Home / Animais / Tudo Sobre Morcegos

Tudo Sobre Morcegos

Os morcegos são animais mamíferos, conhecidos pela característica de voo verdadeiro, a qual é encontrada tipicamente em aves. Neste quesito, a diferenciação entre morcegos e aves reside no fato de que estas possuem as penas sustentadas por ossos.

A palavra “morcego” deriva do latim, no qual mur significa “rato”. Morcego portanto seria “rato cego”. Dentro da literatura ficcional da cultura ocidental, os morcegos, por serem animais de hábitos noturnos, estão associados a uma simbologia mais sombria, fato que inspirou a criação de muitos personagens tais como o Conde Drácula e o Batman.

Um fato intrigante sobre esses animais, é que eles possuem ecolocalização, u seja, se orientam espacialmente através da emissão de ecos. O morcego emite ondas ultrassônicas (isto é, com frequência superior a 2.000 Hz) através da boca e das narinas. Quando essas ondas atingem algum obstáculo, elas sofrem reflexão e retornam ao emissário.

No Brasil, os morcegos são considerados animais silvestres e estão protegidos por leis ambientais. Curiosamente, em nosso país, eles representam a segunda maior ordem de mamíferos, visto que é possível encontrar 179 espécies do animal, as quais estão agrupadas em 9 famílias e 68 gêneros.

Neste artigo, você conhecerá muitas outras informações sobre esses mamíferos, aliás, saberá praticamente tudo sobre o morcego.

Então, grande curioso do mundo animal, este artigo é para você.

Venha conosco e boa leitura.

Tudo Sobre Morcegos : Classificação Taxonômica

A classificação científica para os morcegos obedece a seguinte sequência:

Reino: Animalia;

Filo: Chordata;

Classe: Mammalia;

Infraclasse: Placentalia;

Ordem: Cuiroptera.

Tudo Sobre Morcegos: Características Anatômicas

Os morcegos possuem o osso do metacarpo, assim como o segundo e quinto dedo alongados, entre esses dedos existe uma membrana que recebe um nome muito peculiar : “feiosa brósiliti quiropatágio”.

A asa como um todo recebe o nome de “patágio”. Esta estrutura conta com a presença de muitas fibras, nervos e delicados vasos sanguíneos. Além do voo, as asas contribuem para que, durante o frio, os morcegos se envolvam nelas tal como um casaco. No calor, essas asas se expandem de moda a refrescar o corpo e ventila-lo.

Os morcegos possuem garras nos dedos, porém essa não é uma peculiaridade observada em todos os dedos, apenas no polegar e segundo dedo dos membros anteriores (nesse caso, apenas algumas espécies), assim como nos cinco dedos posteriores. A finalidade das garras traseiras é possibilitar que o morcego se agarre a saliências ou galhos.

Mesmo desajeitadamente, os morcegos conseguem caminhar sobre o solo. Além disso, possuem todos os sentidos muito aguçados, e ainda contam com o auxílio extra da ecolocalização (também chamada de biossonar).

Tudo Sobre Morcegos: Hábitos Alimentares e Dentição

De acordo com a espécie, os morcegos possuem uma diversidade de hábitos alimentares, os quais também refletem em diversidade na dentição.

Morcegos frugívoros contam com um número maior de dentes, assim como com dentes pré-molares e molares mais largos e fortes, de modo que haja facilidade na mastigação da polpa fibrosa de muitos frutos. No caso dos morcegos que se alimentam de néctar, estes possuem poucos dentes e os mesmo são menores, uma vez que os morcegos apenas ingerem líquidos. No entanto, morcegos que se alimentam de sangue possuem dentes incisivos grandes e afiados, de modo que conseguiram realizar cortes precisos nas suas presas.

Tudo Sobre Morcegos: Como Ocorre a Reprodução?

O período reprodutivo dos morcegos que se alimentam de plantas é influenciado pela oferta de frutos e flores, assim como pelas variações climáticas.

O período gestacional varia conforme a espécie e, de uma forma geral, está compreendido entre dois a sete meses. As glândulas mamárias costumam ser axilares para algumas espécies, no entanto, também podem apresentar disposição peitoral ou abdominal.

A maioria das gestações resulta em apenas um filhote, salvo algumas raras exceções.

Os comportamentos reprodutivos são bastante diversificados, dependendo da espécie, contudo, para a maioria, há um comportamento poligínico, no qual um macho dominante mantém o controle sobre várias fêmeas.

Tudo Sobre Morcegos: Importância Ambiental

Através dos morcegos, as sementes de árvores e outras plantas são dispersadas à longas distâncias. Uma curiosidade adicional sobre o assunto é que mais de 500 sementes podem ser transportadas por um único morcego, em apenas uma noite.

Assim como o auxílio na dispersão de sementes, os morcegos que se alimentam de néctar atuam em função semelhante à desempenhada pelos beija-flores e abelhas, ou seja, auxiliando na reprodução dos vegetais, ao transportar o pólen de flor em flor.

Morcegos que se alimentam de animais pequenos, tais como os gafanhotos e roedores podem ser especialmente úteis no controle das pragas, fator que oferece grandes vantagens na agricultura.

Algumas das sustâncias liberadas pelos morcegos estão em fase de estudo para aplicação terapêutica , como é o caso da saliva desses mamíferos, a qual possui propriedades anticoagulantes, e possivelmente poderá ser aplicada no tratamento de muitas doenças cardiovasculares.

Tudo Sobre Morcegos: Transmissão de Raiva

Em ambientes urbanos, os cães e gatos ainda são os maiores transmissores de raiva, no entanto, no meio silvestre (especialmente em áreas consideradas endêmicas), o morcego é o maior transmissor da doença.

Morcegos com raiva podem manifestar sintomas como desorientação, sensação de corpo pesado e incapacidade de voar, assim como agressividade, hiperexctabilidade, tremores, contrações musculares, paralisia e, quase sempre, morte em sequência.

Os maiores prejudicados da contaminação por raiva em morcegos são animais de grande porte, a exemplo dos bois.

Os morcegos que são capazes de contrair e transmitir a raiva são aqueles que se alimentam de sangue, também chamados de morcegos vampiros, os quais pertencem à subfamília taxonômica Desmodontinae.

Os dentes dos morcegos vampiros, embora muito afiados, são também muito pequenos, portanto ele pode morder uma pessoa que esteja dormindo e não ser despercebido. Outros fatores incluem baixo peso corporal (cerca de 30 gramas), ataque sutil e mordida superficial. Uma vantagem adicional incrível que os morcegos vampiros possuem em relação aos demais é, além dos sentidos super apurados e da ecolocalização, é a termopercepção (ou seja, mecanismo fisiológico que possibilita a descoberta dos vasos sanguíneos superficiais da presa).

Morcego Perigo de Transmissão de Raiva

Agora que você já conhece importantes características sobre os morcegos, o convite é para que continue conosco e visite também outros artigos do site.

Até as próximas leituras.

REFERÊNCIAS

Ciência Hoje. Morcegos vampiros: Sangue, Raiva e Preconceito. Disponível em: < http://cienciahoje.org.br/artigo/morcegos-vampiros-sangue-raiva-e-preconceito/>;

Crichton EG, Krutzsch PH. 2000. Reproductive biology of bats. London: Academic Press. 528 p.

Wikipédia. Morcego. Disponível em: < https://pt.wikipedia.org/wiki/Morcego>.

 

Veja também

Alimentação do Tubarão: O Que Eles Comem?

Os hábitos alimentares dos tubarões são muito diferentes se você levar em conta o número …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *