Home / Animais / Ficha técnica da Arara e Nome Científico

Ficha técnica da Arara e Nome Científico

Uma das coisas que vem acontecendo há um bom tempo, é achar um animal e dizer o que ele representa para nós seres humanos. Alguns podem chegar a representar países, como a águia nos Estados Unidos, já outro seu humor do dia.

De qualquer forma, essa representação é caracterizada por diversos fatores. O Brasil, é um dos países que mais tem animais o representando. Um desses animais, é a arara. Com algumas espécies, e todas elas aqui no Brasil, não teria como ter uma ave mais brasileira do que ela.

Suas cores, canto e comportamento são bem característicos do Brasil, sempre alegre e feliz. E é sobre essas incríveis aves que iremos falar no post de hoje, contando um pouco mais sobre suas características e outros.

Nome Científico da Arara

O nome científico da arara é Ara + denominação da espécie. Esse nome Ara também é chamado de gênero, e denomina as aves psitaciformes. Dentro dessa classificação, há um total de 15 espécies de araras. A única espécie de arara que não possui o nome Ara no começo é a ararinha azul. O nome científico dela é Cyanopsitta spixii. Infelizmente, a ararinha azul (endêmica da região da Caatinga brasileira) foi recentemente dada como extinta da natureza.

Então, quando achar uma espécie o primeiro nome de seu nome científico é Ara. O primeiro nome representa o gênero e o segundo a determinada espécie. Exemplos:

  • Arara Canindé: Ara ararauna (mais sobre a Canindé: Arara Canindé);
    Arara Canindé
    Arara Canindé
  • Arara Militar: Ara militaris;
    Arara Militar
    Arara Militar
  • Arara Vermelha: Ara chloropterus;
    Arara Vermelha
    Arara Vermelha
  • Arara de Garganta Azul: Ara glaucogularis.
    Arara de Garganta Azul
    Arara de Garganta Azul

Ficha Técnica da Arara

Como falamos, existe uma boa quantidade de espécies de araras pelo mundo. E a maioria está presente aqui na natureza de nosso Brasil. Cada uma delas vai ter características que as diferencia das outras espécies. Porém, para estarem no mesmo grupo, é necessário que tenham muitas semelhanças.

Na nossa ficha técnica sobre a arara, iremos falar sobre essas características físicas e morfológicas que as araras têm em comum. Pode não parecer para a gente, mas elas são consideradas aves de médio a grande porte, com exceção de poucas espécies. Podendo chegar a medir 90 centímetros de comprimento.

Seu bico é bem grosso e duro, além de ser curvado. Toda essa característica é própria para conseguir abrir sementes, frutos e outros alimentos. A sua língua também é bem grossa e de coloração negra. As araras são completamente herbívoras, e podem comer também folhas secas e alguns outros alimentos.

Seus pés também as ajudam em duas questões. São 2 pares de dedos em cada pata, sendo um par virado para frente e o outro para trás. O principal motivo é para ajuda-las a subir e escalar árvores. Pois, apesarem de voarem, não são tão boas e preferem ficar por vários períodos em copas de árvores brincando. E o outro motivo que é para auxiliar a pegar e levar até a boca os alimentos.

Suas penas são grandes e volumosas, e bem coloridas. A coloração depende muito da espécie, mas normalmente é possível ver um pouco de verde, azul e vermelho nelas. Mesmo com colorações que muitas outras aves possuem, as araras são bem mais vibrantes, por isso, fáceis de reconhece-las.

Mais Sobre as Araras

As araras preferem viver em florestas tropicais, onde há mais árvores e uma maior quantidade de alimentos. Porém, é possível encontra-las aqui no Brasil na Caatinga, Mata Atlântica, Pantanal e na Floresta Amazônica.

Costumam ficar a maior parte do dia em copas de árvores, ou em ocos feitos em árvores ou barrancos. Nesse segundo caso, é mais comum quando estão em período reprodutivo, ficando longe de seus predadores e tendo sua privacidade. O período de fecundação varia de habitat para habitat, mas normalmente ocorre entre os meses de dezembro e maio.

Todas as espécies de araras são monogâmicas. Quando escolhem seu parceiro, ficam com ele até morrerem. E caso um deles morra antes, raramente vão atrás de um novo para substitui-lo. Isso é que é lealdade! Há algumas histórias de araras que acabam morrendo de depressão após seu parceiro falecer, mas não há nada

Por diversos motivos, elas costumam andar em grupos médios ou grandes. Às vezes o grupo é formado por pais e filhotes, outras vezes uma maior quantidade de famílias de araras. É uma ótima maneira de evitarem predadores, e ainda por cima superdivertido para elas! Ficam dando cambalhotas e gritando bem alto de lá de cima. Qualquer um que passe há uma boa distância consegue perceber que se trata de um bando de araras no local.

Um outro fato interessantíssimo sobre as araras é a capacidade delas de imitar sons. Além de seu próprio som que utilizam para comunicação, elas são capazes de imitar outros animais. Incluindo os seres humanos. Podem aprender palavras e frases e repeti-las em diversos momentos. Não são falantes como papagaios e algumas outras aves, mas podem ter um pequeno vocabulário.

As araras são muito importantes para a manutenção da vida do planeta. Já que ao se alimentarem de sementes e frutos, elas acabam espalhando essas sementes por vários lugares. Também deixam frutos semi-abertos caírem no chão após comê-los. Esse fator ajuda animais que não possuam capacidade ou não consigam encontrar outro alimento.

Esperamos que o post tenha te ensinado um pouco mais sobre as araras e sua ficha técnica. Não esqueça de deixar seu comentário nos contando o que achou e também deixar suas dúvidas. Ficaremos felizes em ajuda-los. Você pode ler mais sobre espécies de araras e outros assuntos de biologia aqui no site!

Veja também

Morsa

Diferenças e Semelhanças Entre Morsa, Leão Marinho e Foca

Acredito que muitas das vezes você já confundiu um leão-marinho de uma foca, ou achou …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *