Home / Plantas / Flores que Começam com a Letra R: Nome e Características

Flores que Começam com a Letra R: Nome e Características

Existem inúmeras espécies de flores no Brasil e no mundo. Dizer que conhecemos todas é um absurdo! Têm tantos exemplares por aí que podemos ficar até perdidos caso queiramos contá-los com a nossa própria cabeça.

É por este motivo que nós estamos aqui! Esta lista é para que você conheça um pouco mais das plantas. Para isso, vamos listar flores — conhecidas e, outras não tão populares — que começam com a letra R.

Você deve ter pensado em pelo menos uma, não é? Vamos ver se a que está em sua mente foi listada? Confere logo abaixo!

Flores que Começam com a Letra R: Nome e Características

Ranúnculo

Você já ouviu falar dessa linda flor que floresce no inverno e na primavera? Não? Porém, é bem provável que você já tenha visto em algum local! A dificuldade de identificá-la se dá porque a sua aparência é praticamente igual a uma flor bem conhecida — e que será comentada logo abaixo — a rosa!

Se você ver as suas fotos, vai notar a semelhança incrível que o ranúnculo e a rosa têm. Porém, sua identificação visual é a única coisa que possuem em comum.

Essa flor é natural da Ásia. A altura que ele pode alcançar é no máximo 30 centímetros. Uma subespécie consegue alcançar 60 centímetros, porém, é bem rara de encontrar.

Ao contrário de diversas flores, o ranúnculo adora sol! Quanto mais quente, melhor! Porém, se a sua região for mais fria, ele pode suportar o crescimento na sombra. O que não é recomendado é tê-la em um ambiente de frio extremo.

Um grande fator para diferenciar das rosas, são suas folhas. Enquanto a rosa possui uma folhagem lisa, os ranúnculos têm suas folhas em volume maior, mais claro e em maior quantidade.

Suas cores são diversas: Vão desde o amarelo, passando pelo vermelho até o rosa-claro.

Rainha-do-Abismo

Essa é uma flor que tem a sua origem no território brasileiro! Especificamente no sul do país, no estado do Paraná. É uma tuberosa, com folhagens ornamentais. Ela possui uma raiz principal e algumas secundárias.

A principal tem a função de mantê-la de pé. Ela cresce ano após ano, fazendo com que no final de sua vida essa raiz tenha aproximadamente 30 centímetros. Seu formato é arredondado, rugoso e de cor castanho-claro.

Já as raízes secundárias têm o papel de fixar a planta no solo e, principalmente, obter nutrientes para a vida da flor. Elas que sugam as vitaminas do chão e absorvem a água.

É muito comum que ela perca seus ramos e folhas no inverno, e, quando a primavera chega, essas partes nasçam de forma ainda mais bela e saudável.

Por ser uma planta ornamental de tamanho médio, é mais comum que elas sejam plantadas dentro de vasos e decorem o lado interno da casa. Porém, nada impede que elas sejam a porta de entrada para o jardim de seu terreno.

Rosa

Esta é — muito provavelmente — a flor mais conhecida no mundo. Cercada de simbolismos em diversas religiões, símbolo da beleza e do amor, a rosa é, sem dúvidas nenhuma, um espetáculo à parte.

Ela fala por si só, não é mesmo? Sua beleza dentro de um quintal faz com que a maioria das outras flores perca o seu brilho.

Rosas - A Famosa
Rosas – A Famosa

Suas cores são diversas: Elas variam desde vermelhas — consideradas a flor da paixão — indo para o branco, rosa, azul e existem até espécies negras (que na verdade é um vermelho bem escuro).

Elas florescem de forma bem tranquila: não precisam de muito adubo ou rega. É claro que quanto mais ela for cuidada, melhor é. Porém, é uma flor que sabe retirar os nutrientes que precisa sozinha. Este é mais um dos motivos pelo qual a rosa é a flor mais popular no Brasil e no mundo.

Rosa-do-Deserto-de-Verão

Uma flor nativa da África do Sul. Suas cores principais são o magenta e o lilás. Seu padrão de crescimento é bem simétrico. Não é tão resistente, pois, seus ramos podem quebrar de forma extremamente fácil. Por este motivo, você deve ter cuidado ao manuseá-la.

Sua época de floração é no outono e no verão, mas, está cada vez mais comum ver esta espécie florescer praticamente o ano todo. A única exceção é no período mais frio do ano, onde ela pode se recolher entrar em dormência.

O grande diferencial dessa planta é que sua tonalidade é muito forte nas extremidades das pétalas. E, quanto mais no centro, mais escura é a cor. Outro fato curioso é que a rosa do deserto não possui guias de néctar. Sendo assim, se você colocar em seu quintal, dificilmente terá a visita de insetos — principalmente abelhas.

É indispensável tratá-la bem nos primeiros meses de vida, pois seu crescimento depende muito disso. Um adubo bem nutrido e uma rega frequente podem ajudá-la.

Rabo-de-Gato

O rabo-de-gato é uma flor bem curiosa. Ele possui sua aparência exatamente como o nome indica. Sua coloração geralmente é rosa, e a flor se assemelha muito a um rabo cheio de pelos espetados. Só vendo as imagens para você ter noção do que é isso!

Suas folhas são volumosas e parecem que a sua borda possuem “dentes”. Lembra muito uma serra. É uma planta rasteira. Seu tamanho não alcança 30 centímetros é seu nascimento acontece de forma muito melhor no chão, pois é uma planta que cresce pelos lados também. Ela precisa de espaço, por isso esta recomendação.

Elas devem ser cultivadas a meia-sombra ou em pleno sol. Essa é uma flor que não pode — de jeito nenhum! — enfrentar o frio. As geadas destroem totalmente a beleza dessa planta. Dependendo do frio que ela enfrenta, pode nunca mais voltar ao seu estado de vigor.

É uma flor rústica. Ela suporta o vento e as agressões de forma mais resistente, comparando a outras flores. Ideal para ensinar as crianças a manusear o jardim, pois não sofre com erros e agressões físicas.

O que você achou dessas flores? Além da rosa, que todo mundo conhece, mais alguma outra te encanta? Qual é a sua flor preferida dentre todas essas que foram descritas? Comenta logo abaixo!

Veja também

Como se Faz Saião com Leite? Para que Serve?

O saião (nome científico Kalanchoe brasiliensis) é uma planta medicinal que também pode ser conhecida …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *