Home / Animais / Curiosidades da Rã e Fatos Interessantes

Curiosidades da Rã e Fatos Interessantes

Um fato interessante sobre as rãs, e que tornou-se uma das suas principais curiosidades, é o fato de que elas, diferentemente do que se imagina, não são espécies de “sapos em miniatura”.

Isso porque, apesar de pertencerem à mesma ordem – a dos Anuros –, ambos fazem parte de famílias diferentes: a família Ranidae (para as rãs) e a Bufonidae (para os sapos).

As rãs são espécies típicas de ambientes úmidos, como lagos, lagoas, pântanos, charcos, matas ciliares, brejos, entre outras vegetações semelhantes.

Essas são as regiões capazes de abrigar espécies com as suas características, entre as quais, um corpo extremamente liso, frágil, delicado, e que por isso exige determinadas condições para sobreviverem.

As rãs são espécies que ajudam a compor essa exótica ordem dos anuros, da qual também pertencem os sapos e as pererecas.

Esses são seres que comungam de algumas características, como uma fase inicial na forma de girinos (estritamente aquáticos), preferência por uma alimentação à base de insetos, hábitos noturnos, pele úmida, patas traseiras bastante longas, olhos esbugalhados, nenhuma cauda, entre outras características.

Apesar de serem consideradas verdadeiros símbolos de repugnância e aversão, as rãs, juntamente com os sapos e as pererecas, são na verdade grandes parceiras do homem civilizado, pelo fato de serem importantes controladoras dos mais diversos tipos de pragas, além de produzirem inúmeras substâncias importantíssimas para medicina.

Segue, portanto, algumas das principais curiosidades e fatos interessantes sobre as rãs. Fatos e curiosidades que revelam uma das espécies mais singulares e controversas da natureza.

1.As Rãs Não São Sapos Em Miniatura!

As rãs não são sapos! Essa afirmação pode até parecer óbvia para os conhecedores e admiradores dessa espécie, no entanto, para a maioria dos indivíduos, ela ainda pode ser considerada uma grande novidade!

Rãs Não São Sapos
Rãs Não São Sapos

Apesar de pertencerem à mesma ordem Anura, ambos fazem parte de famílias, gêneros e espécies diferentes. E é justamente isso que os torna apenas parentes – de certa forma distantes – dentro dessa imensa comunidade de anfíbios.

2.Estão Entre As Espécies Mais Animadas Sexualmente!

Um outro fato interessante e curioso sobre as rãs, diz respeito ao seu, digamos, excesso de desejo sexual.

Acasalamento de Rãs
Acasalamento de Rãs

Algumas observações científicas acerca dos seus hábitos reprodutivos revelaram que os machos, durante o período de acasalamento, de tão animados, são capazes de confundir folhas, caules, bichos, e inclusive outros machos, com fêmeas no cio.

3.São “Super Reprodutoras”

Definitivamente, o processo reprodutivo das rãs pode ser considerado um evento à parte na natureza!

São Super Reprodutoras
São Super Reprodutoras

Durante esse período, os machos acoplam-se nas fêmeas em um amplexo axilar que pode durar vários dias! E o mais curioso é que o processo de postura dos ovos (até 10 mil unidades!) ocorre ainda durante o ato de acasalamento, em um dos fenômenos mais sui generis que podem ser observados durante um ato reprodutivo na natureza.

4.Uma Rã é o Menor Anfíbio do Mundo!

A singularíssima Paedophryne amauensis acabou de desbancar a brasileira Brachycephalus didactylus (sapo-pulga brasileiro) como o menor anfíbio do mundo.

Agora o título pertence a essa espécie originária das florestas tropicais de Papua Nova Guiné, que ainda possui a não menos singular característica de viver entre as folhagens decompostas no chão dessas florestas.

Com não mais do que 7mm, a Paedophryne amauensis também pode ser considerada um dos menores animais vertebrados do planeta; e por isso mesmo passou a ser alvo da preocupação de diversos órgãos de proteção de animais silvestre espalhados pelo mundo.

5.Uma Forma Original de Ingerir Água

Essa também pode ser considerada uma curiosidade sobre as rãs, um fato interessante, que da mesma forma que os outros, contribui para consolidar algumas lendas que as cercam.

Diferentemente do que seria o comum, as rãs não ingerem líquidos através da boca. Elas os absorvem através da pele, enquanto transitam sobre folhas encharcadas, poças d’água, sob a chuva, ou simplesmente absorvendo a umidade do ar.

Rã Na Aguá
Rã Na Aguá

Agora finalmente podemos entender um pouco mais sobre as causas da umidade da sua pele, e também por que os ambientes úmidos são a sua morada preferida.

6.A “Rã Transparente”

Existe uma espécie bastante comum no Brasil, especialmente nos estados do Paraná, Santa Catarina, São Paulo, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, além da cidade de Misiones (Argentina) e Paraguai, que acabou recebendo o sugestivo apelido de “rã-de-vidro”.

É a Vitreorana uranoscopa! Uma espécie cujo tamanho oscila entre 3 e 7,4 cm, e que possui a curiosa característica de ter um corpo praticamente transparente, o que nos permite enxergar todo o interior do seu organismo, inclusive o coração e todo os órgãos que compõem o seu trato digestivo.

Rã Transparente
Rã Transparente

Tal fenômeno ainda não pode ser explicado pela ciência. E talvez por isso mesmo essa sua característica ajude a mantê-la envolta pelas mais singulares lendas e mistérios.

7.Uma Iguaria Apreciadíssima!

Tudo bem que isso não deva ser considerado um fato dos mais interessantes e curiosos sobre as rãs, mas, sem dúvida, é uma das curiosidades que juntam-se a tantas outras para compor o cabedal de singularidades dessa espécie.

Espécies como a “rã-touro-gigante”, por exemplo, vem sendo consideradas variedades comestíveis por excelência, muito por causa da rapidez com que desenvolvem-se em cativeiro, por determinadas características biológicas, alta fecundidade, entre outras características consideradas únicas.

8.O Anfíbio Mais Letal da Natureza é Uma Rã!

Sim, ela é considerada o anfíbio (ou um dos animais) mais mortal da natureza! É a devastadora Phyllobates terribilis, a rã-flecha-dourada, uma espécie oriunda das florestas úmidas, brejos, pântanos, matas ciliares, entre outras regiões semelhantes das Américas Central e do Sul.

A rã-flecha-dourada, como o seu próprio nome indica, é uma espécie belíssima”, com os seus efeitos cromáticos que sobrepõem-se na sua pele, mas que, no entanto, esconde uma toxina (a homobatracotoxina) capaz de levar à morte algumas centenas de indivíduos com apenas algumas gotas.

Essa toxina é capaz de produzir efeitos devastadores, como insuficiência renal, distúrbios respiratórios, complicações cardíacas, contração muscular espasmódica, entre outros transtornos que geralmente levam a uma situação dramática de falência múltipla dos órgãos.

9.A “Rã-Voadora”

As rãs também podem voar! Ao menos em tese! Como no caso da original Rhacophorus nigropalmatus (a rã-voadora-de-wallace), que caracteriza-se por possuir membranas entre os dedos capazes de funcionar como verdadeiros paraquedas, permitindo-lhes saltar de uma árvore para outra, em um dos fenômenos mais curiosos da natureza.

A rã-voadora é originária das florestas densas, matas ciliares, pântanos, brejos, entre outras vegetações da Malásia, Papua Nova Guiné, Ilha de Bornéu e de trechos da Indonésia.

E se não bastasse o fato de conseguirem saltar a distâncias que podem facilmente alcançar os 14m, elas ainda possuem a singular característica de habitarem o topo de imensas árvores, de onde fogem dos seus principais predadores com saltos inacreditáveis, e que lhes concederam o justíssimo apelido de “rãs-voadoras.”

Deixe o seu comentário sobre esse artigo. E aguardem as próximas publicações.

Veja também

Galinha Barbu D’uccle: Características, Ovos, Como Criar e Fotos

A galinha barbu d’uccle é um dos animais de estimação mais doces, adoráveis e mais …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *