Home / Animais / Rã de Vidro é Venenosa? Peso, Fotos e Características

Rã de Vidro é Venenosa? Peso, Fotos e Características

A é um anfíbio anuro (sem cauda) carnívoro que se alimenta de insetos, vermes e outros pequenos invertebrados captados com sua língua. Pode ser encontrada em locais úmidos ou na proximidade de lagos.

Existem cerca de 12 famílias taxonômicas de rãs, dentre elas a família Ranidae que engloba as chamadas “rãs verdadeiras”. Em relação às famosas rãs de vidro ou rãs transparentes, elas são cerca de 100 espécies, sendo a maioria destas pertencentes à família taxonômica Centrolenidae.

Entre as rãs de vidros, algumas das espécies mais famosas incluem a Hyalinobatrachium pellucidum e a Vitreorana uranoscopa, esta última endêmica na Argentina, Paraguai e alguns estados brasileiros.

Neste artigo, você conhecerá algumas particularidades sobre a rã de vidro, tais como o seu peso, distribuição geográfica e hábitos comportamentais, assim como vai descobrir se é venenosa ou não.

Então, caro leitor curioso sobre o mundo animal, este artigo é para você.

Venha conosco e boa leitura.

Características Gerais Sobre as Rãs

Tal como os sapos, as rãs possuem especialização da pélvis e das patas dianteiras para o salto e realização de fortes impulsos.

Possuem uma variedade de padrões reprodutivos, um dos quais envolve a fecundação externa e a formação de um amplexo entre macho e fêmea. Durante a cópula, o macho utiliza as suas patas dianteiras para segurar a fêmea e mantê-la na região peitoral ou na região pélvica. Na região peitoral, atribui-se o nome amplexo axilar; e na região pélvica, pode ser empregado a denominação amplexo inguinal. Este amplexo pode ser mantido durante várias horas ou até mesmo dias, este processo termina quando a fêmea desova na água.

Os ovos dão origem aos girinos, os quais passam pela metamorfose até se tornarem rãs de quatro patas. No entanto, algumas fêmeas podem produzir determinados ovos que resultam diretamente em rãs menores já com características de indivíduos adultos.

A carne de rã é frequentemente comercializada e possui alguns atrativos que colaboram com isso, tais como o fato de conter mais nutrientes do que as carnes bovinas e de frango, assim como por conter menos colesterol e uma grande concentração de proteínas.

O Brasil é o país considerado o segundo maior criador de rãs do mundo, ficando atrás apenas de Taiwan.

É comum que haja confusão na distinção entre sapos, rãs e pererecas, no entanto algumas diferenciações essenciais incluem o fato de que o sapo seja terrestre e só procure o ambiente aquático para se reproduzir; somado a isso, as rãs consideradas exímias saltitantes (as melhores entre os anuros), e conseguem saltar em até 1,5 metros de comprimento e 70 centímetros de altura.

A família taxonômica Ranidae é a mais numerosa, embora aqui no Brasil exista apenas uma espécie representante desta (Lithobates palmipes), visto que a maioria das rãs brasileiras está distribuída dentro da família taxonômica Leptodactylídeos.

Vitreorana Uranoscopa: Peso, Fotos e Características

Aqui no Brasil, mais precisamente nos estados do Rio Grande do Sul, Espírito Santo, Minas Gerais, São Paulo, Paraná e Santa Catarina, pode ser encontrada a espécie de rã de nome científico Vitreorana uranoscopa. Essa espécie habita matas ciliares em bom estado de conservação e não são muito tolerantes à poluição. Além do Brasil, também podem ser encontradas no sudeste do Paraguai e na província de Misiones na Argentina.

Possui comprimento médio variando entre 19,5 a 25,8 milímetros. Os olhos são direcionados para a frente e localizados latero-dorsalmente.

É chamada de rã de vidro ou perereca de vidro em decorrência da transparência da sua pele, a qual permite a visualização de seus órgãos internos.

Em relação aos hábitos comportamentais, essa espécie pode ser encontrada em grupos compostos por até 5 indivíduos. Os machos costumam emitir sons durante a noite ao apoiarem-se sobre folhas de vegetação. Eles também costumam utilizar o levantamento de membros para defender território, evitando o combate físico.

As fêmeas põem de 20 a 30 ovos por vez, os quais demoram de 48 a 72 horas para eclodirem. Após a eclosão, as larvas podem ser encontradas em meio às folhas e detritos orgânicos próximos aos cursos d’água.

Hyalinobatrachium Pellucidum: Peso, Fotos e Características

Esta espécie mede aproximadamente 2,5 centímetros. A cor frequentemente é verde, e a transparência é maior na porção inferior do corpo, permitindo que sejam visualizados o coração, fígado e demais órgãos.

Assim como a maioria dos anuros, possuem hábitos predominantemente noturnos, nos quais o macho sai para vocalizar e atrair a fêmea para rituais de acasalamento.

A fêmea põe uma média de 50 ovos, os quais são depositados no limbo foliar.

Família Taxonômica Centrolenidae

As rãs de vidro da família taxonômica Centrolenidae são encontradas nas florestas tropicais baixas do Novo Mundo. Somado às porções do corpo de coloração transparente, o restante do corpo é de cor verde claro, podendo ou não estar acompanhado de pintas amareladas ou esverdeadas.

O gênero Vitreorana, ao qual pertence a espécie Vitreorana uranoscopa citada acima pertence à família Centrolenidae.

A maioria dessas rãs possui o comprimento compreendido entre 20 e 30 milímetros, no entanto indivíduos adultos maiores atingem até 80 milímetros.

No geral, as rãs de vidro, pertencentes ou não à família centrolenidae possuem peso médio compreendido entre 10 e 25 gramas.

O hábitat natural é caracterizado pela vida nas árvores e arbustos próximos a riachos, frequentemente nas florestas tropicais da América do Sul, América Central e México Meridional.

Rã de Vidro Fotografada em Uma Folha
Rã de Vidro Fotografada em Uma Folha

A alimentação é baseada na ingestão de insetos e aranhas. A expectativa de vida atinge a média de 10 a 14 anos.

As moscas são considerados os maiores predadores de ovos das rãs de vidro, visto que colocam seus próprios ovos sobre os ovos das rãs. No caso de indivíduos adultos ou juvenis, os principais predadores são os mamíferos, serpentes e pássaros.

Rã de Vidro é Venenosa? Conhecendo o Veredicto

Se você quer saber se a rã de vidro é venenosa, saiba que não necessariamente. Acontece que a maioria dos anfíbios libera uma substância tóxica através de suas glândulas parótidas. Substância esta que pode causar irritação na pele e nas mucosas. Esta secreção nem se compara ao veneno (de ação neurotóxica e alucinógena) encontrado em algumas espécies de rãs altamente coloridas.

*

Agora que você já conhece importantes características sobre as espécies denominadas rãs de vidro, continue conosco e visite também outros artigos do site.

Até as próximas leituras.

REFERÊNCIAS

Amphibia Web. Vitreorana uranoscopa. Disponível em: <https://amphibiaweb.org/species/1829>;

CRUZ, C. O. Infoescola. . Disponível em: < https://www.infoescola.com/anfibios/ra-animal/>;

Net Nature. Rã-de-Vidro. Disponível em: < https://netnature.wordpress.com/2013/10/30/ra-de-vidro/>;

Redação Mundo Estranho. Qual a diferença entre sapo, rã e perereca? Disponível em: < https://super.abril.com.br/mundo-estranho/qual-a-diferenca-entre-sapo-ra-e-perereca/>;

Wikipédia. Vitreorana uranoscopa. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Vitreorana_uranoscopa>.

Veja também

Raposa do Himalaia: Características e Fotos

A Cordilheira do Himalaia ou “A Morada da Neve”, é uma “força da natureza!” É …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *