Home / Animais / Lagarto Tamacuaré: Características, Nome Científico e Fotos

Lagarto Tamacuaré: Características, Nome Científico e Fotos

O lagarto Tamacuaré (nome científico Uranoscodon superciliosus) é uma espécie regional encontrada em grande parte do bioma amazônico, mais precisamente nas proximidades dos igarapés.

Como é uma espécie amazônica, está naturalmente relacionado a crenças populares. Uma dessas crenças afirma que preparos derivados do Tamacuaré (no caso, chá ou pó) pode facilmente amansar uma esposa ou marido traído, assim como pode deixar a pessoa mais boba. A superstição está relacionada aos movimentos lentos do lagarto, bem como aos períodos em que fica imóvel para não ser notado. Obviamente, nenhum desses efeitos foi comprovado nos seres humanos e, infelizmente, tais crenças vêm contribuindo para um aumento na caça e comercialização ilegal desses animais.

É uma espécie que ainda possui pouco material na literatura, sendo possível encontrar informações vagas e não oficiais em relação a tópicos importantes. Por exemplo, não se sabe ao certo o que estes animais comem, mas acredita-se que seja de pequenos invertebrados.

Neste artigo, você conhecerá um pouco mais sobre a espécie.

Então venha conosco e boa leitura.

Lagartos Características Gerais

Os lagartos são reptéis pertencentes à Ordem Squamata e distribuídos em uma grande variedade de famílias e gêneros. Pertencem à mesma ordem que agrupa as serpentes, embora também possuam 4 membros além da cauda.

O corpo é revestido por escamas, que na verdade são pequenas placas lisas e rugosas. Em razão da variedade de espécies, há também diversidade em muitas características físicas, dentre elas o comprimento, que pode variar desde alguns poucos centímetros até 3 metros (como é o caso do Dragão de Komodo).

Lagarto Tamaquaré Características

Como são animais ectotérmicos ou de sangue frio, não possuem a temperatura corporal constante, logo recorrem a estratégias específicas para se aquecerem.

Ao todo, são mais de 3 mil espécies, distribuídas em 45 famílias.

Lagartos Amazônicos

A Amazônia possui a extensão de 5.500.000 Km², ocupando boa parte do Noroeste do Brasil e prolongando-se até a Colômbia e Peru, assim como áreas de outros países latinos.

A fauna amazônica corresponde ao total de 20% da fauna do planeta, sendo que um dos últimos estudos de registro e catalogação atestou para o quantitativo de 100 mil espécies de invertebrados, 3 mil espécies de peixes, 1294 espécies de aves, 400 espécies de anfíbios e 378 reptéis. Estes dados, todavia, podem variar de acordo com a literatura, assim como de acordo com as publicações mais recentes.

Uma das descobertas mais recentes de espécies novas de lagarto ocorreu no ano de 2013, em uma área praticamente inexplorada da Amazônia peruana (no caso, próximo à bacia do Rio Huallaga, mais precisamente no Parque Nacional Cordilheira Azul). Foram descobertas 2 novas espécies pertencentes ao gênero Enyalioides, sendo que até então apenas 10 espécies deste gênero foram registradas no mundo (mais precisamente na América Central e do Sul), sendo 9 delas encontradas no Peru.

Um estudo bem recente, publicado ainda neste ano de 2020 aponta para um quantitativo de 140 espécies de lagartos na Amazônia brasileira, contudo é importante considerar que este número pode ser ainda maior.

Uma das espécies de lagarto mais famosas da Amazônia é o camaleão ou sinimbu (nome científico Iguana iguana), espécie que também pode ser encontrada no Pantanal.  Possui um comprimento que pode chegar a até 40 centímetros entre o rostro e a coacla, contundo pode ultrapassar 1,5 metros com a inclusão da cauda. Esta espécie curiosamente pode ser criada como Pet, assim como também pode ser fonte de alimento para muitos povos nativos da Amazônia.

Lagarto Tamacuaré: Características, Nome Científico e Fotos

O lagarto tamacuaré (nome científico Uranoscodon superciliosus) possui coloração marrom (praticamente a mesma cor do galho das árvores), uma vez que a camuflagem é importante para despistar predadores.

Pode atingir até 16, 2 centímetros de comprimento, sendo que a cauda em alguns casos pode ser até maior do que o próprio corpo. Contando com o comprimento da cauda, o tamacuaré adulto pode atingir até 30 centímetros de tamanho total.

Uranoscodon superciliosus

Há dimorfismo sexual entre machos e fêmeas, sendo que os machos possuem o diferencial de pontos amarelos no dorso.

A cauda possui a peculiaridade de ser comprida e achatada lateralmente. Acredita-se que esta configuração anatômica seja uma adaptação para que os hábitos arborícolas do animal, assim como para auxiliar na fuga (caso necessário) e no nado.

Lagarto Tamacuaré: Hábitat e Ameaça de Extinção

Na qualidade de animal arborícola, é encontrado nas matas ciliares e próximo a corpos d’água.

O aumento da caça ilegal está diretamente relacionado às crenças populares, as quais contribuem para ilícita comercialização da espécie para fins mágicos e religiosos.

Outras ameaças incluem a perda de hábitat, em decorrência do desmatamento e da desfragmentação. Fatores que implicam em um desequilíbrio maior do ecossistema, uma vez que contribuem para o assoreamento dos igarapés e a poluição dos corpos d’água.

Lagarto Tamacuaré: Comportamento

Juntamente com a camuflagem, o lagarto tamacuaré possui a capacidade de ficar imóvel durante longos períodos de tempo, dificultando sua visualização por predadores. No entanto, mesmo adotando esta prática, ainda podem ser avistados pelo predador em alguns casos. Ao serem descobertas, recorrem a outra estratégia: saltam do galho no qual estão e atiram-se na água para escapar. Esta última peculiaridade confere a espécie o curioso apelido de lagarto mergulhador.

O período reprodutivo ocorre entre Maio e Novembro.

Agora que você já conhece algumas importantes características do lagarto tamacuaré, nossa equipe o convida a continuar conosco para visitar também outros artigos do site.

Aqui há muito material de qualidade nos campos da zoologia, botânica e ecologia de um modo geral.

Sinta-se à vontade para digitar um tema de sua escolha em nossa lupa de pesquisa, localizada no canto superior direito. Caso não ache o tema desejado, você pode sugeri-lo abaixo em nossa caixa de comentário.

Caso este artigo tenha sido útil para você, seu comentário também é bem-vindo.

Até as próximas leituras.

REFERÊNCIAS

FRAZÃO, L. Portal Amazônia. Conheça o tamaquaré: um curioso lagartinho que adora viver próximo dos igarapés da Amazônia. Disponível em: < https://portalamazonia.com/amazonia-animal/conhecam-o-tamaquare-um-curioso-lagartinho-que-adora-viver-proximo-dos-igarapes-na-amazonia>;

FREITAS, J. Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá. Pesquisa do Instituto Mamirauá compara diversidade de reptéis em florestas da Amazônia. Disponível em: < https://www.mamiraua.org.br/noticias/pesquisa-cientifica-diversidade-repteis-amazonia>;

G1. Floresta Amazônica abriga cerca de 20% de toda a fauna do planeta. Disponível em: < https://g1.globo.com/sp/campinas-regiao/terra-da-gente/noticia/floresta-amazonica-abriga-cerca-de-20-de-toda-a-fauna-do-planeta.ghtml>;

G1 Natureza. Expedição à Amazônia peruana encontra novas espécies de lagartos. Disponível em: < http://g1.globo.com/natureza/noticia/2013/03/expedicao-amazonia-peruana-encontra-novas-especies-de-lagartos.html>;

Herpetofauna. Diversidade de Lagartos no Brasil. Disponível em: < http://www.herpetofauna.com.br/LagartosBrasil.htm>;

Veja também

Quais os Benefícios do Ovo de Marreca? Para que Serve?

Os marrecos são aves aquáticas pertencentes à família dos Anatídeos. Estas aves produzem uma carne …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *