Home / Animais / Hábitat da Pulga: Onde Elas Vivem?

Hábitat da Pulga: Onde Elas Vivem?

As pulgas são pequenos insetos pertencentes à ordem taxonômica Siphonaptera. Estes animais são ectoparasitas (ou seja, parasitas externos) que, ao atingirem a fase adulta, sugam o sangue principalmente de mamíferos (embora algumas espécies menos frequentes prefiram aves).

É curioso que as pulgas desenvolvem uma interação/ específica, ou seja, certas espécies de pulgas parasitam certos grupos de mamíferos ‘pré-determinados’. Logo, existem pulgas que parasitam o homem, pulgas que parasitam cães, gatos, morcegos e etc.

As pulgas possuem uma participação sombria na história da humanidade, através do episódio da peste negra ou peste bulbônica, que teria dizimado impediosamente 1/3 da população da Europa no século XIV. Convém lembrar que, neste período, as condições sanitárias e de saneamento eram extremamente precárias.

No mundo, existem mais de 3.000 espécies de pulgas, sendo que, no Brasil, 60 já forma descritas. Acredita-se que estes insetos existam no planeta a pelo menos 60 milhões de anos.

Neste artigo, você vai conhecer um pouco mais sobre esses pequenos inconvenientes insetos.

Então venha conosco e boa leitura.

Características das Pulgas

Mesmo com a grande quantidade de espécies, existem características que consideradas ‘padrão’ para as pulgas, tais como corpo comprimido lateralmente e revestido por um tegumento liso. Essa ‘conformação’ corporal auxilia na locomoção entre os pêlos ou penas do hospedeiro.

Possuem fortes garras, utilizadas para fixação à pele do hospedeiro; assim como longas pernas posteriores, utilizadas para o salto. Na verdade, as pulgas são consideradas as maiores saltadoras do reino animal, sem exageros.

Não possuem asas e as peças bucais são especialmente desenvolvidas para a tarefa de perfurar a pele, assim como sugar o sangue do hospedeiro.

O comprimento médio, geralmente, é de 3 milímetros; embora algumas literaturas prefiram descrever como entre 2 a 4 milímetros. A divisão anatômica básica é estruturada em cabeça, tórax e abdômen.

Pulga Características

No corpo, estão distribuídas muitas cerdas grossas e curtas, assim como espinhos voltados para trás que formam uma espécie de pente. As cerdas e os espinhos também  facilitam a movimentação sobre a pele do hospedeiro (assim como a típica ‘conformação’ corporal descrita acima.

As pulgas podem ou não apresentar olhos. Na cabeça, possuem sulcos nos quais se alojam as suas 2 antenas curtas.

É comum que as fêmeas sejam maiores do que os machos, sendo que estas também possuem a extremidade final do abdômen arredondada (permitindo o alojamento das espermatecas- órgão reservatório dos espermatozoides).

O tórax é estruturado em 3 segmentos, sendo que, de cada um deles, parte um par de apêndice. De cada um destes segmentos parte um par de apêndices (no caso, totalizando a 6 pernas da pulga). O protórax é o segmento ou porão anterior; no meio, há o mesotórax; e a porção ligada diretamente ao abdômen, recebe o nome de metatórax. Estes segmentos, quando descritos da região dorsal, recebem os nomes de pronoto, mesonoto e metanoto.

Também há subdivisão nas pernas (no caso, coxa, trocanter, fêmur, tíbia e tarsos).

O abdômen é dividido em 10 segmentos, os quais recebem o nome de tergitos, quando localizados dorsalmente; e esternitos, quando localizados ventralmente.

Processo de Crescimento e Desenvolvimento das Pulgas

As pulgas realizam a metamorfose completa, logo são consideradas animais holometabólicos. Ao todo, são 4 estágios de vida: ovo, larva, pupa e imago. Neste contexto, uma informação pertinente é que para a maioria das espécies, a fêmea não  está completamente madura ao emergir da pupa, logo precisa alimentar-se de sangue para se tornar fértil. Na primeira alimentação, há maturação dos ovários; tal como (como é chamada pela literatura) a dissolução do famoso “plug” testicular dos machos.

A quantidade de ovos pode variar entre duas a muitas dúzias, de acordo com a espécie. Quando as larvas saem dos ovos, estão prontas para se alimentarem de qualquer material orgânico que estiver acessível (o qual pode ser matéria vegetal, fezes, insetos mortos, outros ovos, etc), uma vez que já foi comprovado através de estudos que apenas 12% das larvas que se alimentam de sangue conseguem sobreviver.

Após 3 fases larvais, as larvas se transformam em pupa e tecem seus casulos. A metamorfose para a fase adulta leva no mínimo 4 dias. A eclosão tambpem ocorre de acordo com fatores ambientais favoráveis.

Em comparação com a quantidade de ovos que a fêmea produz, pouquíssimas pulgas conseguem chegar no estágio adulto.

Espécies de Pulgas que Parasitam Seres Humanos

A Pulex irritans pode parasitar muitos animais, dentre eles o ser humano.  É bastante encontrada em áreas rurais e urbanas. Sua picada pode causar dor, irritação e coceira. Em alguns casos, pode resultar em dermatite alérgica (se a pessoa possui predisposição).

A fêmea do bicho do pé (nome científico Tunga penetrans) pode penetrar na pele do seu hospedeiro (principalmente através do pé) e resultar em fissuras, edemas (inchaços) e deformações. Um individuo com tungíase ainda possui risco para desenvolvimento de infecções secundárias por fungos ou bactérias.

As pulgas da espécie Xenopsylla cheopis frequentemente podem se infectar com a bactéria Rickettsia typhi, causadora do tifo murino. Estas pulgas parasitam preferencialmente ratos, porém os humanos também podem ser parasitados.

Hábitat da Pulga: Onde Elas Vivem?

As pulgas podem ser encontradas em locais como na pele humana, pêlos de animais, assim como em frestas, buracos e locais de descanso dos animais de estimação.

Para evitar a presença das pulgas, recomenda-se praticar os cuidados de higiene básicos do animal de estimação, e manter a limpeza também dos locais nos quais o animal circula.

Caso já haja uma infestação de pulgas, o animal deve receber o tratamento tópico específico (prescrito pelo veterinário) e a limpeza do espaço deve ser ainda mais caprichada. As pulgas podem ficar instaladas no tapete, no sofá ou na cama. Varrer e aspirar o local são dicas básicas e muito úteis. Também é indicado utilizar um spray para matar as pulgas presentes no ambiente e, é claro, de preferência, lavar os locais no qual o animal circule, de modo a matar a eliminar os ovos de pulga residuais.

Hábitat da Pulga

Agora que você já conhece um pouco mais sobre as pulgas, características e padrão comportamental; nossa equipe o convida a continuar conosco para visitar também outros artigos do site.

Aqui há muito material de qualidade nos campos da zoologia, botânica e ecologia de um modo geral.

Até as próximas leituras.

REFERÊNCIAS

Matsuda Pet. 5 dicas de como eliminar pulgas. Disponível em: < https://matsudapet.com.br/blog/cinco-dicas-de-como-eliminar-pulgas/#:~:text=A %20primeira%20dica%20de%20como,mortas%20que%20ca%C3%ADram%20das%20%C3%A1rvores.>;

The Spruce Pets. The Life Cycle and Development Stages os Fleas. Disponível em: < https://www.thesprucepets.com/what-is-a-flea-life-cycle-3385258>;

Wikipédia. Siphonaptera. Disponível em: < https://pt.wikipedia.org/wiki/Siphonaptera>;

Veja também

Quais os Benefícios do Ovo de Marreca? Para que Serve?

Os marrecos são aves aquáticas pertencentes à família dos Anatídeos. Estas aves produzem uma carne …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *