Home / Plantas / Como Germinar Rosas Raras? Silvestres, Trepadeiras e Híbridas

Como Germinar Rosas Raras? Silvestres, Trepadeiras e Híbridas

Desde muito tempo na história da humanidade, as rosas têm sido consideradas as rainhas das flores. Esse título foi atribuído ainda no ano 600 a. C. pela poetisa Safo. Atualmente, há mais de 100 espécies de rosas, das quais foi possível obter cerca de milhares de variedades e híbridos.

A maior parte das rosas é originária da Ásia, e uma parcela menor de outros continentes como América do Norte, Europa e porção Noroeste da África.

As rosas consideradas híbridas possuem algumas vantagens em relação às demais espécies, vantagens que incluem maior resistência às pragas e doenças, melhor adaptação às condições climáticas diferenciadas, além de maior porte físico, cores mais exuberantes e aroma mais intenso.

Neste artigo você descobrirá como germinar rosas raras. Então venha conosco e boa leitura.

Características Gerais das Rosas

Genericamente, todas as espécies de rosas são consideradas arbustivas. Possuem acúleos, ou seja, espinhos distribuídos na haste que sustenta as flores e folhas. As folhas tem a borda denteada.

Apesar das características em comum, certos diferenciais entre uma espécie e outra permitiram que as rosas fossem agrupadas em algumas categorias, tais como:

As rosas miniaturas conhecidas por não ultrapassar 70 centímetros em termos de porte total. Essas flores costumam ser cultivadas em canteiros e vasos.

Rosas Miniaturas
Rosas Miniaturas

As rosas arbustivas, propriamente ditas, cuja altura do vegetal como um todo pode alcançar a altura de até 2 metros. Elas se dispõem em flores grandes que podem formar maciços revestimentos de muro.

Rosas Arbustivas
Rosas Arbustivas

As rosas silvestres, cujo porte geral é ainda maior do que o das rosas arbustivas, atingindo até mesmo 5 metros. As flores são brancas, perfumadas e com curta duração.

Rosas Silvestres
Rosas Silvestres

As rosas trepadeiras são as grandes campeãs de estatura, visto que a roseira pode atingir até 6 metros de altura. As flores podem ser grandes ou pequenas. Frequentemente são utilizadas para revestir/adornar paredes ou pilares.

Rosas Trepadeiras
Rosas Trepadeiras

As rosas rasteiras são menores que as rosas miniaturas. São utilizadas com bastante frequência na composição dos canteiros de parques.

Rosas Rasteiras
Rosas Rasteiras

As rosas híbridas-de-chá normalmente são flores solitárias. São grandes perfumadas e apresentam hastes longas.

Rosas Híbridas-de-Chá
Rosas Híbridas-de-Chá

As rosas sempre-floridas são menores que as rosas da classificação anterior (híbridas-de-chá) e se dispõem em cachos de crescimento vigoroso e abundante.

Rosas Sempre-Floridas
Rosas Sempre-Floridas

O Simbolismo das Cores das Rosas

Presentear alguém ou adornar um ambiente com rosas de uma coloração específica tem correlação direta à idéia de transmissão de uma mensagem em particular.

As rosas vermelhas são as mais comercializadas, denotam amor, paixão e romantismo. Rosas de cor preta podem ser empregadas com o significado de tristeza, separação e luto. As rosas brancas transmitem a idéia de inocência, pureza e tranquilidade. As rosas em cor rosada denotam gratidão e exaltam a expressão da feminilidade e maternidade.

Rosas amarelas detêm uma forte conotação de alegria, amor platônico e amizade. Rosas em cor lilás denotam respeito e dignidade, quando presenteadas; para uso próprio esse significado pode remeter à calma e autocontrole. As rosas azuis detêm significados diversos, pois podem indicar amor eterno, ou poder de alcance do impossível. Rosas de cor laranja estão relacionadas ao desejo e ao entusiasmo.

Rosas Raras: Quem São Elas?

Cada vez mais vêm crescendo a busca por rosas de cores diferenciadas do padrão de vermelho, branco e rosado. Estas rosas possuem cores inusitadas como o preto, amarelo, verde, laranja e até mesmo mix de cores.

A rosa de cor preta é conhecida pelo nome de príncipe negro.

Processo Geral de Plantio das Rosas

Quinze dias antes do plantio é importante preparar uma cova de cerca de 30 centímetros. Ao fundo da cova, é recomendável adicionar uma colher de sopa de calcário dolomítico.

Passado os quinze dias que antecedem o plantio, é importante preparar uma mistura contendo 1 colher de sopa de adubo NPK 10-10-10, 2 colheres de sopa de farinha de osso e, para finalizar, 2 colheres de sopa de composto orgânico. Esse mix deverá ser adicionado à terra na qual será realizado o plantio.

Para rosas que possuem o caule ereto, pode ser necessário o auxílio da estaca, para as demais, estas podem ser plantadas em relativa inclinação aproximadamente a 20 centímetros da parede ou do suporte.

Convém regar as roseiras uma vez ao dia, de preferência próximo ao meio-dia. Recomenda-se evitar a umidade em excesso, visto que raízes úmidas aumentam as chances de doenças.

Em relação à poda das roseiras e obtenção de novas mudas, os meses mais indicados para fazer mudas de rosas é entre os meses de Junho e Agosto. Muitos gostam de realizar a poda anual na data de 23 de Junho, porém isso não é uma obrigatoriedade. Lembrando que esse calendário de podas é válido apenas para países tropicais do hemisfério sul.

Para a realização da poda, é recomendável cortar os ramos o mais embaixo possível, ou seja, um pouco acima do nível da terra.

Um dos métodos mais famosos para propagação de roseiras é através da enxertia, na qual se retira a gema ou borbulha de uma roseira para enxerta-la em uma nova roseira. Decorridos de 20 a 25 dias, a amarração deverá ser retirada, e o enxerto exposto.

Como Germinar Rosas Raras

O método de enxertia é amplamente empregado no caso das rosas raras. Através do qual é possível até mesmo inserir gemas de variedades diferenciadas e obter roseiras coloridas, com rosas de todas as cores. É uma opção que vêm sendo adotada pelos agricultores, especialmente para aqueles que produzem rosas com finalidade predominantemente comercial.

*

Agora que você já conhece dicas sobre como germinar rosas raras, o convite é para que continue conosco e faça uma visita aos outros artigos do site.

Aqui há muito material sobre os campos da botânica e zoologia.

Até as próximas leituras.

REFERÊNCIAS

Aprenda Fácil Editora. Propagação de roseiras: a enxertia. Disponível em: < https://www.afe.com.br/artigos/propagacao-de-roseiras-a-enxertia>;

BRAGA, C. Flores e Folhagens. Tipos de Rosas. Disponível em: <https://www.floresefolhagens.com.br/tipos-de-rosas/>;

Jardiland- Cultiva o seu bem-estar. As rosas e sua simbologia. Disponível em: <https://www.jardiland.pt/diversos/as-rosas-e-a-sua-simbologia/>;

Jardineiro Amador. Rosa Princípe Negro- Como Plantar. Disponível em: < https://www.youtube.com/watch?v=viiBQCcAzFA>;

Plantei. Como cultivar rosas. Disponível em: < https://blog.plantei.com.br/como-cultivar-rosas/>;

Tony cinegrafista. Viveiro produz rosas de todas as cores em Guapó, Goiás. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=G3x5yBOvUUE>.

Veja também

Jabuticabeira

Árvores Frutíferas para Solo Úmido

Animais e Vegetais são Parentes não Tão Distantes Assim Ao observamos a grande árvore filogenética …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *