com várias fêmeas.

Quando os filhotes possuem 2 meses de vida, manifestam um comportamento curioso e brincalhão. Aprendem a desenvolver força e agilidade (através dos seus jogos pessoais), de modo que estejam mais preparados para as atividades da vida adulta, tais como a caça.

Em relação aos aprendizados sobre caça, aos 3 meses de idade, a mãe traz até os filhotes presas vivas, de modo que eles desenvolvem e assimilem técnicas de captura.

Com 12 semanas após o nascimento, os filhotes desenvolvem a caça noturna, aprendendo a andar silenciosamente, escolher as suas presas e mata-las.

*

Depois de conhecer importantes características sobre o lince, incluindo referentes à reprodução, o convite é que você leitor continue conosco e visite também outros artigos do site.

Aqui há muito material de qualidade nos campos da zoologia, botânica e ecologia de modo geral. Manter você bem informado é a missão do “Mundo Ecologia”.

Até as próximas leituras.

REFERÊNCIAS

Brittanica Escola. Lince. Disponível em: < https://escola.britannica.com.br/artigo/lince/481784>;

Mundo entre patas. Os linces. Disponível em: < http://felinos.mundoentrepatas.com/os-linces.htm>;

Mundo entre patas. Reprodução e nascimento. Disponível em: < http://felinos.mundoentrepatas.com/reproducao-nascimento.htm>.

Veja também

Quanto Um Beagle Come Por Dia? Quantas Vezes?

Você com certeza tem o seu próprio cachorro em casa ou até mesmo conhece quem …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *