Home / Plantas / Jaca Mole: Características, Nome Científico, Benefícios e Fotos

Jaca Mole: Características, Nome Científico, Benefícios e Fotos

A jaca mole é uma variedade da Artocarpus heterophyllus (seu nome científico). Ela oferece os mesmos benefícios e possui as mesmas características (como podemos ver nessas fotos) da sua outra parente, a jaca dura.

Ela também é uma parente bastante íntima da fruta-pão (a Artocarpus altilis), e sobre essa familiaridade, chama bastante a atenção o fato de a Artocarpus heterophyllus significar, em grego, “fruta pão de folhas diferentes”

Não deixa de ser um detalhe curioso entre outras inúmeras curiosidades dessa fruta supostamente originária do Sudeste Asiático, mais especificamente de países como Vietnã, Laos, Camboja, Myanmar, Nepal, entre outros países desse mítico e quase fantástico trecho do continente asiático.

Nessas regiões, a jaca adquiriu quase que o status de patrimônio regional em alguns lugares, muito em função das suas propriedades, que contemplam altas taxas de carboidratos, proteína vegetal, gorduras e vitaminas – o que a tornam quase que uma verdadeira refeição, que em muitas comunidades costuma substituir, a contento, uma das refeições principais.

A jaca também é uma daquelas espécies cheias de peculiaridades, como a facilidade do seu cultivo, que lhe permite propagar-se facilmente sem qualquer tipo de esforço, apenas por meio do eficientíssimo e providencial trabalho de polinização e dispersão levados a cabo por diversas espécies de pássaros, abelhas, vespas e demais espécies.

Há quem garanta que inúmeros trechos onde a Artocarpus heterophyllus (o nome científico da jaca mole) espalha-se, com as suas características (como vemos nessas fotos), benefícios e demais singularidades, são todos preenchidos apenas pela dispersão das suas semente feitas por essas espécies.

E isso, sem dúvida, configura-se como uma das principais peculiaridades desse não menos peculiar e original Reino Vegetal.

Características, Nome Científico, Fotos E Benefícios Da Jaca Mole

Como dissemos, a jaca mole é apenas e tão somente uma variedade das jacas que conhecemos. Ao contrário da jaca dura – que constitui-se de bagas firmes e com textura quase crocante – , a jaca mole produz bagas com textura meio pastosa, quase como se saboreássemos um chumaço de algodão adocicado, e que por isso mesmo costuma ficar “passada” bem mais facilmente.

De acordo com as últimas publicações de pesquisadores da Universidade de Ciências da Agricultura de Bangalores, Índia, essas características da jaca mole (ou dura) de desenvolver-se com extrema facilidade, espalhar-se facilmente pelo simples método de dispersão das suas sementes, além de um incomparável teor nutritivo, têm feito com que ela receba, digamos, um olhar mais atento.

Isso porque, apesar dos esforços empreendidos para que se leve a bom termo as principais metas traçadas pela ONU no que diz respeito à segurança alimentar das populações mundiais, as alterações climáticas, aumento populacional, dificuldades econômicas, entre outros fatores, vêm impedindo que tais metas sejam levadas a bom termo.

Ainda como um acréscimo a esses predicados da jaca, somam-se as suas características físicas e biológicas, que nos brindam com exemplares que podem atingir facilmente os 40 cm de comprimento e até 10, 15 ou 20 kg de peso – o que, convenhamos, faz dessa espécie uma das principais exuberâncias vegetais da natureza.

Além Das Características, Fotos, Nome Científico E Benefícios, Outras Peculiaridades Da Jaca Mole

Ela é uma extravagância, e se não bastasse ser uma extravagância, ainda é uma espécie extremamente resistente a pragas, variações climáticas; resiste a longos períodos de seca, vai bem em regiões de clima tropical e subtropical, e até mesmo nos climas temperados, observadas algumas condições, ela pode desenvolver-se a contento.

Todos os anos, entre os meses de dezembro e abril, é uma festa! Os sincarpos (seu nome técnico) exibem todo o seu vigor e exuberância, com exemplares que podem atingir facilmente os 20 ou 30 kg, numa proporção de quase 9 exemplares produzidos por mês.

As frutas pendem, vigorosamente, de uma imponente árvore capaz de atingir até vertiginosos 15 ou 20 m de altura, com um tronco capaz de medir cerca de 50 cm de diâmetro, o que faz da jaca mole (ou dura) uma das mais imponentes espécies vegetais da natureza – à parte os seus benefícios, características, nome científico, entre outras peculiaridades que não podemos perceber nessas fotos.

Jaca Mole Partida ao Meio
Jaca Mole Partida ao Meio

Aliás, sobre os seus benefícios, a quem diga que o consumo in natura é apenas uma entre as suas inúmeras possibilidades! Ela pode, por exemplo, ser fermentada e saboreada como uma original aguardente, bastante consumida em Myanmar, Índia Nepal, entre outras regiões próximas.

Mas pode ser que você prefira mesmo é cozinhar a fruta ainda verde, e logo após desfiá-la, semelhantemente ao que se faz com um frango, e aproveitá-la na forma de uma suculenta “carne de jaca”

Mas se quiser aproveitar as suas sementes, não tem problema! Assadas, elas oferecem um sabor que em muito lembra o das castanhas-do-pará. Acrescente a elas um pouco de molho shoyu, ervas especiarias, e aí então terá um petisco apreciadíssimo!

Mas se você é daqueles, digamos, bastante conservador quanto ao seu consumo, fique com a sua apresentação in natura, ou na forma de sorvetes, doces, compotas, geladinhos, sacolés, dim dim, ou o que quer que um pouco de criatividade e apreço pela utilização dos alimentos de forma completa o leve a produzir.

As Propriedades Nutricionais Da Jaca Mole

Benefícios da Jaca Mole
Benefícios da Jaca Mole

Como já dissemos, a jaca mole é um verdadeiro manancial de nutrientes, mas destacam-se as suas altas taxas de vitaminas, proteína vegetal e carboidratos – o que faz da espécie uma verdadeira refeição, capaz, inclusive, de substituir uma das refeições principais em muitos rincões brasileiros.

Mas os benefícios, características biológicas e peculiaridades da Artocarpus heterophyllus (seu nome científico) não ficam só nisso! Ela é também fonte exuberante de cálcio, ferro, magnésio, vitaminas do complexo B (niacina e riboflavina, basicamente), potássio, zinco, além de fibras, muitas fibras! Cerca de 3,5 g por 100 gramas do fruto!

Mas o problema é que as suas quase 100 calorias por 100 gramas não fazem dela algo que poderíamos chamar de “parceira” dos que fazem algum tipo de dieta rigorosa, sendo aconselhável, portanto, manter-se o mais distante possível dessa espécie, principalmente nos períodos em que a dieta deva seguir um certo rigor.

Agora, para os que não possuem qualquer problema com a balança, é só aproveitar as suas excelentes qualidades. É só esbaldar-se com o dulçor, suculência e textura que não podem ser comparadas a nada que já tenha visto na natureza! É só mergulhar numa experiência gastronômica única e sem igual dentro desse imenso e original universo das frutas tropicais brasileiras.

Gostou desse artigo? Deixe a resposta na forma de um comentário. E continue compartilhando os nossos conteúdos.

Veja também

Cactos no Vaso

Para Que Serve o Cacto? O Que Simboliza Cacto?

O reino das plantas prospera onde a luz do sol e a água se interligam. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *