Home / Plantas / Gabiroba Rasteira: Características, Nome Cientifico e Fotos

Gabiroba Rasteira: Características, Nome Cientifico e Fotos

A gabiroba é uma planta e fruta que não é muito conhecida, apesar de ser nativa brasileira. Ela possui uma gama de variedades bem extensa, algumas mais consumidas que outras. Uma delas é a gabiroba rasteira, ou gabiroba da praia, que é considerada uma das que ficam menores quando já adultas. E é sobre ela que iremos falar no post de hoje. Mostraremos um pouco mais sobre as características gerais da gabiroba rasteira, assim como sua classificação e nome científico. Tudo isso com fotos! Continue lendo para aprender mais sobre ela!

Classificação e Nome Científico da Gabiroba Rasteira

A classificação científica é muito importante para que os cientistas consigam entender como todos os seres vivos se ligam no grande ecossistema em que vivemos. Ela traz categorias que vão desde as mais gerais, como o caso do reino, até as mais específicas, como o próprio nome científico. Veja a seguir a classificação científica da gabiroba rasteira:

  • Reino: Plantae (planta);
  • Divisão: Magnoliophyta;
  • Classe: Magnoliopsida;
  • Ordem: Myrtale;
  • Família: Myrtaceae;
  • Gênero: Campomanesia;
  • Espécie, nome científico, nome binominal: Campomanesia xanthocarpa.

Características Gerais da Gabiroba Rasteira

A gabiroba é uma planta, que possui fruto de mesmo nome nativa do Brasil, apesar de não ser endêmica daqui. Ela pode ser vista em campos e serrados, vários estados do país como Rio Grande do Sul, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e Goiás. Também conhecida por outros nomes como guariva e guariboba, o nome tem origem indígena, do Tupi Guarani que significa basicamente fruta da casca amarga. Outras variedades de nomes além de gabiroba rasteira é gabiroba da praia. Isso já que a casca realmente tem um sabor bastante amargo quando mastigada. A gabiroba é às vezes comparada e até mesmo confundida com o fruto mangaba.

É um tipo de planta arbustiva, com uma copa bem desorganizada, que precisa de bastante podas. Normalmente não chega nem a 3 metros de altura, comparada a outras variedades de gabiroba que podem passar dos 20 metros. As folhas são oblongas e simples, enquanto as flores são desenvolvidas em pendículos que variam em serem longos ou curtos. A planta é muito semelhante com alguns tipos de araçás, diferenciando-se mais a olho nu nos frutos. Enquanto que os frutos são bagas com cascas finas, de cor amarelada e bem amarga. O miolo da fruta também não é muito saboroso. Apesar disso, a gabiroba possui diversos benefícios para nosso organismo. Se você quer entender mais sobre os benefícios que essa fruta e planta podem ter, veja aqui: Gabiroba Para Diabetes, Emagrecer, Câncer, Suco E Fruta. Se preferir não comê-la in natura, pode tentar em suco, doces e outros, para ter um sabor melhor, mas ainda com todos os benefícios que ela traz.

Gabiroba Rasteira Características

Quem quiser uma gabiroba rasteira, pode realizar o plantio facilmente. A primeira coisa é que as sementes devem ser plantadas exatamente na hora que você as tira da polpa da fruta, se não, elas não irão germinar. Depois que você conseguir extrair as sementes, precisa lavá-las em água corrente e colocar para secar por mais ou menos 2 horas em papel toalha e na sombra. Sol direto pode prejudicar. Enquanto isso, você pode ir mexendo com o substrato, que deve ter terra vermelha, areia e matéria orgânica. Tudo isso o suficiente para encher o vaso todo. O recipiente deve ser adequado para esse tipo de planta. Depois, basta colocar as sementes e cobri-las com terra, irrigando-a logo em seguida até que fique úmida. A germinação ocorre entre 15 e 40 dais.

A gabiroba tem um desenvolvimento bem lento, e é importante lembrar que não é muito boa com extremos. Logo, não suporta geadas nem longos períodos de seca. Seu clima ideal é o subtropical. O pH do solo para esse plantio deve ser entre 5,0 e 6,5, ou seja, levemente ácido. O solo nunca pode ficar encharcado, em nenhum período. Nas secas, é preciso estar sempre molhando, mas não exagerando nas doses de uma vez só. No caso da gabiroba rasteira, a frutificação ocorre em torno de 3 anos após o plantio dela. Em comparação as outras gabirobas que são depois de 5 anos de plantio. A frutificação em todas as gabirobas é bem abundante, ajudando na alimentação de diversos animais, como peixes e pássaros.

Apesar de alguns detalhes, no final a gabiroba em geral acaba sendo muito fácil de se cultivar. Serve muito para reflorestamento em áreas urbanas, pois pode adquirir uma beleza nela, juntamente com suas flores pequenas. Mas, se você quiser saber mais sobre como realizar o plantio e cultivo da gabiroba, independente da espécie, é só clicar aqui: Como Plantar, Cuidar da Planta Gabiroba e Fazer Mudas.

É importante lembrar que a gabiroba rasteira é ainda menos vista que outras espécies maiores de gabiroba. Por esse motivo, ainda não se tem muita informação sobre ela, e nem muitos locais que vendem suas sementes e a planta. Mas não deixa de ser um patrimônio brasileiro.

Fotos da Gabiroba Rasteira

Agora que você sabe suas características gerais, veja então algumas fotos da gabiroba rasteira para que você saiba reconhecê-la. Lembre-se sempre, ela é uma das menores, se não a menor, espécie de gabiroba, o que facilita muito o reconhecimento.

Campomanesia Xanthocarpa

Esperamos que o post tenha te ajudado a entender e aprender um pouco mais sobre a gabiroba rasteira, suas características, classificação e nome científico, além de algumas dicas de plantio e cultivo dela. Não esqueça de deixar seu comentário nos contando o que achou e também deixar suas dúvidas. Ficaremos felizes em ajudá-los. Você pode ler mais sobre gabiroba e outros assuntos de biologia aqui no site!

Veja também

Asessippi Lilas

Asessippi Lilás: Curiosidades e Fatos Interessantes Sobre a Flor

Asessippi Lilas O Asessippi lilás é um tipo de arbusto de grande tamanho com folhas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *