Home / Natureza / Pode Comer Cogumelo Paris Cru?

Pode Comer Cogumelo Paris Cru?

Sim, é possível comer o cogumelo Paris cru, geralmente em saladas dos mais diversos tipos. Essa é uma iguaria extremamente original. É um tipo de cogumelo comestível, membro da família Agaricácea, com nome científico “Agaricus bisporus”.

Uma das principais vantagens do cogumelo Paris é o de poder apreciá-lo em diversas apresentações. Em estrogonofes, por exemplo, eles são incomparáveis! Em uma receita japonesa eles também comportam-se muito bem. Mas se quiser rechear carnes, preparar sopas, cozinhá-los no vapor ou acrescentá-los a diversos tipos de molhos e cremes, da mesma forma você estará obtendo sabor e originalidade.

Isso sem contar o fato de ser este um alimento altamente nutritivo, com boas quantidades de cálcio, ferro, vitamina C, zinco, proteínas, aminoácidos, cobre, selênio, entre inúmeras outras substâncias que têm feito com que diversos países, que costumavam olhá-lo com certo desdém, passassem a adotar o fungo nas suas dietas.

O cogumelos de Paris, além de poder ser comido cru, também é fácil de preparar, não precisa ser lavado e pode ser conservado por até 10 dias em embalagens de isopor cobertas com papel filme.

Eles apresentam-se como pequenos botões arredondados, esbranquiçados, com uma textura macia (de veludo), um sabor forte, marcante (que lembra muito o amadeirado ou o terroso) e prontos para ser comidos crus.

Nesse último caso, a sua qualidade de assemelhar-se a uma esponja permite que eles absorvam bem os mais diversos tipos de molhos.

Por isso o que se diz é que um “ragu de cogumelo de Paris” é um verdadeiro deleite! Já um risotto, quando preparado da forma mais tradicional possível, é simplesmente indescritível! E o “Escondidinho de Cogumelo?” Para os que apreciam a iguaria, não há nada com que se possa comparar em sabor e extravagância!

Além de Poder ser Comido Cru, o Cogumelo de Paris é um dos mais Versáteis

Para a maioria dos admiradores do cogumelo de Paris, o seu grande trunfo é a capacidade de absorver qualquer tipo de molho. Mas, para a Associação Americana de Produtores de Cogumelos, os seus trunfos são outros!

Isso porque o fungo é uma fonte incomparável de cobre, selênio, potássio e de vitaminas do complexo B como poucos alimentos na natureza!

Na culinária oriental (e francesa, obviamente) os cogumelos de Paris (ou “Champignon”) possuem um status de quase “celebridades”, muito por causa do apreço que esses países têm pelo aproveitamento de tudo o que puder ser aproveitado para evitar o desperdício.

Cogumelo Paris Características

Mas cá por essas bandas eles também já começam a fazer os seus prosélitos! Como no Brasil e nos Estados Unidos, por exemplo, onde os 7 tipos mais comuns de cogumelos comestíveis (inclusive os que se podem comer cru) já fazem parte da rotina de quem tem um pouco mais de dinheiro para gastar.

Isso porque a iguaria não é nada barata! O preço médio dos mais populares tipos de cogumelos conhecidos não é nem um pouco popular. Eles giram em torno de R$ 16,00 para o Paris, e de R$ 20 a R$ 24,00 para os outros (shitake, shimeji e portobelo).

Mas, não opinião de alguns clientes fiéis ao produto, o alto preço compensa. Já que a diversidade de opções de preparos, a quantidade das substâncias citadas, altas doses de riboflavinas, vitamina D (substância quase rara), aminoácidos, entre outros nutrientes, tornam o cogumelo um dos alimentos mais nutritivos da natureza.

E por isso mesmo temos aqui um grupo de substâncias que acabaram tornando o cogumelo uma das “estrelas” das mais variadas correntes da medicina alternativa, que o apontam como capaz de realizar verdadeiros “milagres” na saúde de um indivíduo.

Uma Iguaria Bastante Original

E como se não bastassem tamanhos predicados, o cogumelo Paris – comido cru ou no vapor – ainda pode contribuir para uma sensível redução de peso.

Isso porque o fungo não contém mais do que 34 calorias por 100g, além das suas altas taxas de fibras, que criam uma oportuna sensação de saciedade e ainda ajudam a regularizar o trânsito intestinal.

Aliás, ainda sobre esse potencial redutor de peso dos cogumelos, a dica é servi-los sempre antes das refeições ou como espécies de aperitivos. Pois o que se diz é que dificilmente alguém ainda terá apetite suficiente para empanturrar-se depois de uma bela salada preparada à base de cogumelos frescos de Paris.

E quando se leva em consideração a sua quantidade de fibras, carboidratos e de vitaminas, aí é que o alimento torna-se quase completo! E além de tudo saboroso, fácil de preparar e de conservar, entre outras qualidades que fizeram com que os ocidentais descobrissem algo que os orientais há muito já descobriram.

Outra dica é a de utilizar, sempre que puder, os cogumelos Paris frescos. Assim eles são mais versáteis, vão bem em qualquer tipo de preparo; e aqueles que não estão ainda tão acostumados com a iguaria não serão surpreendidos pelo sabor forte e encorpado de algumas variedades beneficiadas industrialmente.

Um outro cuidado que você também deverá ter é com a higienização dos cogumelos de Pris. Em hipótese alguma eles deverão ser lavados, pelo simples fatos de que os cogumelos possuem uma textura semelhante à das esponjas; e certamente irão absorver água suficiente para comprometer qualquer tipo de receita.

Logo, uma esponja e água corrente será suficiente para retirar resíduos superficiais.

Cogumelos Paris Desidratados

Uma outra forma de comer o cogumelo Paris cru é apostando num hábito bastante comum em outros países, mas que no Brasil ainda não adquiriu tanta popularidade.

Estamos falando do cogumelo desidratado em pó (ou “liofilizado”). Uma variedade do fungo que pode ser encontrada em supermercados especializados ou em lojas de produtos naturais.

A grande vantagem desse tipo vem justamente do fato de que toda a água é retirada, e dessa forma os nutrientes tornam-se mais concentrados, o que faz com que você acabe ingerindo mais vitaminas com poucas gramas de cogumelos durante as refeições.

Mas você também poderá obter os cogumelos desidratados de forma caseira. Para isso, você terá que distribuí-los moderadamente em um forno com temperatura baixa e deixar secar por alguns minutos.

O resultado será obtido na forma de um saboroso cogumelo seco, com todos os seus nutrientes preservados. E ainda com um sabor bem mais encorpado, fácil de guardar, conservar, entre outras vantagens de aderir à originalidade e singularidade que esse tipo de produto é capaz de conferir ao dia a dia.

Esse artigo foi útil? Tem algo que queira acrescentar? Faça isso na forma de um comentário E aguarde as nossas próximas publicações.

Veja também

Mangostão, Benefícios e Malefícios Da Fruta

A fruta Mangostão já mencionada nos posts deste site, é proveniente de uma planta exótica …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *