Home / Animais / Historia do Grande Boiadeiro Suíço, Personalidade e Origem da Raça

Historia do Grande Boiadeiro Suíço, Personalidade e Origem da Raça

Hoje vamos falar um pouco mais sobre a raça Grande Boiadeiro Suiço, já falamos sobre diversas características dele aqui no site, hoje vamos focar na história desse cão, de onde ele veio e qual a  sua personalidade. Por esse motivo você não pode deixar de acompanhar todo o post para não perder nenhuma informação importante sobre essa raça de cachorro.

História e Origem do Grande Boiadeiro Suiço

Como já entrega seu nome, essa raça de cachorro é nativo da Suíça, lá ele é reconhecido por seu nome em alemão que é Grosser Schweizer Sennenhund. 

Falando um pouco sobre a sua história, o Grande boiadeiro suiço foi reconhecido de fato somente no século 20. Ele foi criado para o trabalho, inicialmente para ajudar com o gado, depois começou a puxar carros pesados, serviço esse que era feito por cavalos na época e por uma questão de economia foi transferido ao cão. Ele então levava carroças carregadas de leite da propriedade particular até os comércios. Na Suíça são conhecidas quatro raças desse tipo de cachorro. Ele é um cão de grande porte, são pesados e chegam facilmente aos 61kg. Mesmo com o corpo tão pesado, esse animal consegue executar com maestria diversas funções com agilidade. Pode ser facilmente treinado.

Grande Boiadeiro Suíço
Grande Boiadeiro Suíço

Lá pelo século XIV, esses cães eram companheiros dos soldados do exército suiço durante o combate. Já no ano de 1489 essa raça sumiu do mapa, ela volta a aparecer por volta do ano de 1905 quando a marca se fixou com a ajuda de um cientista de cães suiço. Curiosamente poucas pessoas sabem que essa raça originou o desenvolvimento de outras famosas como o Rottweiler e o São Bernardo.

Como podemos perceber, estamos falando de uma raça bem antiga, e por isso ela é conhecida como uma das mais antigas da Suíça. A sua origem na realidade ainda é um mistério, o que temos atualmente são algumas teorias, algumas delas acreditam que esse cão descende de outras raças de grande porte parecidos com o Mastiff por exemplo, esses foram levados para a Suíça durante a invasão da legião romana.

Os ancestrais dessa raça também eram de cães de trabalho, e ajudavam no pastoreio e como guarda de propriedade também. Nessa época eram considerados os cachorros mais populares da região. Houve um declínio da raça por volta de 1900, pois os moradores da região optaram por utilizar outras raças de cachorro e até mesmo máquinas para realizar os trabalhos nas fazendas.

Já no ano de 1908 essa raça foi vista em uma exposição chamada Clube Suíço de Canil por um cinólogo, mais que rapidamente ele reconheceu os cachorros como cães Boiadeiro suíço, uma raça de um grupos de 4 raças onde ele se inclui. Ele se preocupou com a possibilidade do fim da raça, e por isso incentivou os seus criadores a cuidarem para que a raça prosperasse. Já no ano de 1910 ele foi abraçado pelo Clube Suíço do Canil, então assim nasceu um clube próprio do grande boiadeiro suiço.

Até o ano de 1968 esse cachorro era uma raça exclusiva dos Europeus, a partir de então eles foram levados para o EUA. Já no ano de 1995 a raça foi reconhecida pelo AKC.

Personalidade do Grande Boiadeiro Suiço

Saiba que apesar do seu grande porte assustar um pouco, ele é um cachorro muito tranquilo, bastante amigável e gentil. Ele é também bastante brincalhão e delicado com crianças.

Cuidados com o Grande Boiadeiro Suiço

  • Como um cachorro nativo da Europa, ele está acostumado a viver em regiões frias, inclusive por lá ele adora rolar na neve. Por esse motivo também ele pode não ficar bem com o calor, tendo insolação. Por esse motivo, em horários muito quentes evite que ele saia na rua, ou corra e brinque nesse período. O ideal é que as atividades aconteçam durante a noite ou bem cedinho pela manhã. Durante todo o dia ele deve ficar em local fresco dentro de casa, e dependendo do calor em ambiente com ar condicionado e ventiladores. Aliás, outro ponto importante em dias de calor é a água, bastante água fresca.
  • Cuidar da pelagem deste animal não é uma tarefa difícil, pois sua pelagem é curta e muito simples, ele não fica sujo com facilidade. O recomendado é que ele seja escovado entre 1 a 2 vezes na semana, banhos não precisam ser frequentes, uma banho por mês atende muito bem as necessidades dele, sempre utilizando produtos muito suaves. Para manter o pelo bonito a escovação é suficiente, indicamos uma escova feita de borracha, ou até mesmo uma luva para manter.
  • A escovação dos dentes é uma parte muito importante da higiene dos cães, desta raça o recomendado é que acontece entre 2 ou 3 vezes na semana, assim é possível evitar a formação de tártaro e eliminar bactérias nocivas. No mundo a escovação todos os dias previne uma série de problemas, mas sabemos que não é tarefa fácil.
  • Suas unhas devem ser aparadas entre 1 ou 2 vezes ao mês. O ideal é que você procure um profissional especializado para essa tarefa, a fim de evitar machucar o animal.
  • Cuide dos ouvidos também, observe pelo menos uma vez na semana qualquer sinal de infeção como coloração avermelhada ou cheiro desagradavel. Realize então a limpeza com uma solução indicada por um médico veterinário.
  • Esses cuidados devem ser realizados desde quando o cão é um filhote, pois dessa forma ele vai se acostumando e não estranha. Quando for adulto essas tarefas serão bem normais para ele, realizar exames, visitar o veterinário, cortar as unhas e escovar os dentes.
  • Cuide também da alimentação do seu pet, seja rigorosa na escolha da ração, invista em uma alimentação de qualidade. A ração do seu pet deve oferecer todos os nutrientes que ele precisa para estar saudável. É importante também cuidar das quantidades, por exemplo um animal adulto deve ter 4 refeições por dia, divididos entre 4 a 5 xícaras de ração durante o dia todo. Nunca coloque comida demais.

Veja também

Grande Boiadeiro Suiço

Tudo Sobre o Grande Boiadeiro Suiço: Características e Fotos

Trouxemos hoje mais uma raça de cachorro para desvendarmos juntos suas características e suas curiosidades, …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.