Home / Animais / Feneco ou Raposa-do Deserto: Características e Fotos

Feneco ou Raposa-do Deserto: Características e Fotos

As fotos e imagens abaixo não deixam dúvidas de que o feneco (ou raposa-do-deserto) é um dos canídeos com as características mais singulares dentre todos os que habitam essa imensa biosfera terrestre.

Eles são originários de regiões da Península Arábica, Norte da África e Eurásia, onde desenvolvem-se com as características de animais com hábitos crepusculares, bastante afeitos ao ambiente árido e hostil dos desertos e planícies da Península do Sinai, do Deserto do Saara, do Sudoeste de israel, do Deserto da Arábia, entre outras regiões onde eles encontram o ambiente perfeito para se desenvolverem.

O feneco é uma espécie originalíssima, com longas e inconfundíveis orelhas que servem como uma poderosa ferramenta de audição, capaz de detectar uma presa a vários metros de profundidade no subsolo, mas também como um refinado e incomum sistema de ventilação interna, que o ajuda a suportar melhor o clima escaldante daquela região.

Esta é considerada a menor espécie da família Canídae, com não mais do que 40cm de comprimento, mas o suficiente para torná-la um caçador razoavelmente voraz, que não oferece a menor chance para os mais diversos tipos de insetos, pequenos roedores, pássaros, pequenos lagartos; e até mesmo ovos, raízes, frutos e sementes, que podem servir de iguarias na falta da sua dieta favorita.

Uma das curiosidades sobre essa raposinha-do-deserto – que traz esse singelo e curioso apelido de feneco – , é que ela possui características bastante similares à não menos original Vulpes macrotis, a raposa-anã (como podemos ver nessas fotos), a ponto de ter a sua descrição alterada para que contasse entre as espécies do gênero Vulpes (típico da América do Norte), deixando a comunidade dos Fennecus órfã de um dos seus mais ilustres membros.

Fotos, Imagens e Principais Características do Feneco: a Raposa-do-Deserto

Os fenecos, do alto dos seus exuberantes quarenta e poucos centímetros de comprimento, é o menor representante da família Canídae.

Por isso mesmo, sempre que se quer exemplificar com fotos ou desenhos a singeleza dessa espécie, eles são os escolhidos, como verdeiros sinônimos de candura e dos aspectos delicados e frágeis dessa imensa comunidade.

Os exemplares de um feneco costumam pesar entre 0,6 e 1,5kg, geralmente medem entre 25 e 41cm de comprimento e possuem no máximo 20,4cm de altura.

Eles também possuem uma cauda entre 17 e 30cm, orelhas bastante compridas (em torno de 13cm), pelagem entre o creme e o bege, além dos tradicionais focinhos afilados, olhos pequenos e ariscos, densa plumagem a cobrir-lhes os corpos, além de outras características únicas.

Os fenecos geralmente vivem entre 12 e 14 anos (quando domesticados) e entre 8 e 10 anos (em ambientes selvagens); e são considerados animais onívoros, capazes de alimentarem-se dos mais diversos tipos de mamíferos de pequeno porte, além de frutos, raízes e sementes – enquanto, por sua vez, costumam servir de presas para espécies de chacais, corujas, falcões, águias, serpentes, entre outros implacáveis predadores.

Os fenecos não são espécies ameaçadas de extinção – talvez por conta do seu habitat de origem: os terríveis e escaldantes desertos e planícies do Norte da África e do Oriente Médio.

Mas também devido ao hábito de abrigarem-se em tocas razoavelmente profundas, com até 1,3m, o suficiente para protegê-los do assédio dos seus terríveis inimigos – em especial, alguns caçadores de animais exóticos (que vão em busca das suas peles), mas também dos traficantes de animais silvestres, que vêm no animal uma excelente fonte de renda, por serem bastante apreciados pelos ocidentais como animais exóticos de estimação.

O que Essas Fotos e Imagens nos Dizem Sobre as Características Comportamentais do Feneco (a Raposa-do-Deserto)

O comportamento dos fenecos ainda é, de certa forma, um mistério. O que se sabe é que um casal une-se por ocasião da fase de acasalamento e permanecem juntos, em uma união monogâmica, juntamente com os filhotes que vão nascendo a cada ano, formando, assim, um pequeno grupo, que enfrenta, juntos, os seus dias de luta pela sobrevivência.

Essas informações sobre o comportamento dos fenecos costumam ser obtidas pela observação de espécies em cativeiro; e o que se vê é uma comunidade curiosamente alegre e divertida, que interage entre si de forma muitas vezes cômica, latindo, emitindo sons característicos, rolando uns sobre os outros, em uma tremenda farra que parece não ter hora para acabar.

Mas os adultos não deixam de demonstrar, especialmente no período de acasalamento, uma certa agressividade! Nesse período, eles costumam demarcar o território com as suas urinas e fezes; enterrando estas últimas, como forma de demonstrar que aquele espaço ali já tem dono.

De acordo com a União Internacional para a Conservação da Natureza, os fenecos estão entre as espécies com os seus relatórios sobre comportamento e habitat incompletos.

E por isso mesmo já existem esforços que visam garantir recursos suficientes para que equipes de pesquisadores passem a dedicar mais tempo a eles, analisando os seus períodos reprodutivos, nascimento, crescimento, possíveis mobilizações populacionais, entre outras formas de identificar com precisão as suas características essenciais e biológicas.

Dieta e Reprodução dos Fenecos

Além das características que podemos ver nessas fotos e imagens, é importante também conhecermos um pouco mais sobre os hábitos alimentares e a reprodução das raposas-do-deserto – o feneco.

Quanto ao primeiro caso, o que se sabe é que eles são enquadrados na categoria de animais “onívoros”, que adaptam-se bem aos mais diversos tipos de iguarias, entre os quais, insetos, pequenos roedores, ovos, coelhos, lebres, lagartos, sementes, tubérculos, entre outras fontes de nutrientes.

Os fenecos, apesar de não impressionarem tanto pela aparência, são considerados hábeis caçadores, capazes de dar saltos impressionantes para fugir dos seus predadores ou para capturar uma presa, saborear um fruto, degustar uma determinada semente, entre outras necessidades típicas da sua espécie.

No chão, eles também não decepcionam! Um faro extremamente aguçado vasculha cada palmo do chão, enquanto o focinho realiza curiosos giros de 180°, até encontrar uma presa que acreditava estar suficientemente protegida no subsolo.

Para completar, um par de rins extremamente adaptados para condições hostis, permite que eles permaneçam por até alguns dias sem água, podendo ainda beneficiar-se da sua capacidade de absorver a água dos alimentos.

Feneco Filhote
Feneco Filhote

Já a idade reprodutiva dos fenecos surge por volta dos 9 meses. E quando ela surge (por volta do mês de janeiro), eles correm em busca uns dos outros para um acasalamento (geralmente em fevereiro) que resultará (entre fevereiro e abril) numa ninhada de no máximo 3 filhotes, após uma gestação que pode durar até 50 dias.

Estes filhotes nascem com os olhos fechados e as orelha curiosamente caídas. Até que, por volta de 8 ou 10 dias, os seus olhos se abram, as orelhas ergam-se, e eles comecem a preparar-se para uma jornada que poderá durar até os 14 anos de vida (em cativeiro).

O feneco, comumente chamado de raposa-do-deserto, é considerado um canídeo, assim como uma raposa comum, mas o feneco mede apenas cerca de 25 centímetros de altura e chega a pesar apenas 1 ou 2 kg.

Muitas pessoas se referem ao feneco como “raposinha”, devido a sua características física intrínseca com uma raposa comum.

O feneco é um animal presente em quase toda a Península Arábica, e cada vez mais esse tipo de raposa vem sendo domesticada e passam a fazer parte da casa das pessoas.

A habitat mais comum do feneco é o Deserto do Saara no Norte da África.

Além de ser um animal de pequeno porte, o feneco é um animal calmo e carinhoso, e seu tamanho possibilita que as pessoas consigam cuidar dos mesmos de forma bastante prática.

A raposa-do-deserto possui uma alimentação omnívora, se alimentando de qualquer coisa que seja viavelmente consumível, porém, sua alimentação de baseia mais em lagartos e roedores ou frutas e plantas.

Porém, quando domesticados, as pessoas tendem a alimentar a raposa-do-deserto com rações especiais, desenvolvidas para animais selvagens que passam a se adaptar ao convívio humano, tal como o feneco e o serval.

O feneco é um tipo de animal que vive em grandes grupos e possuem um comportamento sociável, onde os mesmos podem dividir uma refeição sem ninguém querer a comida somente para um.

O feneco também é considerado o menor canídeo selvagem existente. Menor que eles estão apenas as raças de cachorro de pequeno porte.

Fotos e Características Comportamentais da Raposa-do-Deserto

O feneco é um animal extremamente sociável e adorável, seja pelo comportamento, seja por sua aparência, que muitas vezes, principalmente enquanto novo, parece ser uma mistura entre gato e cachorro.

Devido seu comportamento amigável e sociável, o feneco tem feito parte da casa de muitas pessoas, principalmente na Península Ibérica, onde convivem amplamente como os cachorros, sendo alimentados por comunidades, enquanto outros ainda vivem em estado selvagem.

Porém, é possível adquirir um feneco através da internet, por exemplo, variando nos valores de mil e dois mil dólares.

Apesar desse comportamento amigável e sociável, exatamente como um cachorro, nem todos os fenecos são domesticados, e milhares ainda vivem em estado selvagem.

Raposa-do-Deserto Dormindo
Raposa-do-Deserto Dormindo

Com uma alimentação omnívora, os fenecos se alimentam basicamente como uma raposa comum da floresta, correndo atrás de coelhos, ratos, esquilos, pássaros, grilos, aranhas, escorpiões, cobras ou comendo ovos e frutas.

A raposa-do-deserto também é exímia em passar longos períodos sem tomar água, já que vivem em ambientes desérticos, conseguem, assim, se adaptar a falta de água e reservar a mesma em seu organismo para casos de necessidade.

A família do feneco tende a permanecer junta, e os irmãos nunca se separam, e passam uma vida inteira brincando uns com os outros.

Tal como os cães, o feneco também marca território através da urina, e se reproduzem em períodos de cio da raposa-do-deserto fêmea.

Domesticação e Cuidados Com a Raposa-do-Deserto

Um feneco pode ser retirado da natureza e se adaptar completamente ao convívio com as pessoas, sem demonstrar agressividade.

Assim como qualquer outro cão, o feneco se tornará dependente da alimentação provida pelo humano, fato esse que necessita de atenção exclusiva, já que a alimentação do feneco não pode ser baseada em qualquer ração.

É preferível que os alimentos do feneco sejam o mais selvagem possível, com carne fresca de animais que o mesmo consome em estado selvagem, como ratos, colehos, pássaros, corujas, ou insetos, tais como gafanhotos, grilos ou sapos e rãs.

Porém, como nem sempre é possível alimentar o feneco dessa forma, há a necessidade de comprar rações exóticas para animais domesticados, que contém proteínas específicas para cada tipo de espécie.

O feneco é uma criatura que vive em climas áridos e extremamente quentes durante o dia e frios durante a noite, por isso precisam de alimentos que compreendas suas massas musculares e gordurosas.

Características da Reprodução da Raposa-do-Deserto

Os fenecos são canídeos monogâmicos, ou seja, a partir do momento em que se reproduzem, os mesmo ficam juntos pelo resto da vida, tomando conta da prole.

Após o período em que a fêmea libera feromônios e há a cópula, o casal fica junto para sempre, assim como os filhotes, que só irão se distanciar após o primeiro ano, período esse em que os mesmos começam a procurar por uma fêmea.

A fêmea do feneco costuma ficar 2 meses grávida, período em que o macho se torna extremamente protetor, fornecendo alimentos para a mesma durante a gravidez e pós-parto, onde a fêmea ficará no ninho, cuidando dos filhotes.

Filhotes de Feneco
Filhotes de Feneco

O número de filhotes varia entre 4 e 6 por gestação, ficando cerca de fez dias cercados pela mãe, até o momento em que começam a andar com vigor.

São os próprios pais que abrem os olhos dos pequenos com sucessivas lambidas, e os filhotes irão mamar por cerca de um mês até poderem comer presas trazidas pelos pais.

Os filhotes atingem a fase adulta com cerca de 9 meses, atingindo a maturidade sexual após um ano de idade.

Geralmente, o ninho do feneco é escondido em algum tipo de buraco na terra ou entre rochas, podendo até servir de lar definitivo se for bem arranjado e protegido.

Não se sabe ao certo quanto tempo o feneco vive em estado selvagem, mas em cativeiro ou de forma domesticada, eles podem atingir de 12 a 15 anos de vida.

Curiosidades e Fotos da Raposa-do-Deserto

  • O feneco, apesar de ser considerado um canídeo, possui comportamentos muito parecidos com os felinos, pulando até cerca de um metro de altura, apesar de possuírem apenas 20 cm de tamanho e 40 cm de comprimento.
  • A alimentação incorreta do feneco domesticado o levará a inanição devido a falta de proteínas exclusivas que são necessárias para a dieta de animais selvagens.
  • Os principais predadores do feneco são as aves de rapina, como a águia, o falcão e algumas corujas de grande porte, o lince-do-deserto, também chamado de caracal, o chacal, os coiotes e as hienas.
  • Cuidar de um feneco é exatamente como cuidar de um cão; eles irão atender pelo ome, irão rosnar, latir e passar a maior parte do tempo brincando uns com os outros, e também adoram banhos.
  • O feneco não se adapta perfeitamente bem aos climas frios, pois é naturalmente adaptado às altas temperaturas dos desertos.

Veja também

Ficha Técnica Do Pinscher: Peso, Tamanho E Nome Cientifico

As raças de cachorro espalhadas por aí possuem características bem próprias, e bem interessantes. O …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *