Home / Plantas / Tudo Sobre o Mamão, Sua Produção e Colheita

Tudo Sobre o Mamão, Sua Produção e Colheita

O mamão é uma fruta tropical queridíssima aqui no Brasil, aliás, o país é considerado o segundo maior produtor mundial da fruta, com produção estimada entre 1.517. 696 toneladas por ano.

A espécie de nome científico Carica papaya é considerada a mais cultivada em todo o mundo.

Uma das grandes vantagens comerciais em relação ao mamoeiro, é que este pode ser plantado em qualquer época do ano, basta que o solo esteja preparado para recebe-lo e o sistema de irrigação seja eficaz.

Neste artigo, você conhecerá tudo sobre o mamão, sua produção e colheita, através de dicas e informações valiosas.

Então venha conosco e boa leitura.

Tudo Sobre o Mamão: Como Ocorre a Propagação e Plantio do Mamoeiro?

Há 3 formas de propagação do mamoeiro: através de sementes, através de enxertia e através de estacas. No entanto, a propagação através de sementes ainda é a mais utilizada.

Para produção de sementes é importante selecionar plantas hermafroditas (considerando que também há mamoeiros machos e fêmeas), com alta produtividade de frutos, sem presença de pragas e doenças, e com uma baixa altura de inserção das primeiras flores.

As mudas selecionadas para plantio devem estar entre 20 a 30 dias após a germinação, livre de pragas e doenças, e com uma altura compreendida entre 15 a 20 centímetros.

Viveiros de mudas necessitam de irrigação pelo menos por duas vezes ao dia.

Tudo Sobre o Mamão: O Solo para Plantio

O solo mais adequado para o plantio de mamoeiro deve apresentar uma textura areno-argilosa, no entanto solos muito argilosos devem ser evitados, assim como aqueles pouco profundos ou que estejam localizados em baixadas.

Condições de pH ideal variam entre 5,5 a 6,7.

Mensalmente ou de 2 em 2 meses devem ser feitas adubações de cobertura. Uma dica para manter a umidade satisfatória é dispor esse adubo em círculos e utilizar fontes de adubo solúveis e que contenham enxofre.

Esquemas de adubação específicos de acordo com as necessidades nutricionais do solo devem ser adotados após a análise química de amostragens do solo. Essa análise deve ser realizada de 3 a 6 meses antes do plantio.

Solos em boas condições de umidade são os mais recomendados para o plantio.

O mamoeiro responde bem à adubação orgânica. Uma dica é utilizar com frequência tortas de mamona e cacau, assim como esterco de galinha e de gado.

O mamoeiro pode ser plantado com outros vegetais (tais como milho, arroz, feijão, batata-doce e amendoim), desde que ele seja a cultura principal. No entanto, o plantio abóbora, melancia, mamão e pepino deve ser evitado.

Tudo Sobre o Mamão: Colheita e Pós-Colheita

Por força do hábito, alguns frutos podem ser colhidos imaturos, no entanto, existe a possibilidade de que esses frutos não amadureçam normalmente. É importante conhecer bem a cultivar, pois, dependendo do tipo,  o fruto completa a sua maturação entre 4 a 6 meses após a abertura da flor.

A padronização da colheita para fins comerciais estipula que o fruto seja retirado da planta quando apresentar estrias ou faixas com 50% de cor amarela.

Ainda em relação à colheita, é importante ter cuidado durante o manuseio, uma vez o mamão apresenta uma casca muito fina e aderida á polpa, logo facilmente danificável. As lesões geradas na casca do mamão podem se tornar uma grande porta de entrada para a entrada de microorganismos. Mesmo que não haja lesão, por precaução é aconselhável realizar o tratamento dos frutos pós-colheita.

Um dos tratamentos pós-colheita é o tratamento hidrotérmico, o qual, infelizmente, pode alterar o metabolismo do fruto, interferindo em seu sabor. Para evitar alterações muito significativas, a estratégia é exercer um controle rígido sobre o tempo de imersão e a temperatura da água.

Tudo Sobre o Mamão: Ervas-Daninhas, Pragas e Doenças

Ervas Daninhas

Capinas manuais ou mecanizadas, através do uso de grades ou roçadeiras, são métodos para controlar a presença de ervas daninhas. Em relação ás grades, estas devem ser utilizadas apenas nos seis primeiros meses. Outra alternativa é a aplicação de herbicidas, também conhecida como capina.

Pragas

Pragas no Mamão
Pragas no Mamão

As principais pragas que acometem o mamoeiro são o ácaro branco e os ácaros rajados e vermelhos; pragas secundárias envolvem as cigarras verdes e o mandarová (também chamado de gervão). Outros exemplos de pragas são a lagarta-rosca, a cochonilha, a mosca-das-frutas, as coleocobras, as formigas cortadeiras, os pulgões e os nematoides.

A presença de nematoides provoca o amarelecimento das folhas (característica conhecida como clorose), além da queda das folhas mais velhas e paralização ou redução do crescimento (prejudicando a produtividade).

Cigarras verdes também causam o amarelecimento das folhas (bem com seu entortamento), ao sugarem a seiva das plantas. No caso mandarová, ele se alimenta diretamente das folhas, logo sua presença implica em desfolhamento total.

O ácaro branco é conhecido por paralisar o crescimento do mamoeiro, bem como reduzir o tamanho das folhas mais novas. O ácaro branco é mais comum nos meses mais quentes e com umidade mais elevada, condição parcialmente semelhante ácaro rajado e vermelho, o qual também prefere meses mais quentes, no entanto, mais secos. O ácaro rajado e vermelho resulta no amarelecimento, perfuração e necrose nas folhas.

Viroses

As viroses mais conhecidas por infectar o mamoeiro são o vírus do mosaico do mamoeiro (VMM) e o vírus da mancha anelar (VMAM). O VMM resulta em amarelecimento e enrugamento das folhas, clareamento das nervuras, bem como redução da produtividade e da qualidade do fruto. No caso do VMAM, também há amarelecimento das folhas e clareamento das nervuras, assim como aparecimento de estrias oleosas nos pecíolos e redução da lamina foliar (sintoma popularmente conhecido como fio-de-sapato).

Infecções Fúngicas

Alguns exemplos incluem a antracnose ( a qual resulta em pequeno pontos negros que podem evoluir para lesões deprimidas de até 5 centímetros), a varíola ou pinta-preta (lesões circulares nas folhas ou nos frutos) e o oídio ( comum em viveiro muito sombreados, principalmente durante os meses mais frios; caracterizado por manchas verde-amareladas de controno irregular.

*

Agora que você já conhece tudo o que precisa saber sobre o plantio de mamão, desde o preparo do solo, atenção à possíveis pragas e colheita; continue conosco e visite também outros artigos do site.

Até as próximas leituras.

REFERÊNCIAS

Embrapa. Mamão. Disponível em: < https://www.embrapa.br/mandioca-e-fruticultura/cultivos/mamao>;

Instituto Agronômico. Centro de Frutas- Mamão. > Disponível em: < http://www.iac.sp.gov.br/areasdepesquisa/frutas/frutiferas_cont.php?nome=Mam%C3%A3o>.

Veja também

Árvore Chorão Verdadeiro: Como Plantar E Cultivar

No post de hoje iremos falar um pouco mais sobre uma das espécies de salgueiros, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *