Home / Plantas / Cerca Viva Sete Léguas: Como Fazer e Fotos

Cerca Viva Sete Léguas: Como Fazer e Fotos

A flora compreende a parte da natureza que engloba todos os seres vivos vegetais, o que significa que nela temos flores e muitos outros tipos de plantas, como árvores, moitas e até mesmo as algas.

Isso é algo muito interessante, principalmente porque com a flora temos um ar cada vez mais puro e também cada vez mais biodiversidade; porém, a grande verdade é que muitas vezes não conhecemos os seres vivos que estão em nosso planeta, justamente por conta de toda essa diversidade que acaba fazendo com que seja difícil aprender de maneira mais aprofundada sobre os animais.

A planta sete léguas é bem famosa em nosso país, mas vem se tornando ainda mais famosa com o passar do tempo por conta de toda a sua fama com cercas vivas, justamente porque as cercas vivas formadas por essa espécie são extremamente bonitas e também combinam muito com o tipo de decoração que o brasileiro gosta.

Portanto, neste artigo vamos falar um pouco mais sobre a sete léguas. Assim, leia o artigo até o final para saber mais características dessa planta, e a melhor parte, como você pode fazer uma cerca viva dela passo a passo.

A Planta Sete Léguas

A sete léguas é uma planta do tipo arbusto com características de uma trepadeira. Quanto aos seus ramos podemos dizer que eles possuem bastante flexibilidade e também são bem longos, e é por isso que não existem muitas informações sobre as suas medidas.

As flores dessa planta são a atração principal da espécie, justamente porque elas possuem uma coloração muito bonita em tom de rosa e ficam reunidas em pequenos conjuntos, o que dá um impacto maior ainda à aparência da planta, além de deixá-la mais interessante para o processo de montagem de uma cerca viva.

Uma característica interessante dessa espécie é que ela é bem resistente, e justamente por esse motivo ela pode ser cultivada nos mais diversos locais ao longo do país – dos mais frios aos mais quentes – justamente porque elas são bem resistentes.

Por fim, podemos dizer que outra característica interessante dessa planta é que ela é uma planta que se originou na Oceania, o que significa basicamente que seu habitat natural mudou muito ao longo do tempo, mas atualmente ela já está mais acostumada ao clima do Brasil.

Logo, essas são algumas características da sete léguas que com certeza são importantes para você saber.

A Cerca Viva De Sete Léguas

As cercas vivas estão muito presentes em nosso país com a função de ornamentar os muros considerados mais feinhos ou apenas com a função de decorar alguns locais, já que essa planta é excelente para ornamentação.

Assim, é claro que depois de ler sobre as características da sete léguas e também ver algumas fotos, a tendência é justamente que você queira saber um pouco mais sobre o processo de fazer uma cerca viva, já que dessa maneira fica mais interessante aprender sobre elas.

Antes de tudo, é importante você saber que as cercas vivas também exigem cuidados, e é exatamente por isso que devemos aprender mais sobre como elas devem ser feitas para que fique mais simples de se entender como esse processo funciona e também para estar preparado caso algum imprevisto apareça.

Sabendo disso, continue lendo os próximos dois tópicos para entender exatamente como a cerca viva da papa léguas deve ser feita, já que dessa maneira você estará preparado para qualquer imprevisto e ao mesmo tempo saiba exatamente quais são os passos necessários para fazer esse tipo de ornamentação.

Passos Iniciais – Cerca Viva Sete Léguas

Os passos iniciais são os mais importantes para que você consiga fazer sua cerca viva, justamente porque dessa maneira você poderá ter uma planta mais forte e, consequentemente, uma cerca viva ainda mais bonita no final.

Assim, siga nossas dicas para saber como começar a sua cerca viva de papa léguas.

  1. Coloque a sua muda em um solo bastante fértil que tenha bastante contato com o sol, já que essa espécie precisa muito dessas duas características;
  2. Na hora de colocar a muda é importante ter uma cuva de tamanho 2x mais longo do que o torrão, já que assim você poderá colocar areia que será responsável por drenar a água da planta;
  3. Regue por cerca de 10 dias seguidos após o plantio caso não chova (e isso inclui regar no próprio dia que você plantou);
  4. Após esse tempo, as regas podem ser mais distantes umas das outras, para que assim fique mais simples o cuidado e também para que a planta não enxarque;
  5. Não é interessante podar sempre essa espécie, já que dessa maneira a tendência é que suas flores cresçam em menor escala.

Portanto, esses são os passos iniciais para que você tenha um plantio de sete léguas que já se inicia bem forte e com o tempo se desenvolve.

Passos Finais – Cerca Viva Sete Léguas

Depois de ter sua planta já fortalecida é extremamente importante que você saiba como começar a fazer a cerca viva, já que justamente por causa dessa força da planta a tendência é que esse processo fique mais fácil.

  1. A sete léguas precisa de tutoria no começo, por isso ela deve começar a crescer presa a uma cerca desde o começo;
  2. Com o passar do tempo a tendência é que ela vá crescendo rente à cerca;
  3. Plante várias papas léguas próximas, já que dessa forma elas também crescerão próximas e farão com que a sua cerca fique bem cheia de flores e folhas;
  4. Além disso, é importante fazer a manutenção quando achar necessário, para que assim folhas velhas e mais secas não acabem por destruir as partes saudáveis com o passar do tempo;
  5. Por fim, continue crescendo a sua planta até que ela cubra toda a cerca que você queria e, assim, a frequência de poda pode aumentar depois desse período.

Quer aprender ainda mais sobre outras espécies do nosso planeta para que você consiga aprender mais sobre a natureza de modo geral? Leia aqui também: Comportamento da Anêmona, Hábitos e Modo de Vida do Animal

Veja também

Como Usar a Canela Para Emagrecer?

A canela, assim como o cravo, noz-moscada, gengibre, açafrão, pimenta-do-reino, cúrcuma e outros, é considerada …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *