Home / Plantas / História do Arroz e Sua Origem

História do Arroz e Sua Origem

O arroz é um cereal amplamente consumido no mundo, sobretudo no Brasil juntamente com o feijão É riquíssimo em carboidratos. Pertence à mesma família das gramíneas, e possui ampla adaptação ao clima quente e úmido.

Este cereal é responsável por alimentar mais da metade da população mundial. Constitui a terceira maior cultura de cereal do mundo, perdendo apenas para as culturas de milho e trigo.

Na qualidade de cereal, o arroz possui três componentes principais, são eles o grão farináceo, o gérmen (o qual é riquíssimo em proteínas) e dois revestimentos responsáveis por envolver o grão (são eles o farelo- considerado a porção comestível- e a casca externa).

Em relação à origem do arroz, muitos historiadores apontam o sudeste da Ásia, mais precisamente a China. Todavia, outras espécies do vegetal teriam sido oriundas do Sul da China.

Neste artigo, você conhecerá um pouco mais sobre a história do arroz, sua origem e outras informações adicionais.

Então venha conosco e boa leitura.

Arroz Classificação Botânica e Espécies

A classificação científica para o arroz obedece à seguinte estruturação:

Reino: Plantae;

Divisão: Magnoliophyta;

Classe: Liliopsida;

Ordem: Poales;

Família: Poaceae;

Gênero: Oryza.

Existem sete espécies de arroz, são elas a Oryza barthii, Oryza sativa, Oryza glaberrima, Oryza rufipogon, Oryza latifolia, Oryza longistaminata e Oryza puntacta.

História do Arroz e Sua Origem

O sudeste da Ásia é um local de possível origem deste cereal. Mesmo com registros de cultivo na China datando do ano 3.000 a. C., sabe-se que as províncias de Assam, Miamar e Bengala (todas na Índia) abrigam uma grande diversidade de espécies, e provavelmente são os locais de origem destas espécies.

Durante muito tempo, o arroz foi considerado o principal alimento asiático, sendo que, posteriormente, muitas espécies se dispersaram  para o restante da Ásia, para a África e para as Américas.

Assim como muito citado na literatura chinesa, o arroz é bastante citado nas escrituras hindus.

Na Índia, havia um estudo detalhado sobre as variedades de arroz cultivadas. Neste estudo, as variedades eram classificadas de acordo com o valor nutricional, exigência hídrica e ciclos. Este costume indiano se proliferou até a China e à Pérsia, alcançando posteriormente o arquipélago Malaio e a Indonésia.

Nas Filipinas e no Japão, a cultura do arroz foi introduzida através dos chineses aproximadamente no ano 100 a. C. Nos países mediterrâneos, o cereal chegou a ser conhecido após ser trazido pelos árabes no Delta do Nilo.

O arroz foi levado até a Espanha pelos sarracenos. Os espanhóis, por sua vez, levaram o arroz até a Itália.

O sudeste da Europa conheceu o arroz através dos turcos. Chegando a esta região, o cereal alcançou os Balcans.

O cultivo oficial na Europa aconteceu entre os séculos VII e VIII, a partir do momento no qual os árabes entraram na Península Ibérica.

Provavelmente, o arroz teria chegado à África Ocidental pelos portugueses. Os espanhóis foram os responsáveis pela disseminação nas Américas.

A História do Arroz no Brasil

Mesmo que possa parecer confuso, segundo alguns autores, o Brasil foi o primeiro país a cultivar este cereal, isto porque o arroz já era conhecido por aqui antes da chegada dos portugueses. Integrantes da expedição de Pedro Álvares Cabral chegaram a coletar amostras de arroz cultivadas em áreas alagadas do Amazonas. A partir daí, as lavouras de arroz foram se disseminando cada vez mais, chegando à Bahia em 1587, e ao Maranhão em 1745.

A primeira ‘descascadora’ oficial de arroz foi instalada em 1766 no Rio de Janeiro, após autorização da Coroa Portuguesa.

História do Arroz no Brasil
História do Arroz no Brasil

Entre os séculos XVIII e XIX, o Brasil se tornou um grande exportador do cereal.

Na atualidade, o Rio Grande do Sul ocupa o cargo de maior estado produtor de arroz.

Tipos de Arroz

Na atualidade, a nível comercial, é possível encontrar arroz do tipo integral, malequizado, parborizado, polido, negro e selvagem.

O arroz integral consiste no grão in natura, antes do beneficiamento, logo preservando a sua casca externa. O arroz malequizado nada mais é do que um arroz semi-integral, o qual é macerado com casca e submetido a vapor d’água a uma temperatura de até 700 °C (processo que possibilita transferência dos nutrientes da cutícula para o interior do grão), com retirada da casca e do germe a seguir.

Arroz Integral
Arroz Integral

O arroz parbolizado também recebe uma fervura parcial, permitindo que seus nutrientes sejam transferidos para a porção interna (tratamento que possibilita a conservação de 30 a 60% das vitaminas).

Arroz Parboilizado
Arroz Parboilizado

No caso do arroz polido, esse processo é essencial para que o mesmo se tone branco. A próxima etapa envolve entrar em contato com um óleo que o deixará brilhante. Algumas versões de arroz polido são enriquecidas com os minerais Ferro e Zinco.

Arroz Polido
Arroz Polido

O arroz polido ainda pode ser subclassificado em agulha ou longo; ou ainda médio ou arbóreo. O primeiro tipo é o mais comum, ao passo que o segundo tipo é alongado e de cor levemente amarelada.

O arroz negro possui essa coloração em razão da alta concentração de antioxidantes, os quais beneficiam a circulação sanguínea, além de prevenirem contra o câncer e o envelhecimento. O arroz negro possui uma concentração de proteínas e fibras significativamente superior ao arroz branco.

Arroz Negro
Arroz Negro

O arroz selvagem, não é um arroz propriamente dito, mas uma gramínea de sabor bastante doce. Possui grande concentração de fibras, proteínas, minerais e vitaminas do complexo B, no entanto a concentração de amido é bem pequena. Este tipo particularmente é caracterizado como pequenos e comprido talos em tom marrom ou negro.

Arroz Selvagem
Arroz Selvagem

Arroz Curiosidades Adicionais

A água liberada durante o cozimento de arroz pode ser utilizada para hidratar a pele, basta aplica-la e deixar repousar na face durante 20 minutos, enxaguando em seguida. Esta receita é inclusive aplicada pelas asiáticas, e possui um efeito incrível contra as rugas. Outra forma de aproveitar o arroz na estética é triturar o arroz cru (obtendo farinha de arroz), e preparar uma máscara facial com um pouco de leite líquido.

A tradição de jogar arroz nos noivos é um costume trazido da China, uma vez que neste país o grão é considerado sagrado, e representa fartura e felicidade.

*

Agora que você já conhece um pouco mais sobre a história do arroz, bem como muitas informações complementares; o convite é para que continue conosco e visite também outros artigos do site.

Até as próximas leituras.

REFERÊNCIAS

Associação dos Arrozeiros de Alegrete. Origem e História do Arroz. Disponível em: < http://www.arrozeirosdealegrete.com.br/novo/origem-e-historia-do-arroz/#targetText=Diversos%20historiadores%20e%20cientistas%20apontam,centros%20de%20origem%20dessa%20esp%C3%A9cie.>;

Portal São Francisco. Arroz. Disponível em: < https://www.portalsaofrancisco.com.br/alimentos/arroz>.

Veja também

Chá de Barbatimão Para Corrimento Vaginal Funciona? Como Fazer?

Muito comum na região do Cerrado do Brasil, o barbatimão (nome científico Stryphnodendron adstringens Mart …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *