Home / Plantas / Pêssego Rubimel: Calorias, Característica, Nome Científico e Fotos

Pêssego Rubimel: Calorias, Característica, Nome Científico e Fotos

O pêssego (nome científico Prunus persica) é um fruto com origem provável na China. No Brasil, sua produção está restrita às regiões Sul e Sudeste, e algumas zonas do Centro-Oeste. Dentro destas regiões, o estado do Rio Grande do Sul é responsável por 70% da produção nacional.

Aqui no Brasil, chegou no ano de 1532, através de mudas trazidas por Martins Afonso de Souza.

A palavra “pêssego”, na tradução do latim significa “maça da pérsia”, uma vez que por muito tempo acreditou-se que esta fruta fosse originária de lá. Esta mesma referência é encontrada no nome científico da fruta.

O pêssego possui muitas variedades e cultivares, um exemplo é o pêssego Rubimel, o qual será abordado neste artigo.

Venha conosco e boa leitura.

Uma Breve História Sobre o Pêssego e Considerações Gerais

O pêssego não é originário da Pérsia como durante longos anos acreditou-se. A fruta é nativa da China, sendo apenas posteriormente levada à Pérsia.

Acredita-se que o pêssego foi cultivado pela primeira vez no ano de 3.000 a.C.

A partir da Pérsia, teria se espalhado pela Europa. No entanto, antes da sua difusão pela Europa, teria chegado à Grécia.

Os portugueses trouxeram a fruta até o Brasil.

Aqui no Brasil, o cultivo não é tão favorável, uma vez que a árvore demanda baixíssimas temperaturas durante o inverno.

O plantio é realizado através de mudas enxertadas, as quais seguem a propagação através de sementes.

Durante o plantio, é importante estar atento às regas, adubação, bem como realização de podas, as quais proporcionam galhos mais fortes e vigorosos e otimizam a frutificação.

O pessegueiro pertence à família botânica das Rosáceas. O vegetal cresce em média de 4,5 a 8 metros de altura. Suas folhas são delgadas, com bordas denteadas. As flores aparecem antes do surgimento das folhas, e são de cores rosas ou brancas.

Pêssego Rubimel: Calorias, Característica, Nome Científico e Fotos

O pêssego Rubimel possui sabor doce e baixa acidez. Sua polpa é consistente e esse fator é especialmente favorável durante o transporte. Sua casca possui a coloração tradicional do pêssego, ou seja, amarelo-alaranjado com ‘manchas’ em vermelho.

Um pêssego possui em média 38 calorias, contudo este valor é um pouco mais elevado no caso do pêssego Rubimel, uma vez que é uma variedade de maior porte e com sabor doce marcante. Ainda não há literaturas que indiquem a precisão calórica desta variedade.

Benefícios nutricionais comuns aos pêssegos incluem capacidade mineralizante, energética, hidratante e antioxidante.

É possível encontrar uma grande concentração de Betacaroteno, Potássio e Vitamina C, assim como fibras. Em menores proporções estão o mineral Ferro e a vitamina B5 (Niacina).

As propriedades medicinais oriundas do consumo da fruta incluem alívio de hemorragias, estímulo à atividade do intestino preguiçoso, regularização dos níveis de ácido úrico e auxílio na redução do colesterol.

Uma curiosidade é que o caroço do pêssego pode ser empregado como remédio curativo nas estases pulmonares. Este mesmo caroço, quando moído, macerado ou triturado auxilia a regular o ciclo menstrual.

Mesmo com os benefícios nutricionais, o pêssego contém alergênicos como o silicato e o sulfito, portanto seu consumo deve ser evitado por pessoas sensíveis à aspirina ou que tenham o aparelho digestivo delicado.

Programa de Melhoramento de Pessegueiros da Embrapa Clima Temperado

O programa de melhoramento genético de pessegueiros da Embrapa tem por objetivo gerar cultivares produtoras de frutas com baixa acidez que possam ser consumidas in natura. O cumprimento destas características satisfaz as exigências dos maiores centros consumidores do país.

Dentro deste programa, foi desenvolvido no ano de 2007 a cultivar Rubimel.

Declarações oficias da Embrapa afirmam que o pêssego Rubimel foi desenvolvido para suprir o mercado de pêssegos de mesa, que até então estava sendo coberto unicamente pelas cultivares lançadas pelo Instituto Agronômico de Campinas (IAC), as quais vieram dos Estados Unidos.

A seleção do Rubimel levou em consideração fatores como tamanho, sabor, aparência, forma, rendimento e firmeza.

Benefícios Econômicos Trazidos pela Cultura de Pêssego Rubimel

Esta cultivar tem abrangência nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Minas Gerais, São Paulo, Paraná e até mesmo do Espírito Santo (conforme dados da Embrapa).

O pêssego Rubimel apresenta uma boa produtividade e consegue superar a qualidade de algumas cultivares.

Uma pesquisa de avaliação econômica conduzida no ano de 2014, atestou que os produtores que adotaram a BRS Rubimel (este é o nome completo da variedade) alcançaram uma produtividade de 10 a 20% superior à produtividade dos produtores que adotaram a cultivar Aurora.

Assim como uma maior produtividade, a Rubimel possui outras vantagens, uma delas é o maior porte dos frutos, fator que agrada muito o consumidor.

Ainda em relação à produtividade, é preciso ter em mente que esta é variável de região para região. Algumas informações colhidas através dos agricultores apontam que em áreas como Campos de Holambra essa produtividade pode já no terceiro ano após o plantio alcançar a incrível marca de 50t/ha. Nos casos da Serra Gaúcha e Rio Grande do Sul, esta produtividade alcançar valores médios de 25 a 30t/ha.

Mesmo com as vantagens competitivas dentro do mercado, esta cultivar ainda não apresenta uma área de cultivo maciçamente expressiva. Algumas restrições para que isso ocorra incluem a falta de mudas certificadas para comercialização. Contudo, este quadro pode se reverter nos próximos anos, graças aos esforços da Embrapa.

A tecnologia da variável BRS Rubimel está disponível tanto para tanto para agricultores a nível empresarial, quanto para agricultores familiares e de subsistência.

*

Depois que você já conhece informações importantes e relevantes sobre o pêssego Rubimel, nosso convite é para que continue conosco e visite também outros artigos do site.

Aqui há muito material de qualidade nos campos da botânica, zoologia e ecologia de um modo geral, fique à vontade para conhecê-los.

Caso tenha interesse em algum tema específico, a sugestão é para que digite o tema desejado em nossa lupa de pesquisa (localizada no canto superior direito), para checar se o mesmo consta em nosso portfólio.

Adiante, segue as referências-base para este artigo.

Até as próximas leituras.

REFERÊNCIAS

Embrapa. Soluções Tecnológicas. Pêssego- BRS Rubimel. Disponível em: < https://www.embrapa.br/busca-de-solucoes-tecnologicas/-/produto-servico/420/pessego—brs-rubimel>;

Portal São Francisco. Pêssego. Disponível em: < https://www.portalsaofrancisco.com.br/alimentos/pessego>.

Veja também

Como Usar a Canela Para Emagrecer?

A canela, assim como o cravo, noz-moscada, gengibre, açafrão, pimenta-do-reino, cúrcuma e outros, é considerada …

2 comentários

  1. Essa variedade de pêssego rubimel pode ser cultivada no nordeste eu tenho um terreno em Jaboatão dos Guararapes e um terreno alto feito montanhas quero ter uma muda d pêssego

    • O pêssego é uma fruta de clima ameno/ temperado e não se dá bem em locais de clima quente. Aqui no Brasil, a variedade Rubimel tem produção expressiva em Campinas e no Rio Grande do Sul (região da Serra gaúcha). Acredito que a Embrapa ainda não desenvolveu uma forma transgênica mais resistente a temperaturas acima de 30 °C, mas gostaria muito que desenvolvesse, porque queria plantar a fruta aqui no meu quintal também. 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *