Home / Animais / Galinha Bantam Japonês: Características, Ovos, Como Criar e Fotos

Galinha Bantam Japonês: Características, Ovos, Como Criar e Fotos

A criação de galinhas com certeza é uma atividade praticada por uma boa parte da população brasileira, principalmente aquela que vive em uma área mais afastada dos centros urbanos e prefere levar uma vida mais calma.

Por esse motivo, diversas novas espécies de galinhas vão surgindo; seja por conta da criação seja por conta de cruzamentos, se manter informado sobre as “novas” galinhas ou até mesmo descobrir informações sobre as antigas é essencial para ter uma boa criação e estar sempre atualizado.

Portanto, neste artigo falaremos especificamente sobre a galinha bantam japonês, essa espécie está fazendo muito sucesso e vem dando o que falar entre os criadores. Falaremos um pouco mais sobre as suas características, como criá-la, como são seus ovos e muitos mais. Além disso, você também poderá ver diversas fotos para se inspirar na criação!

Características da Galinha Bantam Japonês

Nem todo mundo consegue criar galinhas de tamanho padrão, principalmente por conta da falta de espaço ou da necessidade de ter vários exemplares de galinha em um só lugar, fazendo com que galinhas menores sejam mais atrativas por caberem em grandes quantidades.

A galinha bantam japonês se trata de uma espécie anã, o que significa que ela é menor do que uma galinha normal e que não existem exemplares dessa espécie em tamanho comum, o que a torna ainda mais encantadora e única para quem gosta de criar a ave.

  • Peso

Essa espécie de galinha costuma pesar bem pouco, sendo que o macho pesa quase o dobro da fêmea. Enquanto o macho pesa cerca de 1kg no máximo, a fêmea pode chegar a pesar apenas 500 gramas; ou seja, ela é extremamente leve.

Galinha Bantam Japonês Características
  • Penas

Além de ser uma galinha anã, a galinha bantam japonês é também conhecida por ser uma ave ornamental; isso porque a sua beleza chama a atenção: com diversas cores que variam de exemplar para exemplar e algumas com plumagens nos pés e belos topetes, essa espécie conquista a todos por sua aparência.

  • Resistência

Apesar de poder parecer frágil por toda a sua beleza (herança da descendência asiática), a galinha bantam japonês é muito resistente o que facilita muito a sua criação, principalmente no caso de pessoas que ainda não têm muita experiência com a criação de galinhas.

Porém, para criar a galinha da maneira correta é necessário saber como fazer isso. Portanto, caso você não saiba como criar uma galinha bantam japonês, leia o tópico a seguir.

Como Criar a Galinha Bantam Japonês

O sucesso do desenvolvimento da sua galinha será resultado da forma com que você cuida dela; por isso é essencial que você saiba muito bem como funciona a criação da galinha bantam japonês. Caso você não faça ideia de como criar essa espécie, siga as nossas dicas a seguir.

  • O ambiente

A galinha bantam japonês não é exigente quando o assunto é o ambiente em que ela será instalada. Porém, é necessário tomar alguns cuidados: essa espécie não pode ser exposta a extremos, o que significa que ela não pode ficar exposta ao sol muito forte, chuva ou ventos. Além disso, a presença de grama é essencial para quando ela começar a ciscar.

  • A “acomodação”

O galinheiro deve ser feito de madeira ou alvenaria, com telhas preferencialmente de barro. Assim, ele será resistente e também será um ambiente aconchegante para a galinha.

  • A alimentação

A galinha bantam japonês se alimenta principalmente de ração. Caso você não saiba qual comprar, a ração é a mesma que galinhas de tamanho normal se alimentam, porém, ela deve ser servida em menor quantidade. Além disso, galinhas também amam se alimentar de frutas e verduras, o que pode reduzir os seus custos com alimentos. Quanto a àgua, ela pode ser de qualquer fonte, desde que pura.

  • Os cuidados

Os cuidados com essa espécie não são tantos. Apesar disso, é importante prestar atenção em 2 fatores: elas devem seguir o plano de vacinação da espécie e, no caso de galinhas de diferentes raças juntas, os machos grandes devem ser separados das fêmeas pequenas, ou elas irão se machucar no período de acasalamento.

Os Ovos

Por se tratar de uma galinha menor, é claro que o ovo da galinha bantam japonês também será menor; por isso ele corresponde a 1/3 ou metade de um ovo comum, o que não significa que ele seja menos nutritivo.

Além disso, essa espécie de galinha é extremamente fértil, o que faz com que ela gere cerca de 100 ovos com mais de 40 gramas por ano, podendo atingir até mesmo 130 ovos caso o galinheiro tenha boas condições, elas sejam saudáveis e bem tratadas, sem o estress característico de alguns criadouros.

Outras Informações Sobre a Criação

Por fim, devemos citar algumas outras informações que podem ser importantes caso você esteja pensando em começar um criadouro.

Em primeiro lugar, você pode começar um criadouro apenas com um casal, que irá se reproduzir e também botar ovos; ou seja, você não precisa começar com muitas galinhas. Assim, você vai pegando o jeito com o tempo e se acostuma a cuidar de algumas galinhas antes de ter várias.

Em segundo lugar, é importante ressaltar que a galinha bantam japonês se trata de uma espécie considerada bem diferente, e por isso ela pode ter um custo mais elevado do que as galinhas comuns. Portanto, você encontrará essa galinha por cerca de 150 reais, dependendo do local.

Por fim, podemos dizer que ela começa a se reproduzir entre os 6 e os 8 meses de idade, e dar hormônios para que a galinha acelere esse processo pode ser maléfico tanto para ela quanto para quem irá consumir a carne e os ovos, por isso não é uma opção tão boa. Caso você tenha pressa, é interessante pegar uma galinha que já está mais velha ou investir bem na saúde das filhotes.

Quem diria que uma galinha tão pequena teria tantas informações e exigências não é mesmo? Mas é extremamente importante cuidar dos animais antes de pegá-los para criar!

Quer saber um pouco mais sobre as galinhas? Leia também: Galinha Barbu D’uccle – Características, Ovos, Como Criar e Fotos

Veja também

Cisne: Reino, Filo, Classe, Ordem, Família, Subfamília e Gênero

Cygnus é o gênero taxonômico com o qual as maiores aves aquáticas da família anatidae …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *