Home / Plantas / Araçá do Campo: Pé, Características, Benefícios e Nome Científico

Araçá do Campo: Pé, Características, Benefícios e Nome Científico

O araçá é uma fruta arredondada conhecida por seu sabor ligeiramente semelhante à goiaba, exceto pelo fato de ser mais ácido e com aroma mas pronunciado.

É nativo da África, mais precisamente da Angola, no entanto se adaptou rapidamente à região Sudeste do Brasil, na qual é encontrado no estado silvestre, com preferência por solos secos e baixas exigências climáticas. O vegetal também é capaz de resistir à geadas.

Há vários tipos de araçá, dentro eles o araçá-de-cora, araçá-vermelho, araçá-do-mato, araçá-pêra, araçá-rosa, araçá-piranga, araçá-de-praia e o araçá do campo (protagonista deste artigo). No entanto, estes são apenas alguns exemplos, pois existem cerca de 150 espécies da fruta.

Dependendo da espécie, há uma considerável variação no quesito altura, pois a mesma varia desde 70 centímetros até 10 metros.

A fruta é muito utilizada no preparo de doces e refrescos, além de doces semelhantes à goiabada. Em algumas espécies, é possível encontrar frutas muito saborosas e gostosas para se comer no pé, enquanto que outras espécies produzem frutas adstringentes ou ácidas demais, das quais só é possível o consumo na forma de doces.

Neste artigo, você conhecerá um pouco mais sobre a fruta, mais especificamente na sua classificação de araçá do campo, também conhecido como goiaba-do-morro.

Então venha conosco e boa leitura.

Araçá do Campo Classificação Taxonômica

A classificação científica para o araçá do campo obedece à seguinte estruturação:

Reino: Plantae;

Divisão: Magnoliophyta;

Classe: Magnoliopsida;

Fruta Araçá do Campo

Ordem: Myrtales;

Família: Myrtaceae;

Gênero: Psidium;

Espécie: Psidium guineense.

Araçá do Campo: Pé, Características

Este vegetal é arbustivo, alcançando uma altura superior a 1,5 metros. É considerado semidecíduo, ou seja, com característica de perda parcial das suas folhas.

O tronco e os ramos apresentam uma casca lisa em tom marrom, no entanto, ramos novos são em tom arroxeado (além de apresentarem características pubescentes e tetragonais).

As folhas são de textura bastante grossa, remetendo um pouco ao couro (daí o  termo “coriáceas”). São discolores e pubescentes na parte inferior, chegando a medir até 10 centímetros de comprimento.

Em relação às flores, estas apresentam uma disposição axilar, são de cor branca e se formam entre os meses de Outubro a Novembro.

Em relação aos frutos, estes são considerados bagas, em formato ovóide. Amadurecem no verão, oferecendo uma suculenta e acidulada polpa.

Araçá do Campo: Hábitat e Distribuição Geográfica

Esta fruta possui ampla distribuição na América Latina. Distribuição esta que abrange países como Venezuela, Peru, Paraguai, Panamá, Bolívia, Argentina, Colômbia, Equador, Costa Rica, El Salvador, Guatemala, Brasil, Nicarágua, as três guianas, Honduras, Belize, México, e até mesmo Madagascar (embora este país esteja localizado na África).

Aqui no Brasil, a distribuição atual da fruta abrange os estados do Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Espírito-Santo, Ceará, Mato Grosso, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul (mais especificamente o Pampa Gaúcho), Santa Catarina e São Paulo.

Em relação ao hábitat, é comum encontrar esse vegetal em cerrados, cerradões, campos e savanas, assim como em planaltos meridionais, cuja altitude seja igual ou superior a 900 metros.

Uma curiosidade é que o araçá do campo, no estado de São Paulo especificamente, está na lista de espécies ameaçadas. Neste estado, é comum encontrar o vegetal nas florestas ombrófilas densas do sudeste.

Embora não seja naturalmente cultivado no cerrado, o araçá do campo ainda é encontrado com considerável frequência nesse bioma.

Araçá do Campo: Benefícios

A fruta possui propriedades calmantes, diuréticas e anti-inflamatórias. É empregado no combate às inflamações gastrointestinais, bucais e urogenitais.

Com o chá (ou infusão) de folhas e brotos é possível controlar e tratar diarreias e hemorragias. O óleo essencial (extraído das folhas) apresenta propriedades antimicrobianas consideráveis. Essas folhas também podem ser empregadas em banhos para aliviar quadros de artrite e reumatismo.

As raízes e cascas podem ser utilizadas em decocções para diarreia.

Em relação à fruta, propriamente dita, esta contém minerais como o Cálcio, o Ferro e o Fósforo. Entre as vitaminas, há a vitamina C, A e B. Outros importantes elementos incluem os antioxidantes (carotenoides e antocianinas), carboidratos e proteínas. A fruta em si também é mucilaginosa e adstringente.

A fruta é indicada para prevenção da osteoporose, assim como para prevenção de outros quadros clínicos, a exemplo da retenção de líquidos, anemia, excesso de ácido úrico, anemia e esgotamento físico.

A presença de vitamina C torna a fruta um excelente aliado na prevenção de gripes e resfriados, característica que também é encontrada nos frutos de natureza cítrica.

Em relação às contraindicações ou efeitos colaterais, até o presente momento, nenhum relato foi encontrado, no entanto, é importante lembrar que o consumo excessivo de algum alimento (qualquer que seja a sua natureza) pode ser prejudicial.

Além das propriedades medicinais, outros benefícios também podem ser extraídos do vegetal, uma vez que a madeira do araçá é muito empregada na confecção de esteios, assim como na confecção de cabos de ferramentas, em razão de ser compacta, elástica e resistente.

Conhecendo Outras Espécies de Araçá

Uma das espécies de araçá que mais se destaca é o araçá-boi (nome científico Eugenia stipitata). Essa fruta é tradicionalmente nativa da Amazônia Peruana, no entanto sua distribuição também abrange o estado brasileiro do Acre. O pé de araçá-boi é conhecido por ser uma árvore pequena (quase que arbustiva) que alcança uma altura estimada em 3 metros de altura. Possui frutos de cor amarelo-canário com dimensões variadas (no entanto, quase sempre grandes). Esses frutos possuem, em média, 400 gramas de polpa, razão pela qual recebe a denominação de araçá-boi.

Outro exemplo inclui o famoso araçá-vermelho (nome científico Psidium cattleyanum), também conhecido pelos nomes araçá de coroa, araçá da praia, araçá do mato, araçá rosa e araçá de comer. É um vegetal de caule tortuoso que atinge até 5 metros de altura. O fruto é ovóide ou achatado, com polpa branca ou vermelha.

Em linhas gerais, é importante saber que existem espécies de araçá consideradas rasteiras, arbustivas, arbóreas e trepadoras. Mesmo com o sabor predominantemente semelhante à goiaba, é possível encontrar frutos de sabor semelhante a outras frutas, tais como a pêra, maracujá, abacaxi,morango e maça.

Agora que você já conhece importantes características sobre o araçá e o araçá do campo (mais especificamente), continue conosco e visite também outros artigos do site.

Até as próximas leituras.

REFERÊNCIAS

BRANCO, A. GreenMe. Araçá: a fruta das propriedades diuréticas e anti-inflamatórias. Disponível em: < https://www.greenme.com.br/usos-beneficios/4770-araca>;

Portal São Francisco. Araçá. Disponível em: < https://www.portalsaofrancisco.com.br/alimentos/araca>;

Wikipédia. Araçá-do-campo. Disponível em: < https://pt.wikipedia.org/wiki/Ara%C3%A7%C3%A1-do-campo>.

Veja também

Qual a Diferença Entre Amendoim Branco e Amendoim Vermelho?

Provavelmente você conhece, já consumiu, ou, no mínimo, ouviu falar sobre o amendoim. Os amendoins …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *