Home / Plantas / Lista de Tipos de Babosa Comestíveis: Nome, Características e Fotos

Lista de Tipos de Babosa Comestíveis: Nome, Características e Fotos

A babosa é uma planta bastante popular em razão de suas propriedades medicinais. É oriunda do Norte da África e, desde a Antiguidade, tem sido empregada em tratamentos alternativos. Os egípcios a consideravam como a “planta da imortalidade”.

As mulheres com certeza já ouviram alguém dizer que passar babosa nos cabelos, traz uma hidratação incrível aos fios, e isso de fato é decorrente da ação hidratante e cicatrizante da planta.

Mesmo a Aloe vera sendo o tipo mais popular e generalizante, existem cerca de 300 espécies da planta, contudo muitas dessa espécie são consideradas venenosas.

Neste artigo, você conhecerá a lista de tipos de babosa comestíveis, com nome, características e fotos.

Então venha conosco e boa leitura.

Babosa Classificação Taxonômica

Babosas
Babosas

A classificação científica para as espécies de babosa obedece à seguinte estruturação:

Reino: Plantae;

Filo: Tracheophyta;

Classe: Liliopsida;

Ordem: Asparagales;

Família: Xanthorrhoeaceae;

Subfamilia: Asphodeloideae;

Gênero: Aloe.

Babosa: Benefícios da Aloe Vera

A Aloe Vera tem o potencial de auxiliar na cura de problemas de pele como erupções cutâneas, acnes, feridas, arranhões, corte e picadas de inseto.

A ingestão desta babosa pode auxiliar nos casos de prisão de ventre (uma vez que o látex presente no gel da planta possui propriedades laxativas); assim como para aumentar a libido; baixar a febre; aumentar a imunidade corporal; controlar o colesterol; reduzir a celulite; e ativar as funções renais e hepáticas (a partir da desintoxicação).

Seu uso nos cabelos pode protege-los contra os raios solares UV, assim como outros danos tais como vento, chuva, oleosidade e clima seco. Também auxilia na redução da caspa e redução da queda.

Em relação ao uso tópico da babosa, as contraindicações recaem apenas para aqueles que possam ter alergia; porém, no caso da ingestão, esta lista é mais estreita.

A ingestão da Aloe vera é contraindicada para gestantes, lactantes, crianças, pessoas com inflamação nos ovários ou no útero, pessoas como hemorroidas, com fissuras anais, com pedra na bexiga, com varizes, com cistite, com disenteria, com apendicite, com nefrite e com prostatite.

Convém lembrar que produtos à base de babosa ainda não estão liberados para o consumo pela Anvisa, isso porque são necessários mais alguns testes para comprovar a eficácia da planta, além do mais, os prováveis efeitos colaterais (tais como as diarreia e cólica) ainda são fatores que merecem ser observados de perto. Aliás, a sugestão é que se alguém que consuma a planta sentir algum desses sintomas, imediatamente interrompa e procure ajuda médica.

Babosa: Características da Aloe Vera

Esse vegetal pode apresentar caule curto ou longo, uma vez que está compreendido entre os valores de 60 centímetros a 2 metros de altura.

As folhas variam da cor verde à cor cinza-esverdeado, sendo que algumas subespécies possuem manchas brancas nas porções superior e inferior dessas folhas. Possuem a borda serrilhada, uma vez que apresentam pequenos dentes ou espinhos.

As flores são de cor amarela, formato tubuloso com 2 a 3 centímetros de comprimento, contudo crescem em uma espiga de até 1 metro de altura.

Benefícios da Aloe Vera
Benefícios da Aloe Vera

Lista de Tipos de Babosa Comestíveis: Nome, Características e Fotos

Não há muitas espécies do gênero Aloe que possam ser consideradas comestíveis, uma vez que a maioria é utilizada para fins ornamentais, tais como a Aloe variegata (de formato triangular e origem remontando à África do Sul); a Aloe aristata, a Aloe ciliaris, a Aloe descoingsii, a Aloe juvena e Aloe saponaria.

Das pouquíssimas espécies comestíveis duas delas estão descritas abaixo:

Aloe Arborescens

Aloe Arborescens
Aloe Arborescens

Este vegetal é bastante semelhante a um cacto e pode atingir até mesmo 4 metros de altura.

As folhas são verdes, porém com uma leve tonalidade azulada. As flores são nas cores laranja vibrante e amarelo; e nascem durante o inverno.

Essa espécie não é típica do Brasil. Seu hábitat natural são as regiões montanhosas, contudo pode se adaptar com facilidade a outros locais.

É considerada a babosa com maior quantidade de princípios ativos. A ingestão do seu gel pode ser até mesmo ser empregado como tratamento alternativo para câncer, assim como depurativo hepático potente.

Aloe Vera

Aloe Vera
Aloe Vera

Esta espécie já foi suficientemente detalhada ao longo do artigo, contudo, é importante reforçar algumas idéias.

Existem várias sugestões para consumo da Aloe vera, algumas delas incluem a planta na forma crua (mastigando-a ou inserindo-a em sucos).

A babosa é um pouco amarga, logo a sua ingestão pode não ser tão agradável ao paladar de algumas pessoas. Na forma de suco, pode ser adoçada com mel ou açúcar mascavo ou fazer parte da composição de batidas, nas quais a Aloe vera auxilia muito para obtenção de textura e consistência.

Ainda na forma crua, esta espécie ode fazer parte da composição de saladas ou de molhos. Uma dica de molho é bater no liquidificador um pouco de babosa com tomate, coentro, salsa, sal marinho, limão e alho até que se obtenha uma pasta fina. Essa mistura fica um pouco picante, e é excelente para inserir em tacos ou tortilhas fritas. Para aumentar a ardência, pode-se adicionar pimenta habanero.

Apesar dessas dicas, claro que você caro leitor não vai sair introduzindo a babosa desenfreadamente na alimentação. É importante lembrar das contraindicações acima, assim como dos prováveis efeitos colaterais.

Caso não esteja no grupo de contraindicações, insira o vegetal na dieta de forma gradual em uma ou duas refeições (no máximo), estando atento à manifestação dos prováveis efeitos colaterais.

*

Agora que você já conhece muitas informações sobre a babosa, considerando a espécie mais famosa (Aloe vera) e tantas outras; o convite é para que continue conosco e visite também outros artigos do site.

Aqui há muito material de qualidade nos campos da botânica, zoologia e ecologia de um modo geral.

Até as próximas leituras.

REFERÊNCIAS

CEAP design. Asphodelaceae. Disponível em: <http://www.ceapdesign.com.br/familias_botanicas/asphodelaceae.html>;

ECycle. Babosa: benefícios para pele, cabelos e mais. Disponível em: < https://www.ecycle.com.br/5536-babosa>;

GRIZOTTO, C. Dicas online. Tipos de babosa: entenda a diferença e o uso das principais espécies. Disponível em: < https://www.dicasonline.com/tipos-de-babosa/>;

WikiHow. Como Comer Aloe Vera. Disponível em: <https://pt.wikihow.com/Comer-Aloe-Vera>;

Wikipédia. Aloe vera. Disponível em: < https://pt.wikipedia.org/wiki/Aloe_vera>;

Veja também

Gengibre-Azul – Curiosidades e Fatos Interessantes Sobre a Planta

Não obstante o seu nome comum de gengibre azul, esta planta é de fato um …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *