Home / Plantas / Mini Margarida Amarela Artificial

Mini Margarida Amarela Artificial

As margaridas são flores herbáceas e perenes originárias da Europa, e que possuem um ciclo vital com duração superior a um ano. Elas pertencem à mesma família botânica do girassol (nome científico Helianthus annus), da dália (gênero taxonômico Dahlia, com mais de 3.000 variedades) e do crisântemo (gênero taxonômico Chrysanthemum, com mais de 100 espécies e cerca de 80 variedades obtidas geneticamente).

As margaridas são flores vistosas e muito requisitadas para decoração de ambientes. Acredite ou não, mas existem mais de 20 mil espécies de margaridas distribuídas ao longo do planeta.

Outra alternativa à utilização de margaridas naturais é a utilização de margaridas artificiais, as quais podem apresentar variação de tamanho e inclusive serem comercializadas na forma de mini margaridas.

Neste artigo, você vai conhecer algumas características sobre as margaridas na versão natural e na versão artificial, mais precisamente no tamanho mini.

Então venha conosco e boa leitura.

Margarida Natural Características

A inflorescência da margarida se caracteriza por sépalas brancas, dispostas em torno de um capítulo (receptáculo discoide) de cor amarela. No capítulo, também podem estar concentradas diminutas flores.

Na maioria das espécies as pétalas são brancas, no entanto podem possuir coloração roxa, amarela, laranja ou até vermelha. As pétalas estão situadas na porção marginal e são consideradas como flores femininas; ao passo que, o disco central é composto por múltiplas flores, as quais são classificadas como hermafroditas.  Todo o diâmetro da inflorescência corresponde a uma área de 2,5 centímetros.

As folhas de margarida possuem uma coloração que pode ser de verde médio a acinzentado, e, em alguns casos, elas podem ser até levemente prateadas. As folhas são alternadas, dentadas e semi-caducas.

O pé de margarida possui uma altura média de 60 centímetros. O caule é alongado e ramificado, possui coloração que pode ser ver-claro ou verde-escuro.

Em relação ao plantio, este pode ser realizado através da propagação de sementes ou pela divisão de touceiras.

A divisão de touceiras é realizada geralmente no mês de Agosto e a cada 3 anos. Neste processo, as partes velhas e lenhosas são desprezadas; e novas ramificações (muitas delas inclusive dotadas de raízes) são plantadas.

Condições ideais de plantio da margarida incluem luz solar direta, solo rico em matéria-orgânica ou com características de solo arenoso e argiloso.  Pelo fato da margarida ser uma flor muito delicada, ela tem facilidade de contaminação por pragas e doenças através das aranhas, nematódeos, afídeos (os famosos pulgões), moscas brancas, entre outros organismos.

Margarida Natural Classificação Taxonômica

Margaridas pertencem ao Reino Plantae, Ordem Asterales e Família Asteraceae. O gênero mais comum é o Leucanthemum, sendo a espécie Leucanthemum vulgare a mais prevalente. No entanto, outras espécies incluem o Chrisanthemum latifolium e o Chrisanthemum maximum, dos quais derivam um grande número de variedades.

A margarida-amarela, é um outro exemplo de gênero diferente do Leucanthemum, visto que esta espécie possui o nome científico de Rudbeckia hirla. 

Variados Tipos de Margarida

Apesar da grande beleza e simbolismo de romantismo e doçura que a margarida traz, nem todas as espécies são vistas apenas com finalidades ornamentais, muitas delas também possuem propriedades medicinais importantes como é caso da Calêndula (nome científico Calendula officinalis), da Camomila (nome científico Chamomila recutita) e da Aquiléia (nome científico Achileia millefolium).

A calêndula é famosa pela ação antisséptica, anti-inflamatória, antioxidante e bactericida, possuindo reconhecimento destas propriedades pelo Ministério da Saúde. A camomila é muito útil no combate à insônia, inflamações, rinite alérgica, reumatismo e dores menstruais. Já a aquiléia possui ação contra a oleosidade, calvície, queda de cabelo, estomatite, entre outros fins.

Entre as espécies de aplicação puramente ornamental, alguns exemplos incluem a Verdélia (nome científico Sphagneticola trilobata), a cinerária (nome científico Senesia douglasii), o agerato (nome científico Ageratum), a rainha-margarida (nome científico Callistephus chinensis), a tajetes (nome científico Tajetes patula), a gazânia (nome científico Gazania rigens), a hera-do-cabo (nome científico Senecio macroglossus), a laços-espanhóis (nome científico Gailardia x grandiflora Van Houtte) e as pequenas margaridas brancas (nome científico Chrsysanthemum anethifolium).

Margaridas Amarelas Naturais

A margarida amarela (nome científico Rudbeckia hirta) é uma espécie nativa da América do Norte e cultivada em regiões de clima temperado. Apresenta algumas peculiaridades em relação à maioria das demais espécies. Atinge até 1 metro de altura, em hábitat selvagem; ao passo que, quando cultivada, atinge uma altura superior, correspondente a quase dois metros.

No caule, há pêlos eretos, rígidos e até mesmo ásperos ao toque. O capítulo (parte central da inflorescência é de cor marrom), enquanto que as pétalas podem ser de coloração inteiramente amarela ou amarela com leves nuances de vinho tinto marrom. O diâmetro da inflorescência varia entre 3 e 10 centímetros.

Essas flores possuem ação adstringente, diurética e até mesmo antioxidante.

O Mercado de Flores Artificiais

Atualmente, flores e plantas artificiais vêm sendo amplamente utilizadas para decoração de interiores, ou mesmo para jardins verticais. O que mais chama atenção é o aspecto siliconado que dá a falsa sensação de serem naturais.

Especialistas do comércio afirmam que os produtos de decoração, de uma forma geral, vendem mais em decorrência da beleza da peça do que de seu preço, e algumas flores artificiais realmente estão cada vez mais bonitas e realistas, sendo muito empregadas por designers. Uma vantagem que esse material possui é o seu baixo custo de compra e ausência de necessidade de cuidados para manutenção.

Como a maioria das pessoas não possui tempo para cuidar das flores naturais, arranjos de flores artificiais são uma excelente opção para deixar o ambiente mais alegre e colorido.

Flores artificiais também podem ser dispostas em arranjos, e para tal é importante optar por flores de caule longo que poderão ser cortados ou ajustados posteriormente. É importante que a cor do arranjo confeccionado esteja conversando com a decoração do resto do ambiente; assim como o tamanho seja proporcional às dimensões do cômodo.

Para inserir arranjos artificiais em um vaso, é aconselhável posicionar uma espuma no fundo do vaso e encaixar os caules nela, dessa forma haverá maior sustentação.

Mini Margarida Amarela Artificial

A mini margarida amarela artificial frequentemente é encontrada para comercialização em forma de buquês ou vasos. O preço médio de um buquê pequeno é de 20 reais, no entanto também há as opções de ramos e vários buquês aglutinados. O tamanho médio é de 20 centímetros.

A maioria das mini margaridas artificiais encontradas para venda, seja na internet, seja em lojas físicas, impressiona pelos detalhes realistas.

*

Agora que você já conhece um pouco mais sobre as margaridas, inclusive sobre as artificiais, continue conosco e visite outro artigos do site.

Até as próximas leituras.

REFERÊNCIAS

COSTA, C. Mundo ecologia. Flores Margaridas Amarelas com Fotos. Disponível em: <https://www.mundoecologia.com.br/plantas/flores-margaridas-amarelas/>;

Faz Fácil Plantas & Jardim. Margaridas- Um nome popular para diferentes fores. Disponível em: < https://www.fazfacil.com.br/jardim/margaridas-diferentes-flores/>;

Plantei. Margarida Amarela Artificial com Vaso de Cerâmica 28 cm. Disponível em: <https://www.plantei.com.br/margarida-amarela-artificial-com-vaso-de-ceramica-28cm>;

SANTOS, N. Viva Decora Blog. Arranjos de Flores Artificiais: Modelos para Inspirar e Aprenda Como Fazer. Disponível em: <https://www.vivadecora.com.br/revista/arranjos-de-flores-artificiais/>;

Wikipédia. Leucanthemum vulgare. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Leucanthemum_vulgare>.

Veja também

Arroz Branco na Tigela

Arroz Branco Tem Açúcar? Quais os Seus Nutrientes?

O arroz é um grão rico em amido usado como ingrediente básico por mais da …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *