Home / Animais / Quanto Custa Um Marreco: Onde e Como Comprar?

Quanto Custa Um Marreco: Onde e Como Comprar?

Quanto será que custa um marreco? E onde é possível comprar filhotes com todas as certificações exigidas para esse tipo de negócio? Essas e outras dúvidas fazem parte do cabedal de preocupações de todo o iniciante nesse curioso universo da criação de aves exóticas no Brasil e no mundo.

De um modo geral, é possível encontrar marrecos com valores que oscilam entre R$50,00 e R$100,00; mas também casais (de Mandarim ou Carolina) pela bagatela de R$250,00; além de ovos por cerca de R$0,50 a unidade, ou de R$4 a R$6,00 a dúzia.

As aves são geralmente compradas em criadouros autorizados pelo IBAMA e pelos demais órgãos responsáveis pela fiscalização do comércio de animais exóticos e silvestres no Brasil; e podem ser adquiridas para abate, produção de ovos ou simplesmente para ornamentação – nesse último caso, com destaque especial para as variedades Mandarim e Carolina.

Diferentemente do que se imagina, uma quantidade considerável de indivíduos buscam, diariamente, saber quanto custam esses marrecos para criação ou ornamentação de propriedades, bem como os locais onde é possível comprar esses animais.

Isso porque, além de incrementarem como poucas espécies uma propriedade, os marrecos atingem o ponto de abate bem mais cedo do que o seu parente mais famoso, os patos; e em não mais do que 2 meses já é possível abatê-los; ao contrário destes últimos, que exigem pelo menos 3 meses para que atinjam a estrutura necessária.

Um Negócio Surpreendentemente Rentável

A criação de marrecos é um negócio surpreendentemente rentável, pois, além do fato de atingirem o pondo de abate pelo menos 1 mês antes dos patos (e já com quase 3 quilos), não se observa uma diferença marcante entre machos e fêmeas no que diz respeito ao tamanho – o que configura-se como uma imensa vantagem para criadores desse segmento.

Isso sem contar o fato de que você não gastará mais do que R$8,00 por mês com cada casal. E nesse custo estão sendo considerados os gastos com ração e veterinário; para depois ainda poder vendê-los por valores entre R$5 e R$7,00 o quilo do animal para o abate, e assim obter um lucro de cerca de 140 a 160%.

Porém, de acordo com os especialistas nesse tipo de negócio, tão ou mais importante que saber quanto custa um marreco (e onde comprá-los), é saber que essa é um excelente investimento, só que a longo prazo.

Criação de Marrecos

E as razões disso estão no fato de que o candidato a criador de marrecos deverá obter matrizes de qualidade, construir um belo lago artificial, organizar um espaço adequado para a reprodução dos animais, além de saber se esse segmento é realmente rentável na região onde vive.

Porém, atendidos esses critérios, o que os amantes desse tipo de negócio garantem é que a criação de marrecos é um segmento verdadeiramente apaixonante, principalmente quando o seu objetivo é disponibilizar essas aves para ornamentação – que é onde os marrecos dão um verdadeiro show de competência e custo benefício.

A Criação de Marrecos

O marreco é um membro da família Anatidae, a mesma dos patos, gansos e cisnes; e o nome científico da espécie mais conhecida é Anas querquedula, um animal típico do Hemisfério Norte, mas que desenvolveu o gosto bastante particular por migrar para regiões longínquas, especialmente no continente africano.

Já com relação à criação dessa ave, o que se sabe é que ela há muito vem sendo apreciada especialmente para a comercialização da sua carne, considerada saborosíssima e bastante consumida na região sul do Brasil, onde é a estrela de um prato típico de Santa Catarina, o deliciosíssimo “marreco recheado com repolho roxo”.

Porém, essa não é, nem de longe, as principais singularidades dessa ave. Basta saber, por exemplo, que ela pode ser encontrada em várias outras espécies, como as nossas conhecidas Nomonyx dominicus (o paturi) e o Dendrocygna viduata (o irerê) – as duas espécies mais conhecidas e mais populares do país.

Para muitos, patos e marrecos não passam de sinônimos que só fazem mesmo confundir os menos familiarizados com essa família. Porém, é bom não confundi-los, pois eles possuem, sim, as suas diferenças.

A começar pelo fato de que o marreco possui um bico largo, enquanto o do pato é mais fino.

Eles também diferenciam-se pelas origens, já que o marreco, como dissemos, é originário do Hemisfério Norte, enquanto as diferentes espécies de patos possuem as origens mais diversas. Como os patos-brancos, por exemplo, que são oriundos da China; o pato-selvagem da América do Sul; o pato-comum, típico habitante do continente africano e de algumas regiões asiáticas; entre outras espécies que ajudam a compor uma comunidade exótica e extravagante como poucas na natureza.

As Singularidades Dessa Criação

Saber quanto custa e onde comprar um marreco é apenas uma das preocupações que não são, nem de longe, as mais importantes quando o assunto é a criação das espécies dessa comunidade.

É preciso saber, também, que eles possuem as características de animais herbívoros, e por isso convivem bem com uma alimentação à base de frutas, legumes, ração, farelos, hortaliças, verduras, entre outras iguarias que eles tanto apreciam.

Você deverá, também, ser capaz de oferecer aos animais um espaço com cerca de 1,5m2 de área para cada ave, delimitado por um cercado com cerca de 70cm de altura, de forma a que o animal possa sentir-se verdadeiramente livre – como aliás é a característica dessa comunidade.

Marrecos

Porém, de um modo geral, a criação é relativamente simples, já que os marrecos são aves rústicas, de fácil manuseio, adaptam-se bem a um ambiente restrito e não são assim tão exigentes quanto a cuidados.

Sem contar que podem ser criados com facilidade em fazendas, chácaras, sítios, quintais amplos, entre outros espaços capazes de abrigar um tanque ou lago relativamente confortável e que reproduza, de certa maneira, o ambiente natural desses animais.

Outra curiosidade acerca dos marrecos é o fato de as fêmeas não serem consideradas daquelas mães, digamos, tão dedicadas aos seus filhos; sendo necessário, para a incubação dos filhotes, recorrer a chocadeiras elétricas capazes de executar adequadamente o serviço.

Porém, atendidas essas condições descritas, após cerca de 6 ou 7 meses esses marrecos já serão capazes de reproduzirem-se a contento. E ainda com fêmeas dispostas a pôr entre 160 e 180 ovos por ano!, para serem incubados em no máximo 1 mês, caso essas aves sejam mantidas com uma alimentação balanceada.

E após a constituição de um criadouro, você poderá vender essas aves como espécies ornamentais para incrementar a paisagem de chácaras, quintais, sítios e fazendas. E ainda negociar os seus ovos, vendê-los para o abate, entre outras formas de comercializar uma das aves ornamentais mais valorizadas e prestigiadas dentre todas as que se conhece atualmente na natureza.

E caso queira, deixe a sua opinião sobre esse artigo por meio de um comentário, logo abaixo. Pois é por meio dele que conseguimos aprimorar, ainda mais, os nossos conteúdos.

Veja também

Ficha Técnica do Pica-Pau: Peso, Altura, Tamanho e Imagens

Os pica-paus são aves cuja nomeação deriva de uma prática comum: o ato de tamborilar, …

Um comentário

  1. Evanir Affeldt Bulow

    Sou apaixonada por marrecos amo estes pom pom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *