Home / Animais / Tudo Sobre A Raça Pastor Alemão: Características E Fotos

Tudo Sobre A Raça Pastor Alemão: Características E Fotos

Nesse singular universo dos canídeos, os pastores alemães figuram como uma das raças mais elegantes, inteligentes e destemidas.

Na verdade eles são quase como celebridades dentro dessa comunidade; astros e protagonistas das mais diversas produções artísticas em todas as épocas da sua existência e em praticamente todos os continentes.

E tudo o que se sabe sobre essa raça de Pastores-alemães – com todas as suas características e particularidades tão bem caracterizadas nessas fotos e imagens –, é que já no séc. XII, na Alemanha, uma raça com esse perfil era bastante apreciada como guardadora de rebanhos e para a proteção individual dos seus donos.

Mas os registros considerados fidedignos dão conta de que foi somente no fim do séc. XIX que teria surgido a primeira raça com essas características de forma mais evidente, obtida a partir de inúmeros cruzamentos com o objetivo de produzir um cão forte, ágil, inteligente e que se prestasse bem para o exigente serviço de pastoreio de rebanhos.

O problema é que, com o passar do tempo, essa função foi se tornando cada vez menos necessária, pois na Alemanha a industrialização também corria a passos largos.

Por isso esses cães pastores tiveram que adaptar-se a outras funções; em especial a de cães policiais – uma função que eles executariam a contento, e por meio da qual acabariam tornando-se verdadeiras “celebridades” dentro dessa comunidade dos canídeos.

Tudo Sobre as Origens Dessa Raça Pastor-Alemão

Como dissemos, a história dessa raça começa em meados do séc. XIX. Acredita-se que ela tenha sido o resultado de uma série de cruzamentos entre cães de pastoreio, que por sua vez foram o resultado do cruzamento entre cães e lobos; o que resultou na produção de uma raça robusta, altamente resistente, forte, ágil, inteligente, trabalhadora e caçadora nata.

Não demorou para que esses cães se tornassem parceiros inseparáveis dos agricultores e criadores de rebanhos em algumas regiões alemãs, como Wurttemberg, Suábia, Turíngia, entre outras.

Até que, no final do séc. XIX, a exibição de um desses cães pastores chamasse a atenção do capitão alemão Max von Stephanitz, que se disse admirado com as características físicas do animal; um misto de lobo e de cão; com uma desenvoltura dificilmente observada em outras raças, além de possuir uma inteligência que impressionava.

Após observar atentamente a sua apresentação em um concurso de cães – no qual deveria demonstrar as suas habilidades como condutor de rebanhos – , o capitão não pensou duas vezes, e logo decidiu-se por comprar o animal com o objetivo de realizar um minucioso processo de cruzamentos.

E o curioso foi que o seu objetivo inicial em nada tinha a ver com a produção de uma raça esteticamente apresentável. Longe disso!

O que o capitão queria mesmo era desenvolver, ainda mais, as suas qualidades de inteligência, firmeza, postura, resistência física, equilíbrio mental, agilidade, entre outras qualidades não menos nobres; mas agora não com vistas a produzir um verdadeiro cão de guarda.

Pastor Alemão Latindo
Pastor Alemão Latindo

Na verdade o objetivo era mais arrojado; era o de produzir um cão policial; um futuro componente do exército alemão; que executasse bem as funções de proteção, investigação, guarda, entre outras ações que até hoje poucas raças de cães são capazes de executar com a mesma competência desses pastores alemães.

O Começo Da Sua Trajetória

E ao que tudo indica, o capitão realmente conseguiu atingir o seu objetivo com esses cruzamentos a partir do exemplar de um Pastor-alemão.

Como podemos observar nessas fotos, eles acabaram adquirindo as características típicas de verdadeiros cães policiais. E no ano de 1908 foram finalmente reconhecidos pela American Kennel Club (AKC), que listou uma série de características que definiam bem a raça de cães pastores considerada pura.

Mais tarde, foi a vez da German Shepherd Club of América, nos Estados Unidos, também reconhecer e passar a executar uma excelente campanha de marketing com esses animais; o que configurou-se como uma das ferramentas responsáveis por fazer com que a raça adquirisse o seu atual status, como uma das mais populares (se não a mais) raças de cães do mundo.

German Shepherd Club of América
German Shepherd Club of América

E tudo o mais que se sabe sobre essas origens da raça Pastor Alemão é que elas ainda são repletas de polêmicas e controvérsias. Como a que teria surgido ainda no final do séc. XIX, quando um grupo de criadores da entidade Phylax Society, na Alemanha, decidiu que deveria, enfim, determinar uma padronização para a raça.

Tal iniciativa foi motivada pelo fato de que, a partir do final do séc. XIX, inúmeros criadores passaram a realizar diversos tipos de cruzamentos de Pastores-alemães, que geralmente resultavam na produção de raças completamente diferentes com relação às suas funcionalidades e aspectos físicos.

Elas só guardavam em comum os seus aspectos genéticos; algo que desagradava sobremaneira a outros criadores, que resolveram então fundar a entidade com o objetivo de criar um padrão morfológico (ou físico) que, segundo eles, determinaria, definitivamente, a pureza da raça de cães pastores.

No entanto, por motivos de discordância sobre esse procedimento (de padronizar a raça apenas pelos seus aspectos físicos, e não funcionais), a entidade acabou sendo desfeita; e coube ao capitão Max von Stephanitz, a partir da raça que adquiriu, fundar o seu próprio clube do pastor alemão no ano de 1899, e, dessa forma, registrar o primeiro pastor alemão oficial da história.

E ele realizou esse feito inclusive com direito a um teste para a determinação do seu grau de pureza (o “Schutzhund”); que ao final acabou transformando-se em um dos principais treinamentos para cães de guarda e policial em todo o mundo; como uma das principais curiosidades acerca das origens dessa não menos curiosa raça de cães oriunda da Alemanha.

Schutzhund - Pastor Alemão
Schutzhund – Pastor Alemão

O Destino Polêmico E Controverso Dos Pastores-Alemães

Sim, polêmicas é o que não faltam na história dessa raça alemã. Basta saber que após a famigerada 1º Guerra Mundial esses animais passaram a sofrer uma série de perseguições pelo simples fato de possuírem nos seus nomes a marca da Alemanha; o que acabou, inclusive, fazendo com que a própria American Kennel Club decidisse por modificar o nome da raça para “Cães pastores”, a fim de não mais lembrar as origens indesejadas.

Foram necessários quase 15 anos de desprestígio, até que a entidade voltasse a denominá-los como “Pastores-alemães”.

Porém o curioso é que essa enxurrada de polêmicas e controvérsias acabaram transformando-se nas principais ferramentas de marketing utilizadas por esses animais ao longo do tempo.

Com a ajuda delas, os Pastores-alemães não pararam de participar de programas, campanhas de publicidades, concursos, eventos; e até mesmo protagonizaram o seu próprio seriado, Rin Tin Tin, de 1954; como outra das inúmeras e incontáveis curiosidades descobertas acerca das origens dessa curiosa raça de cães.

Rin Tin Tin
Rin Tin Tin

Ao que tudo indica, por mais irônico que isso possa parecer, a 1ª guerra acabou servindo como um excelente veículo de propaganda para esses animais.

Durante o evento eles acabaram caindo nas graças de alguns componentes dos demais exércitos, que não perderam tempo em recolher alguns exemplares e levá-los para os seus respectivos países.

A partir daí, todos já conhecem a história! Os Pastores-alemães espalharam-se pelos quatro cantos do mundo. Tornaram-se a raça preferida da polícia de praticamente todos os países. Passaram a estrelar diversas produções cinematográfica e televisivas em várias partes do planeta.

Além de assumirem o posto de auxiliares da Cruz Vermelha, tornarem-se parceiros inseparáveis dos corpos de bombeiros de vários países; até desembarcarem no Brasil por volta dos anos 20, com o mesmo status de cães policiais e de guarda, famosos pela sua inteligência acima da média, entre outras características não menos marcantes e consideradas únicas.

Principais Características Dos Pastores-Alemães

O Pastor-alemão é uma raça de grande porte. Sua altura (considerada padrão) fica entre 60 e 65cm (na cernelha) e o seu peso oscila entre 30 e 40kg (para os machos).

Já as fêmeas são mais modestas e geralmente pesam entre 22 e 32 kg, para uma altura entre 55 e 60 cm (na cernelha).

Com relação à pelagem, essa raça não apresenta muita versatilidade. Mas é possível encontrar exemplares em um rústico amarelo-avermelhado; enquanto outros mesclam o preto com o castanho. Mas você também poderá adquirir uma cão pastor puro com uma coloração totalmente preta.

Anatomia do Pastor Alemão
Anatomia do Pastor Alemão

Porém, curiosidade mesmo foi a criação de uma raça de Pastores-alemães completamente branca, como o resultado de inusitados cruzamentos realizados por criadores suíços, que presentearam os amantes da raça com um originalíssimo “Pastor-branco-suíço”. Uma verdadeira singularidade!, que demonstra bem a que ponto podem chegar os diversos processos de cruzamentos que são executados no seio dessa comunidade dos caninos.

Só que mais recentemente, talvez inspirados no êxito obtido pelos criadores suíços, um grupo de criadores canadenses e americanos resolveram que também deveriam inovar; e o resultado dessa inovação foi a criação do “Pastor-canadense”; uma raça separada dos originais cães pastores e descrita como uma sub-raça reconhecida apenas na América do Norte.

Tudo Sobre O Temperamento Da Raça Pastor-Alemão

Os pastores alemães são verdadeiras “máquinas” e montanhas de músculos e de pelos, vigorosos e robustos, com pernas alinhadas, coxas poderosas, jarretes bem construídos, orelhas levantadas e pontiagudas, entre outras características típicas de uma animal elegante por natureza.

Quanto ao seu temperamento, não podemos fugir talvez da principal característica dos cães pastores: a inteligência. Essa é uma marca inquestionável nessa raça, e que a torna uma das mais facilmente adaptáveis a todo o tipo de adestramento, em especial aqueles realizados para a caça e investigação policial.

Mas, sem dúvida, quando o assunto é destemor e valentia, os Pastores-alemães não deixam nada a desejar aos mais terríveis representantes dessa família Canidae. E o curioso nesses cães é que a sua coragem e valentia são equilibradas por uma calma e docilidade de fazer inveja aos mais singelos representantes dessa comunidade.

Equilíbrio é o seu nome! São animais com todas as características de companheiros! Eles sabem a hora certa de atacar, sabem exatamente quem são seus inimigos, não são afeitos a demonstrações de apreço por estranhos; mas se forem corretamente adestrados podem conviver normalmente com visitas e em um ambiente mais agitado.

E caso algum desavisado ache que poderá corromper um Pastor-alemão com agrados e presentinhos, estão completamente enganados! Pois, além de todas essas características que podemos observar nessas fotos e imagens, os cães pastores ainda são famosos pelo equilíbrio e rigidez mental desenvolvidos após inúmeros processos de cruzamentos.

Uma Personalidade Das Mais Equilibradas

De tudo o que destrinchamos até aqui sobre a personalidade da raça Pastor-alemão, podemos resumir as suas principais características em: equilíbrio, porte esbelto, lealdade, segurança, inteligência e coragem. Como se vê, um animal quase perfeito, especialmente para os amantes da raça.

Um Pastor-alemão convive bem com crianças, tolera (com certas ressalvas) a presença de outros cães; no entanto, possuem algumas reservas com estranhos  –  será preciso adestrá-lo (ou ao menos socializá-lo), a fim de que isso não se torne um transtorno.

Um cão pastor não recua diante de uma ameaça! E nem pense que uma arma de fogo ou outro material contundente irá intimidá-los! Quem quer que pretenda invadir o espaço desse animal deverá estar pronto para combater com um policial de verdade !  – e, para muitos, o melhor cão de guarda que existe.

Também conhecido como “capa-preta”, o Pastor-alemão chama a atenção pelo seu instinto de proteção.

Os inúmeros processos de cruzamentos pelos quais eles foram submetidos resultaram numa raça com um especial apreço por proteger os seus familiares, principalmente o membro da família escolhido como o seu preferido; o qual ele irá acompanhar em qualquer situação do dia com energia, confiança e bastante disposição.

E como dissemos, os Pastores-alemães convivem muito bem com crianças. Mas talvez seja necessário um pouco mais de atenção com relação aos menores, pois o grande porte desses cães pode tornar-se problemático, especialmente quando não são monitorados.

Outra característica bastante apreciada pelos criadores de cães pastores é o fato de eles serem dos mais silenciosos entre as raças de cães conhecidas. O que já é uma qualidade e tanto! Pois latidos insuportáveis estão entre as principais causas de abandono de cães em praticamente todas as partes do mundo.

Porém, há um problema! Cães pastores, especialmente durante a sua fase de crescimento, podem tornar-se destrutivos. Não haverá perna de mesa, base de sofá, uma bela orquídea cultivada, entre outros objetos da casa que eles não transformem em uma boa refeição.

Por isso, mais uma vez, a recomendação é que esses cães sejam adestrados logo a partir dos primeiros meses de vida. Na verdade o adestramento e treinamentos devem fazer parte essencial da rotina desses animais, sob pena de acabar transformando-os em cães bastante arredios, agitados e com extrema dificuldade de atender a comandos.

Os Cuidados Com a Sua Saúde

De um modo geral, podemos dizer que os Pastores-alemães são bastante fortes e resistentes. Mas, como qualquer ser vivo, eles também estão sujeitos a algumas afecções, especialmente quando a idade já começa a pesar sobre os seus ombros.

Os problemas de quadril, por exemplo, são alguns deles. E a displasia coxofemoral é um dos mais comuns. E as suas causas costumam estar relacionadas com o avançar da idade, especialmente em um cão que é o resultado de inúmeros (e irresponsáveis) processos de cruzamentos ao longo de sua história.

Outro problema bastante comum em cães pastores são os distúrbios de cotovelos; mais especificamente a “displasia de cotovelo”, que também é uma das heranças genéticas que eles receberam como um presente dos inúmeros cruzamentos e manipulações genéticas pelos quais passaram.

E tudo o mais que se sabe sobre a saúde dos pastores alemães é que alguns cães costumam apresentar distúrbios do coração a partir de determinada idade. E esse é um mal bastante comum em cães de grande porte, como os cães pastores – e, mais uma vez, ao que tudo indica, fatores genéticos ligados à série de cruzamentos que lhes deram origem é que estão por trás desse tipo de acometimento nos Pastores-alemães.

Por isso mesmo, não custa insistir aqui na necessidade de adotar um bom programa de exercícios e treinamentos a fim de garantir o pleno desenvolvimento do seu cão.

Entre 14 e 17 horas de caminhadas semanais serão necessárias. Mas também exercícios de força, agilidade, inteligência, coordenação, entre outras formas de ao menos diminuir a incidência desses tipos de distúrbios com o avançar da idade.

Algumas Curiosidades Acerca Dos Cães Pastores

Sem dúvida, a principal curiosidade acerca dos cães pastores diz respeito ao fato de eles terem sido os cães escolhidos para combater nas duas guerras mundiais.

Sim, eles também combateram! Voluntária ou involuntariamente eles estiveram lá, oferecendo a sua coragem e inteligência para os mais diversos fins.

Se precisassem entregar mantimentos, remédios e demais suprimentos necessários em pleno front, não havia problemas, eles sempre estariam prontos e dedicados, como soldados dispostos a darem as suas vidas mesmo sem saber exatamente do que se tratava.

E o que se diz é que essas participações dos cães pastores nesses eventos fizeram deles os principais símbolos de cães de guarda dentro dessa comunidade dos canídeos; e ainda espécies de celebridades, apreciados por quem quer que desejasse ter em casa um típico cão policial.

Mas as curiosidades sobre esses cães pastores não se resumem a isso – e nem mesmo às características que podemos observar nessas fotos.

Eles possuem várias! Como, por exemplo, o hábito de eleger um único membro da família (independentemente de quem seja) como o seu “protegido”; o qual irá acompanhar em qualquer situação ao longo do dia e ao qual irá devotar toda a sua atenção, como “cães de um único tutor”, como eles geralmente são conhecidos.

E a sua presença será percebida pelo seu cão pastor a quilômetros de distância! E nem pense que irá ausentar-se por anos e simplesmente aparecer como se nada houvesse acontecido (ou sem ser reconhecido).

Nada disso!

Prepare-se para uma recepção calorosa! Eles irão reconhecê-lo independentemente do tempo transcorrido! Como uma das características mais singulares que podem ser observadas na personalidade desse animal.

Principais Cuidados

Como já explicamos, os Pastores-alemães não estão entre aquelas raças mais exigentes com relação a cuidados.

Mesmo assim, será necessário atentar para alguns detalhes acerca da criação desses animais. Como, por exemplo:

1.Adestramento

O adestramento é, seguramente, uma das ferramentas essenciais para a criação de um cão pastor nas melhores condições possíveis.

Na verdade não é possível criar uma animal como esse sem recorrer a esse tipo de investimento.

Isso porque é ele que, entre outras coisas, apresentará o filhote a diversos estímulos externos, além de uma série de eventos que precisarão fazer parte da sua rotina, a fim de que possa desenvolver-se verdadeiramente forte e saudável.

Por meio do chamado “reforço positivo”, você irá ensiná-lo (e ele certamente aprenderá) a sentar, parar, andar ao seu lado, aproximar-se, afastar-se, realizar as suas necessidades fisiológicas no local adequado, entre outras ações que aprenderão com extrema facilidade – desde que, obviamente, estimulados ainda filhotes.

2.Caminhadas e Entretenimento

Passeando Com o Pastor Alemão
Passeando Com o Pastor Alemão

Tudo o que falamos até aqui sobre os cuidados com essa raça de Pastores-alemães nos revelam a personalidade de um cão exigente quando o assunto são exercícios físicos.

Isso porque os cães pastores, como se sabe, foram produzidos justamente para serem animais ativos, trabalhadores, eficientes e dispostos; por isso o que eles gostam mesmo é de correr, pular, saltar e de serem úteis de alguma forma ao longo do dia.

Portanto, quem quer que deseje ter um desses animais em casa deverá atentar para a necessidade de dispensar a eles pelo menos 14, 15 ou 16 horas semanais de exercícios.

Mas, atenção! Apesar de indispensáveis, os exercícios (especialmente para cães de grande porte) devem ser adequados às suas condições físicas.

Cães com idade avançada, por exemplo, não devem ultrapassar os 30 minutos diários de caminhadas. Além disso, algumas afecções bastante comuns nesses animais, como a luxação de patela, displasia coxofemural, sobrepeso, entre outros transtornos, exigirão a prática de exercícios mais especializados.

A natação e hidroesteira são ferramentas bastante recomendadas nesse caso, já que evitam impactos bruscos e exigem menos dos músculos e das articulações do animal.

3.Banhos e Limpeza Geral

Os Pastores-alemães são animais de grande porte que caracterizam-se por possuírem uma densa pelagem.

Por isso, recomenda-se um banho mensal (ou quando se fizer necessário). Além de escovações realizadas a cada 3 ou 4 dias, a fim de conter o acúmulo de pelos que vão se soltando (algo bastante comum em animais peludos), e ainda garantir que ela mantenha-se com brilho e um aspecto saudável.

4.Unhas, Orelhas, Dentes…

Os Pastores-alemães, para o bem da manutenção das suas saúdes, deverão ter dentes, orelhas e unhas constantemente verificados.

As orelhas (ou o ouvido), por exemplo, podem tornar-se um verdadeiro “parque de diversões” para os mais diversos tipos de fungos e demais micro-organismos patológicos.

Portanto, o ideal é a utilização (1 vez por semana) de um produto específico para a limpeza do canal auditivo dos cães.

E basta apenas pingar uma gota em cada ouvido, deixar agir por não mais do que 10 minutos e utilizar uma gaze ou algodão para limpar toda a região do ouvido que possa ser enxergada.

Limpando os Dentes
Limpando os Dentes

Já com relação aos dentes, o importante é começar desde filhotes a acostumá-los com as suas manipulações, pois certamente essa será uma missão quase impossível de ser executada caso inicie a prática em um animal já na fase adulta!

Para a sua higienização, será necessário recorrer a produtos e materiais de lojas de petshop. Lá você poderá adquirir escovas e cremes dentais específicos para cachorros – eles não machucam e não possuem substâncias químicas prejudiciais à sua saúde.

Pelo menos uma vez por semana realize uma escovação (assim como fazem os humanos) de forma completa.

E não precisa enxaguar. O produto irá agir de forma adequada e sem o risco de danos à saúde do animal.

Cães Pastores: Mitos E Verdades

Não é de se estranhar que uma raça envolta em tantas polêmicas e controvérsias também seja cercada por uma série de crenças, mitos e invencionices relacionadas com a sua personalidade, agressividade e inteligência.

E dentre os principais mitos e verdades que fazem parte do universo desses Pastores-alemães, podemos destacar:

1.Pastores-Alemães Adultos São Uma Ameaça Às Crianças

Nada mais longe da verdade! Os cães pastores adultos, especialmente a partir dos 2 anos de idade, são considerados os melhores amigos das crianças, especialmente pelo fato de essa ser uma raça protetora e inteligente por natureza.

Esse mito de que os cães pastores seriam um perigo e uma ameaça às crianças até faz com que muitos acreditem que os filhotes são a melhor escolha para o convívio com os pequenos.

Ledo engano!

Na verdade o efeito pode ser justamente o contrário, já que os filhotes dificilmente conseguem entender limites e tendem a arranhar, morder e rasgar sem o menor controle.

Um filhote de Pastor-alemão, apesar da discrição que caracteriza essa raça, poderá ser um tormento à noite; especialmente em residências com pouco espaço, onde crianças, bebês e cães precisam conviver durante um dia inteiro, cada um com as suas manias e hábitos típicos das suas idades.

Por isso mesmo, na dúvida sobre a escolha de um filhote ou um cão pastor adulto, a dica é atentar para o seu perfil de vida, as características da família, entre outras particularidades que irão interferir enormemente na convivência com esses animais.

2.Eles Só Podem Ser Adquiridos Enquanto Filhotes

Isso irá depender muito do que você espera deles. Se quiser conhecer logo de cara a sua personalidade, sem esperar que cresçam e se mostrem como são, o ideal é adotar um cão adulto, por volta de 1 ou 2 anos de idade.

Isso porque, além de não ter que passar por todos aqueles transtornos que um filhote traz junto consigo, ainda será possível adquirir um animal já adestrado, com uma boa saúde e com todas as condições já vindas de “fábrica”.

Os Pastores-alemães são tão inteligentes e bem estruturados psicologicamente, que é possível fazer com que eles tornem-se membros da casa mesmo quando já adultos.

Mas se a sua intenção for aproveitar essa fase de filhotes, com toda a beleza e dificuldades que ela apresenta, aí então ficará por sua própria conta criá-los dentro de alguns critérios específicos recomendados para a criação de cães pastores.

3.Os Machos São Mais Arredios Que as Fêmeas

Casal de Pastor Alemão
Casal de Pastor Alemão

Esse é outro mito. A ideia de que as fêmeas são mais fáceis de lidar é completamente falsa.

Acredite, você poderá adquirir machos e fêmeas com características totalmente opostas – machos que são dominantes, fêmeas com um comportamento passivo, e vice-versa.

Portanto, mais uma vez, a dica é lançar mão de um bom trabalho de adestramento desde as primeiras semanas de nascimento do seu filhote. Pois é somente assim que você poderá dominar os seus impulsos e instintos, que certamente tornar-se-ão incontroláveis na fase adulta.

E lembre-se que tal prática independe do gênero, do tipo de canil onde ele foi adquirido, da região de nascimento, ou de qualquer outro evento externo relacionado com as origens desses cães.

4.Há Diferenças Entre Cães Domésticos E Cães De Resgate?

Dentre as principais características dessa raça de Pastores-alemães – que infelizmente não podemos observar por meio dessas fotos e imagens – , está o fato de que eles podem ser criados desde filhotes para executarem funções exclusivas de policiamento e resgate.

Logo, dificilmente um cão que durante uma vida inteira foi submetido a esse tipo de treinamento irá adaptar-se a um simples convívio familiar, sem a carga de estresse e as exigências que uma heroica vida de salvamentos e investigações arriscadíssimas sempre exigiu deles.

É preciso entender que esses animais são submetidos a isolamentos, recebem uma alimentação específica, passam por sessões de treinamentos e adestramentos para um determinado condicionamento, entre outras atividades que os tornam cães especiais e em nada semelhantes a simples cãezinho de estimação.

5.O Que É Um Pastor-Alemão Puro?

Pastor-Alemão Puro
Pastor-Alemão Puro

Apesar da preocupação que sempre houve em manter um padrão para essa raça, a maioria dos criadores garante que não é possível ser tão preciso assim ao determiná-la; e que o mais acertado é que se avalie os seus aspectos físicos e psicológicos na hora da aquisição.

Durante os inúmeros processos de cruzamentos pelos quais os Pastores-alemães foram submetidos, o seu padrão típico foi sofrendo diversas atualizações; por isso mesmo é comum que, mesmo na falta de algumas características exigidas pela American Kennel Club, um animal possa ser comercializado como um “cão pastor autêntico”, sem qualquer risco ou ameaça de ordem legal.

6.O Que Ainda Há De Lobo Nesses Animais?

Tudo o que dissemos até aqui sobre as origens dessa raça de Pastores-alemães revela-nos as suas ligações viscerais com antigas raças de lobos originários da Alemanha, a partir dos quais uma série de cruzamentos foram sendo realizados, a fim de que se obtivesse uma raça que pudesse trazer algumas das características mais apreciadas naqueles animais.

No entanto, esses mesmos processos de cruzamentos foram responsáveis por eliminar quase que completamente qualquer vestígio dessa comunidade dos lobos selvagens (até mesmo de ordem genética). E essa foi uma resposta dada pelo próprio criador da raça, Max von Sthepanitz, quando interrogado sobre as suas semelhanças.

Não, Pastores-alemães não são lobos! Os diversos cruzamentos foram suficientes para criar uma raça à parte! O objetivo sempre foi o de produzir um excelente cão doméstico e de guarda, que também apresentasse as características de um cão de pastoreio, e, mais tarde, as de um cão policial.

Como Criar Os Filhotes De Pastores-Alemães?

Um filhote de Pastor-alemão pode sair a um valor entre R$1.500,00 e R$2.000,00. Um investimento bastante considerável (para a realidade brasileira), e que por isso exige um cuidado todo especial quando o assunto são as vacinas, alimentação e atividades físicas.

Quanto às vacinações, por exemplo, um bom veterinário é o profissional indicado para prescrevê-las de forma adequada.

Mas, de um modo geral, sabemos que a partir do 2º mês de vida, sempre de 30 em 30 dias, e até o 5º mês de vida do animal, ele deverá receber as famosas V8 e V10, a fim de que seja devidamente protegido das principais moléstias infectocontagiosas que acometem essa raça nos seus primeiros meses de vida.

Já a vermifugação costuma ser realizada bem antes disso. A partir do 15º dia de vida (sem ultrapassar os 20 dias de nascido) ele deverá receber a primeira dose prescrita pelo veterinário; dose essa que deverá ser repetida cerca de 2 semanas depois, a fim de garantir que o animal possa desenvolver-se adequadamente.

Mas um cão pastor também deverá ser submetido a uma vacina contra a raiva. E ela deverá ser aplicada entre 4 e 6 meses de vida, e com uma dose anual durante toda a vida do animal.

E a sua importância está no fato de que a raiva pode tornar-se letal se a dose da vacina não for aplicada de acordo com o que for preconizado pelo médico veterinário.

Uma Raça Fácil De Cuidar Mas Que Exige Atenção

Os Pastores-alemães não estão entre aquelas raças consideradas difíceis de serem cuidadas. E isso vale também para os filhotes.

Desde que observados os cuidados com vacinas, vermifugações e atividades físicas, eles crescerão fortes, saudáveis e com todas as características que são tão apreciadas nessa raça.

Outra coisa importante a saber sobre filhotes de cães pastores, é que eles, desde cedo, precisam de uma boa rotina de passeios ao ar livre.

O ideal é que eles comecem a fazer investidas em ambiente externo logo após a última dose da vacinação, pois é quando adquirem anticorpos suficientes para que possam entrar em contato com toda a sorte de fungos, bactérias e demais micro-organismos patológicos.

A partir daí, ao menos 1 hora diária será necessária; isso porque os Pastores-alemães foram criados para atingir o máximo da disposição exigida para um cão de pastoreio, policial e de guarda; o que irá exigir de você uma preocupação a mais com atividades físicas e com sessões de adestramento.

Pastor Alemão Fotografado Correndo
Pastor Alemão Fotografado Correndo

 

Os filhotes de cães pastores também deverão ser tratados contra possíveis manifestações de pulgas e carrapatos. E para isso existem no mercado diversos produtos especialmente fabricados para a eliminação desses parasitas em filhotes; e que ainda contribuem para a manutenção de uma pelagem bela e com aparência saudável.

Já com relação à alimentação, os cuidados não são menos importantes. É preciso saber, por exemplo, que até os 60 dias de vida a ração (própria para filhotes) deverá ser oferecida entre 4 e 6 porções diárias de 70 a 120g.

A partir dessa idade, até os 180 dias, essas porções já poderão ser aumentadas para algo entre 60 e 100 gramas, 3 vezes ao dia.

E quando finalmente tornam-se adultos, essa dosagem geralmente cai para não mais do que 2 porções diárias; e sempre em uma quantidade que varie entre 250 e 450 gramas.

Lembrando sempre que essa não é uma regra. Somente um veterinário será capaz de determinar o quanto de ração o seu Pastor-alemão poderá consumir por dia. Isso porque essa dosagem também dependerá muito do seu nível de atividades físicas diárias e de outras características físicas e biológicas do animal.

As Características Da Alimentação

Pastor Alemão se Alimentando
Pastor Alemão se Alimentando

Aqui o importante é atentar para o fato de que um Pastor-alemão deverá, necessariamente, alimentar-se com uma ração (ou comida natural) específica para essa raça. E não precisa nem lembrar que restos de comida (e demais iguarias consumidas por humanos) podem ser praticamente fatais para o seu cão em um brevíssimo espaço de tempo.

Saiba, também, que os cães pastores estão entre as raças que desenvolvem-se com maior velocidade. Chega a ser impressionante o nível de desenvolvimento desses animais entre 3 e 6 meses; o que faz com que uma nutrição adequada seja indispensável ao longo desse período.

Prepare-se para oferecer a ele uma nutrição rica em cálcio, pois é o que irá contribuir para retardar (ou mesmo impedir) transtornos como a displasia coxofemoral, que é uma das doenças mais comuns em cães pastores, e bastante relacionada com fatores genéticos e com a dificuldades de recuperação do material ósseo.

As chamadas “refeições naturais para cachorros” são excelentes pedidas atualmente. Quando preparadas de forma adequada, elas são capazes de fornecer as quantidades ideais de nutrientes necessários para ao desenvolvimento do animal.

Elas geralmente são preparadas à base de carne de gado e de aves; além de peixes, verduras, legumes, frutas, grãos, raízes, entre outras iguarias que funcionam perfeitamente bem em conjunto com uma boa ração tipo Premium, especialmente elaborada para Pastores-alemães.

Gostou desse artigo? Foi o que esperava encontrar? Tem algo que queira acrescentar a ele? Faça isso na forma de um comentário, logo abaixo. E continue compartilhando, questionando, discutindo, comentando, refletindo e aproveitando-se das nossas publicações.

Fontes:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Pastor-alem%C3%A3o

https://www.petz.com.br/cachorro/racas/pastor-alemao/

https://www.petlove.com.br/pastor-alemao/r

https://love.doghero.com.br/racas/pastor-alemao/

https://www.portaldodog.com.br/cachorros/racas-cachorros/pastor-alemao/

http://fevalepet.blogspot.com/2015/04/guia-de-racas-pastor-alemao.html

https://love.doghero.com.br/racas/pastor-alemao/

https://www.portaldodog.com.br/cachorros/racas-cachorros/pastor-alemao/

Veja também

Marreco de Pequim: Características, Hábitat e Nome Científico

O marreco de Pequim é considerado uma das principais raças atuais de marrecos, ao lado …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *