Home / Animais / Raça de Cavalo Berbere: Características, História, Origem e Fotos

Raça de Cavalo Berbere: Características, História, Origem e Fotos

O cavalo berbere é uma raça nativa da Berberia ou Magrebe (zona localizada ao Norte da África).

Durante muitos anos foi empregado como cavalo de guerra, estendendo esta finalidade até aproximadamente o ano 1950.

Atualmente, é considerado um cavalo de sela, contudo não dispõe da harmonia e da distinção de outras raças, tais como o cavalo árabe, mas como vantagem, é menos nervoso do que o cavalo árabe.

As qualidades da raça incluem sobriedade, resistência, mansidão e força.

Neste artigo, você conhecerá importantes características sobre o cavalo berbere, incluindo informações sobre sua origem e processos históricos.

Então venha conosco e boa leitura.

Cavalo Características Gerais

Em termos de contextualização das características comuns a todas as raças, o cavalo (nome científico Equus caballus) é um mamífero herbívoro classificado como ungulado, ou seja, incluso na categoria dos animais com casco.

Possui uma expectativa de vida compreendida entre 25 e 40 anos.

Em nível evolutivo, com o passar dos anos, os cavalos desenvolveram longas crinas, assim como rabos formados por pêlos de diâmetro um pouco maior. A linha evolutiva antecessora do cavalo possui 60 milhões de anos, e a primeira espécie representante teria aproximadamente 40 centímetros.

Cavalo Berbere Características

Em razão da existência de inúmeras raças, é possível encontrar cavalos de várias cores e tamanhos, assim como de várias formas, uma vez que há cavalos classificados como musculosos e outros classificados como esguios.

Convencionalmente, a fêmea do cavalo recebe a denominação de égua e os filhotes são chamados de potro. No caso do macho não castrado, este passa a ser chamado de garanhão; quando castrado, é capão.

Cavalo Aspectos Históricos

O processo de domesticação do cavalo teria iniciado com os nômades ocidentais a aproximadamente 4.000 anos atrás, desse então o animal vem sendo empregado maciçamente como meio de transporte (finalidade que e reduziu com o advento do motor).

A associação dos cavalos aos seres humanos contribuiu, inclusive, para que estes animais sejam citados na literatura, em passagens históricas de grande importância e relevância, assim como em lendas, religiões e obras de arte.

Uma curiosidade sobre esses animais é que, de acordo com evidências arqueológicas, muitos humanos mais primitivos ingeriam a sua carne e aproveitavam outras ‘estruturas’, como a pele, para confecção de abrigos e roupas.

Com o passar dos anos, centenas de raças de cavalos foram desenvolvidas ao redor do mundo, e esse número só aumentou após o cruzamento das raças. Critérios como o porte físico e aptidões naturais permitiram que estes animais fossem posteriormente categorizados como cavalos de trabalho ou cavalos de ‘esporte’ (os quais apresentam uma finalidade mais refinada).

Dentre os esportes atuais com cavalos, é possível citar o hipismo (modalidade muito bem articulada, inclusive através de competições olímpicas), o polo e o enduro equestre.

Raça de Cavalo Berbere: Características, História, Origem e Fotos

O cavalo Berbere, também chamado de cavalo brabo ou cavalo norte-africano, é originário de uma zona específica do continente chamada Berbéria.

Os antepassados da raça teriam chegado à região por ação dos protomongóis, do planalto central asiático.

Séculos mais tarde, o cavalo berbere foi trazido para a Península Ibérica, e posteriormente ao Brasil, país no qual contribuiu para constituir o maior percentual de cavalo comum. Na Inglaterra, também participou da formação da raça Puro Sangue Inglês.

Raça de Cavalo Berbere

No Brasil e na Península Ibérica teria sido inserido após cruzamento com outras raças (atividade realizada inicialmente pelos maometanos).

Em alguns países como a Argélia, Egito, Marrocos, Líbia e Tripóli, a raça recebe a denominação de Berberisco.

As colônias francesas consideravam o berbere como o melhor cavalo militar.

Em relação às suas características físicas, o tamanho médio está compreendido entre 1,40 a 1,60 metros. A faixa de média da pesagem está entre 400 a 500 quilos.

Pode ser encontrado nas cores alazão, castanho e tordilho.

A cabeça é levemente longa e bem proporcionada, com chanfro (região posicionada entre a fronte e o focinho) mais longo do que o encontrado no cavalo árabe. No focinho, as narinas são dilatadas e finas. Os olhos são expressivos e possuem órbitas salientes.

As orelhas são aveludadas, finas e com movimento de atenção constante. Sua estrutura craniana, de modo geral, é semelhante a encontrada em cavalos primitivos.

O pescoço é piramidal e reto, com uma crina abundante e sedosa. Costuma ser mais musculoso do que o pescoço do cavalo árabe.

Após o pescoço, é importante citar a constituição corporal como um todo, a qual é mais estreita e menos harmoniosa do que a observada no cavalo árabe. O peito é cerrado, e as costelas são longas, afastadas e levemente arcadas (as quais conferem a sensação de um peito profundo). A cernelha (estrutura ‘equivalente’ ao ombro) é larga e alta.

A garupa (estrutura anterior às nádegas e posterior ao dorso e lombo) é angulosa, curta, estreita e levemente caída. A cauda possui implantação baixa.

Ainda em comparação ao cavalo árabe, o berbere possui membros compridos e fortes, porém com pouca musculatura e tendões de pouco destaque. As articulações também são mais estreitas, com porção posterior dos joelhos relativamente fraca.

Os cascos são pequenos e as quartelas (estruturas anteriores aos cascos) são longas.

Possui grande resistência, vigor e agilidade para corridas curtas.

Raça de Cavalo Berbere: Informação Geográfica Sobre a Berbéria

A região da Berbéria também pode ser chamada pelos termos Barbária, Costa Barbaresca, Costa Berberisca e Costa Bercere. Essas terminologias não estão em uso contínuo na atualidade, porém foram maciçamente empregadas do século XVI ao século XIX para referir-se às porções costeiras da Argélia, Marrocos, Tunísia, Líbia e região do Magrebe (excluindo-se o Egito).

Alguns séculos atrás no Ocidente, fala-se muito dos piratas da barbária, assim como dos comerciantes de escravos que eram encontrados nessas regiões costeiras e constituíam uma ameaça constante às embarcações comerciais.

Depois de conhecer importantes informações sobre a raça Berbere, nossa equipe o convida a continuar conosco e visitar também outros artigos do site.

Aqui há muito material de qualidade nos campos da zoologia, botânica e ecologia de um modo geral.

Até as próximas leituras.

REFERÊNCIAS

Portal São Francisco. Cavalo. Disponível em: < https://www.portalsaofrancisco.com.br/animais/cavalo>;

Portal São Francisco. Cavalo Berbere. Disponível em: < https://www.portalsaofrancisco.com.br/animais/cavalo-berbere>;

Wikipédia. Berbéria. Disponível em: < https://pt.wikipedia.org/wiki/Berb%C3%A9ria>.

Veja também

Mosca do Chifre: Caracteristicas, Como Evitar, Habitat e Fotos

A Mosca de Chifre Olá, durante o artigo de hoje você irá conhecer uma espécie …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *