Home / Animais / Reprodução da Chinchila, Filhotes e Tempo de Gestação

Reprodução da Chinchila, Filhotes e Tempo de Gestação

As chinchilas constituem várias espécies de roedores comuns à mesma família taxonômica, a qual é nativa da América do Sul e dos Andes. Esses animais foram descobertos no século XVI, no entanto, foram caçados e procurados rapidamente com a finalidade de comercialização de pele, por isso, no início do século XX já eram bem raros; no entanto, alguns exemplares trazidos para os Estados Unidos conseguiram salvar este animal da extinção.

As chinchilas são muito procuradas como animais de estimação, uma vez que, são dóceis, tranquilas e bem independentes. Gostam de praticar exercícios de forma regular, são muito ativas e atentas aos sons e imagens no seu entorno.

Neste artigo, você conhecerá outras informações sobre este animal tão adorável, incluindo informações relacionadas ao seu padrão reprodutivo, filhotes e tempo de gestação.

Então venha conosco, e boa leitura.

Chinchila Classificação Taxonômica

A classificação científica da família taxonômica Chinchilidae obedece à respectiva sequência:

Reino: Animalia;

Filo: Chordata;

Classe: Mammalia;

Ordem: Rodentia;

Família: Chinchilidae.

Dentro da família Chinchilidae, estão inclusos 3 gêneros, são eles: Chinchilla, Lagidium e Lagostomus.

Chinchila Características Físicas

Uma característica marcante destes animais é a presença da pelagem densa, porém suave. Seus pêlos são 30 vezes mais suaves do que o cabelo humano, porém a densidade costumar estar entre 20.000 pêlos por centímetro quadrado. Esta densidade funciona como estratégia da natureza para que estes animais não sejam infestados por pulgas, por exemplo.

Em termos de aparência, a chinchila pode ser descrita como o coelho e o esquilo. Em relação ao comprimento corporal, da cabeça à cauda é possível contar 30 centímetros.

Quando adultos, pesam entre 450 a 900 gramas. A fêmea costuma ser maior do que o macho.

Reprodução da Chinchila, Filhotes e Tempo de Gestação

Maturidade Sexual

A maturidade sexual é atingida aos 8 meses de idade. Não é recomendável deixar macho e fêmea em um mesmo espaço antes de atingirem essa faixa etária. No caso das fêmeas, o organismo delas não estaria devidamente preparado para gerar filhotes, podendo resultar em quadros abortivos.

Período Fértil/ Cópula

O ciclo da fêmea ocorre a cada 28 dias (padrão também existente nos seres humanos). O período de cio dura, em média, de 3 a 5 dias, no entanto, também pode apresentar certas irregularidades.

É comum que no período de cio da fêmea o macho fique mais agitado e emita sons característicos, os quais algumas pessoas podem referir como um canto. Os machos costumam abanar o rabo, ao estarem interessados na fêmea.

O acasalamento ocorre em um período muito específico do dia, ou seja, à noite. Quando as chinchilas são criadas domesticamente ou em cativeiro, é comum no dia seguinte encontrar na gaiola do animal uma placa gelatinosa, a qual é formada por sêmen e secreção vaginal, e recebe o nome de stopper.

O stopper pode ser liberado a partir de 1 hora após a cópula, no entanto, em alguns casos, esta liberação pode levar até 2 dias. A finalidade desta placa gelatinosa é reter o sêmen e aumentar a probabilidade de fecundação. No entanto, a presença do stopper não é garantia da fecundação, além de que em alguns casos, as chinchilas podem ingerir o stopper horas após a cópula.

Tempo de Gestação

O período gestacional é de 111 dias, podendo haver discretas variações nesta média.

No início da gestação, a fêmea costuma perder peso, no entanto, posteriormente, o padrão se reverte e ela passa a ganhar peso. A média de ganho é de 10 a 20 gramas por semana, durante os 60 primeiros dias da gravidez. Ao atingir 90 dias, o peso é mantido.

Parto

Chegando o momento do parto, a fêmea poderá se isolar em um espaço não típico da gaiola (geralmente um local no qual não tem costume de ficar).

Dias antes do parto, os filhotes se movimentam muito dentro da barriga, de tal forma que esses movimentos podem ser visualizados. Em relação ao comportamento, a fêmea poderá ficar mais cansada, irritada, territorialista e até mesmo atacar o macho.

O parto normalmente ocorre entre a madrugada e a hora do almoço. As contrações poderão ser alternadas com momentos de distensão e alongamento do corpo.

Após o parto, é comum que a própria fêmea se ‘disponha’ a limpar o local, ingerindo a placenta. Caso ela não faça isso, a placenta deve ser removida pelo dono do animal.

Chichilia Com Seus Filhotes
Chichilia Com Seus Filhotes

Em até 10 dias após o parto, o banho da fêmea deve ser suspenso, de modo a evitar infecções vaginais e irritação nos olhos dos filhotes (a qual pode evoluir para uma conjuntivite). Recomenda-se separar o macho (no entanto, mantendo-o em uma gaiola próxima) por um período de até 7 dias. Após isso, ele pode retornar para auxiliar no cuidado com os filhotes.

É importante evitar que a fêmea acasale nos 3 primeiros meses após o parto, de modo a evitar o seu desgaste.

Filhotes

A média de filhotes gerados a cada gestação é de 3 a 4. Os filhotes nascem peludos, bastante molhados e com os olhos muito abertos.

A fêmea possui seis pares de tetas, no entanto, apenas quatro produzem leite. Destas quatro, as duas superiores são as mais disputadas entre os filhotes, visto que produzem um volume maior de leite. Quando nascem 4 filhotes, os dois menores acabam ficando com os piores pares de tetas.

Como Cuidar de Uma Chinchila?

Ao cuidar de uma chinchila, o primeiro passo é escolher uma gaiola apropriada ao seu tamanho, a qual pode ser colocada em qualquer lugar da casa que não bata sol (uma vez que esses animais são bastante sensíveis ao calor).

Como esses animais adoram saltar e escalar, é recomendável que a gaiola seja alta e possua vários andares e prateleiras.

Dentro da gaiola, é importante adicionar um substrato (o qual, além de proporcionar conforto, auxilia na absorção de líquidos e urina, além da redução de odores); um bebedouro; um comedouro de material pesado (a cerâmica é uma sugestão), de modo a evitar que seja derrubado; uma toca (para proporcionar segurança e tranquilidade ao animal); e brinquedos ( a sugestão é de túneis, balanços, pontes e redes) que estimulem o lazer e a prática de atividade física.

A chinchila é um animal herbívoro. A ração comercial específica para o animal deve ser oferecida diariamente, no entanto, é importante ofertar com regularidade frutas, verduras e legumes. Feno e alfafa auxiliam no desgaste dos dentes, além de evitar a formação de bolas de pêlo no intestino.

O banho do animal deve ser realizado na modalidade banho em pó seco. Recomenda-se, 3 vezes na semana, despejar carbonato de cálcio (substância desengordurante) em uma banheira, colocar essa banheira na gaiola, e esperar que a chinchila role sobre ela.

*

Depois de conhecer muitas informações valiosas sobre a chinchila, o convite é para que continue conosco e visite também outros artigos do site.

Até as próximas leituras.

REFERÊNCIAS

BlogPetz. Chinchila: como cuidar deste roedor cada vez mais popular. Disponível em: < https://www.petz.com.br/blog/saude-e-cuidados/chinchila-como-cuidar-deste-roedor-cada-vez-mais-popular/>;

ChincilaPeta. Características. Disponível em: < http://www.chinchilapet.net.br/caracteristicas-da-chinchila.php>;

ChinchilaPet. Reprodução. Disponível em: < http://www.chinchilapet.net.br/reprodu%C3%A7%C3%A3o-chinchila.php>.

 

Veja também

Carrapato Marrom-Vermelho: Características, Habitat e Fotos

Os carrapatos existem em muitas variedades diferentes que não apenas parecem diferentes, mas também vivem …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *