Home / Animais / Pica-Pau-Anão-Escamado: Características, Habitat E Fotos

Pica-Pau-Anão-Escamado: Características, Habitat E Fotos

O Pica-pau-anão-escamado (ou Picumnus albosquamatus) é uma espécie típica das florestas tropicais secas do Brasil, da Bolívia e do Paraguai. Mas também pode ser encontrado em algumas florestas úmidas, prados e savanas, como uma típica espécie da família Picidae.

As suas características, habitats, entre outras peculiaridades as quais podemos observar por meio dessas fotos, revelam as singularidades de uma ave não-migratória e com um status de preservação considerado “Pouco Preocupante”, de acordo com a lista vermelha da IUCN.

Dentre as principais características dessa espécie, podemos destacar a sua singular coroa vermelha no topo da cabeça – que diferencia os machos das fêmeas.

Além de ser um animal bastante territorialista, sendo comum observar como ambos os membros de um casal permanecem juntos, emitindo os seus assobios bastante característicos.

Os Pica-paus-anões-escamados ainda são conhecidos pelas bicadas vigorosíssimas que dão na superfície das árvores, como forma de sinalizar que aquele território ali já tem dono, e que quem quer que se aproxime terá que se ver com um adversário dos mais dispostos e resistentes dentro dessa comunidade.

Os exemplares de Pica-paus-anões-escamados geralmente apresentam em torno de 10 ou 12 cm; e são também bastante diversificados quando o assunto são as suas aparências físicas, aspectos biológicos e hábitos comportamentais.

Características, Fotos, Habitat E Outras Peculiaridades Do Pica-Pau-Anão-Escamado

Completam algumas das principais características dessa espécie a sua coloração amarronzada, porém toda ela salpicada de manchas brancas, o que lhe conferem ainda mais originalidade dentro dessa comunidade dos picídeos.

As asas do Picumnus albosquamatus (seu nome científico) também são amarronzadas, enquanto o seu ventre, peito e garganta possuem uma coloração branca com escamações negras.

Por fim, sabemos que o bico dessa ave apresenta-se em um tom mais escuro, a íris é amarronzada e as pernas em um tom de cinza – características que podem ser observadas em diferenciações marcantes entre machos e fêmeas, jovens e adultos.

Pica-Pau-Anão-Escamado
Pica-Pau-Anão-Escamado

Habitat

O Pica-pau-anão-escamado, à parte as suas características e demais peculiaridades que infelizmente não podemos observar por meio dessas fotos, chama a atenção também pelas características do seu habitat, que não ultrapassa uma altitude de cerca de 2.100m, em uma região bastante específica dos territórios da Bolívia, Brasil e Paraguai.

O ambiente que essa ave mais aprecia são as florestas decíduas, secas ou de planícies úmidas; assim como também (apesar de em menor quantidade), algumas regiões de savanas secas, matagais, constituições arbóreas; e até mesmo, surpreendentemente, a área do Pantanal Brasileiro.

Apesar dos riscos dos quais nenhuma espécie da fauna do planeta pode considerar-se livre, os Pica-paus-anões-escamados podem ser considerados animais relativamente protegidos, sendo avaliados como “Menos Preocupantes”, de acordo os principais órgãos e entidades ligadas à proteção da fauna do planeta.

Porém, o avanço do progresso sobre os seus habitats naturais ocorre – também para essa espécie – de forma ameaçadora.

Sem contar o tráfico ilegal de animais silvestres; uma prática ainda bastante disseminada, e que, obviamente, não poderia deixar de vitimar uma das espécies mais exóticas da fauna passeriforme da América do Sul.

Ecologia Do Pica-Pau-Anão-Escamado

Se as características biológicas e o habitat do Pica-pau-anão-escamado revelam as características de uma espécie exótica, a ecologia desse animal também não faz por menos, e ajuda a revelar-lhe as principais singularidades.

A espécie possui características bastante inusitadas, apesar de ainda pouco analisadas pelas áreas da ciência que tratam dessas comunidades.

Com relação à sua dieta, por exemplo, acredita-se que ela baseia-se em pequenos insetos, artrópodes, moluscos e pequenos invertebrados; espécies geralmente encontradas na superfície das árvores, em fendas e escavações, de onde o pica-pau-anão-escamado retira boa parte dos recursos para a sua sobrevivência.

Já com relação ao status desse animal, o que se sabe é que ele possui uma ampla distribuição nas florestas onde habita. É uma espécie bastante comum, com boa estabilidade, e por isso mesmo considerada “Menos Preocupante” de acordo com a União Internacional para a Conservação da Natureza.

A Família Picidae

O Pica-pau-anão-escamado, com todas as suas características, habitats preferidos, entre outras peculiaridades, pertence a uma família que abriga quase 60 espécies diferentes – a original família dos “pica-paus” –, com características bastante comuns entre si, porém também com as suas singularidades.

Os membros da família Picidae são escavadores e “perfuradores” natos; e ainda presenteados pela natureza com uma língua conhecida em biologia como “vermiforme”; capaz de detectar e abocanhar grandes quantidades de larvas, moluscos, artrópodes e insetos que não conseguem opor a menor resistência à fúria de um pica-pau faminto.

Os pica-paus também são famosos pela sua estridência. É por meio de uma vocalização singularíssima (a de típicos “gritadores”, como também são conhecidos), que eles executam os seus respectivos processos reprodutivos, demarcam os seus territórios, cuidam dos seus filhotes, lutam pela posse das fêmeas, entre outras necessidades que são próprias dessa comunidade.

As Singularidades Dessa Família Picidae

A família Picidae passou a fazer parte do imaginário popular a partir da sua popularização no universo dos desenhos animados. Eles tornaram-se verdeiros símbolos das habilidades de sobrevivência que são desenvolvidas pelas espécies em suas lutas diárias pela vida.

Eles tornaram-se bastante populares, também, pela característica principal dos membros dessa comunidade: a de desferirem cerca de 100 bicadas por minuto na superfície das árvores, configurando-se como verdadeiras “máquinas de combate” quando o assunto é caçar as mais variadas presas que lhes garantam a sobrevivência.

É por meio dessas bicadas vigorosas que os pica-paus extraem das árvores toda a espécie de larvas, insetos, moluscos e artrópodes que tenham o azar de cruzar os seus caminhos; como as espécies de lepidopteros, aracnídeos, quilópodes, entre outras espécies que, ao menos para os membros dessa família Picidae, são iguarias saborosíssimas!

Já com relação aos seus processos reprodutivos, pouca coisa se sabe. O que se tem por quase certo é que, nesse período, de 4 a 6 ovos são depositados pela fêmea em escavações na superfície de grandes árvores, para serem chocados por macho e fêmea pelo período de 3 semanas.

Após esse período, esses ovos deverão dar vida a novos membros dessa original família Picidae, que abriga algumas das espécies mais inusitadas dessa imensa comunidade passeriforme brasileira.

Membros importantes da fauna de boa parte da América do Sul; especialmente do Brasil; que talvez abrigue a maior e mais diversificada comunidade dessa família no mundo.

Caso queira, deixe o seu comentário sobre esse artigo e aguarde as nossas próximas publicações.

Veja também

Hábitat do Marreco: Onde Eles Vivem ?

Marreco na verdade é nome popular para uma espécie de pato de pequenas dimensões, no …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *