Home / Animais / Quais São os Moluscos de Água Doce no Brasil e no Mundo?

Quais São os Moluscos de Água Doce no Brasil e no Mundo?

Tão ou mais importante quanto saber quais são os principais tipos de moluscos no Brasil e no mundo, é saber que essa é descrita em biologia como a segunda maior comunidade (ou filo) em quantidade de espécies no planeta (cerca de 93 mil espécies confirmadas e quase 200 mil estimadas), só perdendo mesmo para a monumental e extravagante comunidade dos artrópodes.

O filo dos moluscos é composto pelos mais diversos tipos de animais, como as ostras, caracóis, caramujos, polvos, lulas, entre outras variedades que ajudam a compor uma família de animais tipicamente aquáticos (com algumas exceções terrestres) e invertebrados.

Eles são animais marinhos, capazes de desenvolver-se adequadamente em ambiente doce ou salgado, e também conhecidos pela sua importância comercial, medicinal, e até mesmo cultural.

Isso porque eles transitam bem pelo universo da gastronomia, podem configurar-se como terríveis agentes patológicos, ajudam a compor o imaginário popular em inúmeras lendas e crendices, além de várias outras singularidades impossíveis de serem descritas em tão poucas linhas.

Os moluscos geralmente apresentam-se como animais de corpo mole, não segmentados, invertebrados, às vezes envolvidos por conchas, e que estão na base da dieta de inúmeras comunidades de animais, como os peixes, lagostas, caranguejos, aves, mustelídeos, entre outras espécies que têm nos moluscos uma das garantia das suas sobrevivências.

Mas o objetivo desse artigo é fazer uma lista, bastante minuciosa, com alguns dos principais moluscos de água doce no Brasil e no Mundo. Espécies repletas de singularidades e que ajudam a compor essa não menos inusitada comunidade de animais da biosfera terrestre.

1.Pisidium Amnicum

Essa é uma espécie típica da América do Norte. Um pequeno molusco de água doce, membro da família Sphaeriidae, e também conhecido como “grande-pavão-europeu”.

Um exemplar dessa espécie é capaz de atingir até 12 mm de comprimento; e por isso mesmo é considerada a maior dentro desse gênero Pisidium.

Pisidium amnicum

Dentre as principais características do Pisidium amnicum, podemos destacar a sua concha, bem mais rígida e grossa do que as das demais espécies dessa comunidade, além de ser curiosamente mais reluzente, meio ovalada, com umbos bastante destacados, entre outras características consideradas inconfundíveis.

2.Veronicellidae

Aqui no Brasil eles são conhecidos simplesmente como lesmas terrestres. É uma comunidade hermafrodita, com quatro tentáculos, dois olhos localizados nos dois tentáculos posteriores, com canais sexuais masculinos e femininos estrategicamente separados e um ânus localizado na região oposta a esses órgãos genitais.

O corpo de um Veronicellidae possui dois segmentos: uma região dorsal e uma região ventral.

E dentre as principais características biológicas dessa espécie, chama a atenção o seu apreço por lugares escuros, úmidos e com sombra, na base de rochas, sob pedras em jardins, em esconderijos nas plantações e lavouras, entre outras estratégias de sobrevivência dessa que é considerada uma das espécies de pragas agrícolas mais terríveis dentro dessa comunidade dos moluscos.

3.Lapa de Água Doce

Um dos moluscos de água doce encontrados no Brasil e no mundo é essa espécie também conhecida como “tatuzinho d’água” (Brasil), “Conchonillas de água” (Paraguai), “Lentilhas de água” (Portugal), entre diversas outras denominações desse típico habitante de rios e lagos do planeta.

Ele é o Ferrisia sp., uma espécie que geralmente oscila entre 3 e 10mm de comprimento, e que, curiosamente, costuma habitar lagos, lagoas, e até mesmo aquários, a partir do transporte acidental dos seus minúsculos ovos.

Lapa de água doce

O Ferrisia sp. é um gastrópode, pulmonado, que alimenta-se basicamente de algas, além de ser um hermafrodita, ovíparo e apreciado sobremaneira por diversas espécies de peixes e crustáceos que fazem uma verdadeira festa com as variedades dessa espécie.

4.Gundlachia Ticaga

Aqui temos uma espécie de caracol, um pequeno gastrópode de ambientes aquáticos, membro da comunidade Planorbidae, mais facilmente encontrado nos ecossistemas da Argentina e no Brasil (no Rio de Janeiro, Goiás, São Paulo e Rio Grande do Sul), onde constitui-se como um membro ilustre da nossa fauna de moluscos.

O G.ticaga é bastante comum também é ambientes poluídos, córregos degradados, em trechos irrigados, ou mesmo em diversos tipos de mananciais; e chama a atenção, principalmente, por ser o hospedeiro do perigoso trematódeo Echinostome cercaria, que ataca humanos e animais com a “esquinostomíase, a partir de alimentos mal cozidos.

5.Ferrissia Tanganyicensis

Entre as espécies de moluscos de água doce no mundo, temos também essa variedade de gastrópode da comunidade Ancylidae, que pode ser encontrada em países como Burundi, Zâmbia, Tanzânia, República Democrática do Congo, entre outros países do continente africano.

Ferrissia tanganyicensis

Trata-se de um habitante típico de ambientes de água doce, em especial dos lagos, deltas inferiores e rios, onde possam encontrar diversas espécies de algas, larvas, fitoplânctons, entre diversas outras iguarias para uma comunidade com importante papel ecológico nessas regiões.

6.Caramujo-Trombeta

O caramujo-trombeta, ou “melania de aro vermelho”, é um membro ilustre da família Thiridae, conhecido cientificamente como Melanoides tuberculata, e caracterizado como uma espécie de caracol de água doce, mais facilmente encontrado nos ecossistemas do norte da África (Argélia, Líbia, Egito, Tunísia, Marrocos, etc.) e no sul da Ásia (Índia, Paquistão, Afeganistão, Nepal, etc).

Aqui temos também, curiosamente, uma variedade que espalhou-se facilmente por diversas regiões do planeta, com a ajuda de inserções acidentais dos seus ovos em aquários, lagos, tanques, lagoas, entre diversos outros ambientes de água doce.

7.Biomphalaria Tenagophila

Dentro da família Planorbidae, temos essa outra espécie caracterizada por ser um hospedeiro desse terrível agente infeccioso, o Schistosoma mansoni (da esquistossomose), uma espécie de caramujo mais facilmente encontrado em tanques e aquários de água doce.

Biomphalaria tenagophila

O B.tenagophila é, sem dúvida, uma das mais controversas espécies dentro dessa comunidade dos moluscos, isso porque ele pode apresentar-se com características belíssimas, mas também configurar-se como uma das principais pragas agrícolas de que se tem conhecimento na natureza.

8.Beckianum Beckianum

Nessa lista com as principais espécies de moluscos de água doce do Brasil e do mundo, o B.beckianum aparece como um típico habitante da América Central, bastante comum na Nicarágua, Costa Rica, Honduras, Cuba, mas também nos Estados Unidos.

O animal dificilmente ultrapassa um comprimento entre 2 e 8mm, e é caracterizado por ser uma espécie detritívora (que come restos) e fitófaga (que come plantas), e por isso mesmo considerada uma praga natural onde quer que desenvolva-se na natureza.

9.Bradybaena Similaris

O B.similaris é outro caracol, membro da família Bradybaenidae, também conhecido como “asian tramp caracol”, especialmente em algumas ilhas do Oceano Pacífico e no leste da Austrália.

Bradybaena similaris

O animal é um molusco, gastrópode, encontrado originalmente nos ecossistemas de água doce do Sudeste Asiático, África e Ásia, onde é conhecido por ser uma espécie terrestre e invasora – e por isso mesmo é outra dessas espécies de pragas naturais de lavouras e plantações.

10.O Caramujo-Gigante-Africano

E, por fim, o Achatina fulica, um molusco gastrópode, com uma coloração amarronzada, membro dos ecossistemas de água doce do leste da África, trazido para o Brasil no início dos anos 80 para ser comercializado no setor de gastronomia – e hoje conhecido como “escargot” dentro dessa comunidade da “alta gastronomia brasileira”.

Eles são verdadeiros monumentos! Capazes de atingir entre 15 e 18 cm de comprimento, pesar até 500 gramas, além de serem típicos animais noturnos, apreciadores de ambientes mais frios, e cuja maturidade sexual geralmente é atingida por volta dos 5 ou 6 meses de vida.

Esse artigo foi útil? Deixe a resposta na forma de um comentário, pois é através deles que conseguirmos aprimorar, ainda mais, os nossos conteúdos.

Veja também

Hábitat do Marreco: Onde Eles Vivem ?

Marreco na verdade é nome popular para uma espécie de pato de pequenas dimensões, no …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *