Home / Plantas / Diferença Entre Rosa Rugosa e Rosa Multiflora

Diferença Entre Rosa Rugosa e Rosa Multiflora

Desde muito tempo as rosas são as flores preferidas e mais populares entre as pessoas. A maior parte é devido ao mito do que cada uma delas representa, mas não dá para negar que seu charme e beleza faz com que esse mito seja bem verdadeiro para nós.

O que muitos não sabem, é que na realidade, existe uma quantidade gigantesca de rosas, e elas nem sempre parecem com as que nós estamos acostumados a ver. São diversas categorias que dividem essa enorme quantidade de espécies. Uma delas é a divisão entre rosas multifloras e rosas rugosas.

E é mais sobre essa classificação e o que cada uma significa, seguinte de representações de espécies que iremos falar no post de hoje.

As Rosas

Como já dito anteriormente, a rosa é uma das flores mais conhecidas e que vem sendo cultivada desde a Antiguidade pelo homem, mas que direto na natureza é ainda mais antiga. Elas marcaram eventos de extrema importância e hoje em dia costumam marcar a relação de amor e apaixonados. Uma simples forma de declaração utilizada em muitos casos.

Elas fazem parte do gênero Rosaceae, no qual possui mais de 100 espécies. Elas são solitárias, logo, só se encontra uma única flor com normalmente 5 pétalas nela. As folhas são simples, e costumam estar em pares paralelas uma a outra, uma em cada lado. Mas existem espécies diferentes. Além disso, algumas possuem espinhos na extensão do caule, enquanto outras não.

A coloração mais conhecida da rosa é, contrariamente, a vermelha. Entretanto, é possível encontrar diversas outras cores como preto, amarelo, rosa, branca, azul e outras. Isso porque elas foram sofrendo evolução e alterações com o tempo, principalmente através dos cruzamentos mais diferenciados acontecidos. Para nós, cada rosa representa um sentimento. Por exemplo:

  • Rosas brancas indicam inocência, pureza e paz.
  • Rosas “rosas”: indicam muito o feminino, até o útero em algumas culturas.
  • Rosas vermelhas: paixão e amor.
  • Rosas laranjas: entusiasmo e desejo.
  • Rosas azuis: confiança, harmonia e afeto.
  • Rosas verdes: esperança.

Para saber mais sobre rosas você pode ler aqui: Tipos de Rosas e as espécies representativas.

Rosas Rugosas

A primeira são as Rosas Rugosas, também conhecidas como Rosa Japonesa. Elas são um tipo de roseira arbustiva, e é nativa da Ásia. Essas rosas normalmente são utilizadas para ornamentação, devido sua enorme beleza. E muito boas para corte, por serem bastante floríferas.

Essa roseira pode alcançar 1,50 metros de comprimento. No Brasil ainda não é tão comum, mas já se espalhou para diversos países europeus e também para a América do Norte e Central. Ficaram bastante conhecidas também pelo fato que seus frutos parecem pequenos tomates.

Essa flor é muito utilizada na China para confecção de doces e geleias. Mas também pode ser vista sendo usada em tratamentos caseiros para cuidar de gastrites e até mesmo menstruação irregular.

É ótima de ser plantada, pois se adapta a qualquer tipo de clima rapidamente. Possuem uma boa resistência a pragas e doenças, e ainda são de baixa manutenção. Se você quer uma roseira autossuficiente, essa é a ideal para você.

São diversos caules que brotam da raiz, com uma ramagem bastante densa, cheia de espinhos. São em torno de 5 a 9 folhas, de cor verde escura com textura bem grossa e rugosa, motivo de ter recebido esse nome. Quando estão prestes a cair antes do outono, começam a ficar na cor amarelo claro.

As flores variam muito sua coloração, indo desde um rosa escuro, até o branco. A Fru Dagmar Hastrup é bem rosa, enquanto que a Blanc Double de Coubert é branca. Podem ser simples ou dobradas, e são bastante perfumadas.

Rosas Multifloras

As Rosas Multifloras também são nativas da Ásia, e podem ser chamadas de Rosas Japonesas. Por isso a confusão entre ela e as rugosas. Ela é uma espécie de rosa silvestre, arbustiva também.

As folhas são simples, de coloração desde o verde médio até o verde mais escuro. As suas pontas são serreadas. O caule normalmente é cheio de espinhos, mas é possível encontrar casos de não haver espinhos.

O maior uso para essas plantas também é o uso ornamental. Podem ser vistas como cerca-viva em muros, cercas e outros lugares. As flores são sempre brancas, mas bem perfumadas, chamando a atenção de todos. A duração da florescência é curta, somente no verão.

Prefere climas subtropicais ou temperado, e gostam de frio quando é inverno. Logo, o melhor lugar do Brasil para planta-las, é no Sul e Sudeste do país. Elas no Norte e Nordeste terão uma certa dificuldade de adaptação pelo calor diário.

Se quiser ter uma em casa, é preciso coloca-la em um local que tenha luz direta do sol por pelo menos 6 horas diárias. Além disso, o local deve ser bem arejado, para evitar a formação de fungos e outros problemas. Quanto mais matéria orgânica no solo, melhor é o seu desenvolvimento.

A rega antes de sua primeira floração deve ser feita todos os dias, mas com moderação. Depois de sua primeira floração, a rega deve passar a ser duas vezes por semana, e somente uma vez no inverno. Lembre-se que a rega deve tentar evitar as flores e folhas, principalmente durante o inverno.

Esperamos que o post tenha te explicado melhor sobre a diferença entre rosas rugosas e rosas multifloras. Não esqueça de deixar seu comentário nos contando o que achou e também deixar suas dúvidas. Faremos o possível para responde-las. Você pode ler mais sobre rosas e outros assuntos de biologia aqui no site!

Veja também

Rosa Canina Fotos, Nome Cientifico e Características

Dos trinta ou mais roseiras silvestres, a rosa canina da família rosaceae, é a mais …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *