Home / Animais / Como Fazer a Tilápia Crescer Mais Rápido?

Como Fazer a Tilápia Crescer Mais Rápido?

As tilápias são peixes pertencentes à subfamília taxonômica Pseudocrocidolita. Atualmente já foram encontradas cerca de 20 espécies de tilápias, sendo a tilápia do Nilo (nome científico Oreochromis niloticus) a espécie mais famosa e até mesmo favorita entre os piscicultores.

As tilápias forma introduzidas no Brasil na década de 50, alcançando o auge comercial nos aos 70. Todavia, esse crescimento foi ainda maior nos posteriores, uma vez que entre 2005 e 2015, a tilapicultura cresceu cerca de 225% no país.

As tilápias naturalmente apresentam boa velocidade de crescimento (principalmente, no caso da espécie tilápia azul); mas os piscicultores estão sempre em busca de métodos ou dicas para acelerar esse crescimento e, consequentemente, aumentar a produtividade.

Neste artigo, você conhecerá algumas informações e dicas sobre estes peixes, dentre elas dicas de como fazer a tilápia crescer mais rápido.

Então venha conosco e boa leitura.

A Produção de Tilápia no Brasil

O Brasil está entre os dez países com maior produção de tilápia do planeta, sendo que este ranking é liderado pela China. Os estados com cultivo mais intenso são o Ceará, São Paulo e Paraná.

O ano de 1953 representa o primeiro registro de tilápia no país. O peixe teria sido adquirido a partir de uma companhia de energia em São Paulo.

No ano de 1971, alguns governos estaduais do Nordeste ‘investem’ na criação de tilápias, colocando-as em reservatórios públicos. Apesar dos esforços, o resultado não foi o esperado.

Um novo tipo de tilapia desembarcou no Brasil no ano de 1971. Contudo, as tilapias vermelhas (coloração decorrente de mutação genética) apresentaram dificuldade de adaptação.

No ano de 1996, chegou ao país uma linhagem de tilápia do Nilo que teria passado por um processo de melhoramento na Tailândia. Esta variedade, assim como outras, obtiveram grande sucesso por aqui.

No ao de 2015, a produtividade de tilápias já era tão elevada que ultrapassou a marca de 219 mil toneladas.

Compra de Alevinos para Criação de Tilápias

Criadores de tilápia adquirem estes peixes quando estão em fase de alevino (ou seja, ‘filhotes’). Na aquisição, tais peixes devem pesar cerca de 30 gramas.

Criação de Tilápias
Criação de Tilápias

Após o período de aproximadamente 6 meses, as tilápias que foram adquiridas como alevinos, estarão com uma média de peso entre 700 gramas a 1 quilo. Com esta pesagem, as tilápias estão prontas para serem abatidas. Mesmo tendo essa estimativa de ganho, é importante pesar os peixes previamente. Tal pesagem não deve ser realizada com muita frequência, de modo a não causar ‘estresse’ ou agitação por manipulação excessiva.

A Criação de Tilápias Representa Algum Perigo Ambiental?

Estudiosos da área, não são tão favoráveis à criação de tilpaias. Tal posicionamento ocorre pois o peixe pode ser cultivado em represas, lagos, reservatório e outros espaços de água pública. Como apresenta um perfil naturalmente dominador, pode representar ameaça a outras espécies que sejam nativas do local.

Em um estudo publicado no site Veja Saúde, após a instalação de tanques de tilápias em um rio barrado, observou-se que 11 das 14 espécies nativas foram extintas. Todavia, nem todos os estudos mostram o mesmo resultado, assim como nem todos os especialistas concordam neste quesito.

Criação de Tilápias e o Meio Ambiente
Criação de Tilápias e o Meio Ambiente

O cultivo em águas públicas ocorre dentro de tanques-rede. Para regulamentar este cultivo (mais precisamente em águas da união), é importante que o aquicultor obtenha registro junto ao Ministério de Agricultura, bem como licenciamento  perante à Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema); e até mesmo autorização de uso da água pela Gerência Regional de Patrimônio da União (GRPU).

Como Fazer a Tilápia Crescer Mais Rápido?

Quem trabalha com piscicultura, pode perceber que o crescimento não ocorre de modo uniforme, uma vez que é mais intenso nos primeiros anos que antecedem a chegada da maturidade sexual. No entanto, após esse período, tende a tornar-se mais homogêneo, começando a ser influenciado por fatores como a temperatura e pH da água; oferta de ração; assim como qualidade da água.

Em relação à alimentação, é importante que as tilápias recebam rações que passaram por um processamento adequado, uma vez que, quando lançadas no meio aquático, podem perder os nutrientes (especialmente os compostos solúveis). O mal aproveitamento dos nutrientes contidos na ração também pode prejudicar o crescimento das tilápias. Dessa forma, selecionar a ração adequada é a estratégia ideal.

Pensando no aproveitamento, a ação pode vir em 3 formas básicas, sendo eles a ração farelada, a ração peletizada e a ração extrusada. O formato farelado, em particular, é ideal para a alimentação dos alevinos.

Manter a temperatura estável também garante um bom crescimento para as tilapias. A recomendação é que esta temperatura esteja compreendida em 26 a 30 °C. Temperaturas acima de 38 °C e abaixo de 10 °C podem ser fatais. No entanto, o comprometimento do crescimento e desenvolvimento também se manifesta em oscilações menores, como é o caso de temperaturas acima de 30 °C e abaixo de 26 °C.

Manter a água no pH recomendado (isto é, neutro) também é uma forma de aumentar/garantir um bom crescimento. Alterações neste padrão recomendado (seja através de um pH ácido ou básico), naturalmente deixa as tilápias mais fragilizadas. No caso do pH ser ácido demais, as tilápias ainda podem morrer por asfixia, causada pelo acúmulo de muco no corpo e nas brânquias.

Caso as tilapias sejam criadas em açudes particulares, uma dica é estar atento à deposição de resíduos de matéria orgânica (vegetal ou animal) no fundo. Realizar a limpeza periódica do local, também é uma forma de promover maior qualidade da água e, com isso, otimizar o crescimento e desenvolvimento destes peixes.

Um viveiro com superpopulação também implica em atraso no crescimento individual, uma vez que aumenta a disputa por alimentos, deposição de resíduos (comprometendo a qualidade da água) e até mesmo conflitos por território.

*

Gostou das dicas ?

Este artigo foi útil pra você ?

Queremos muito saber a sua opinião sobre o conteúdo gerado por aqui. Afinal, nosso compromisso é com você, caro leitor.

Sinta-se sempre bem-vindo. Que tal dar uma olhadinha em outros artigos também ? Garanto que encontrará outros temas de seu interesse.

Até as próximas leituras.

REFERÊNCIAS

CPT. Tilápias: Manual Prático de Criação. Disponível em: <http://cptstatic.s3.amazonaws.com/pdf/cpt/piscicultura/tilapias-cursos-cpt.pdf>;

Nutrição & Saúde Animal. Como Criar Tilápia ? Confira 6 Dicas Essenciais Sobre Como Funciona. Disponível em: <https://nutricaoesaudeanimal.com.br/como-criar-tilapia/>;

Sansuy. Crescimento dos peixes: 6 cuidados que você precisa observar. Disponível em: <https://blog.sansuy.com.br/crescimento-dos-peixes-6-cuidados-que-voce-precisa-observar/>;

SPONCHIATO, D. Veja Saúde. Tilápia, o peixe que dominou o Brasil. Disponível em: <https://saude.abril.com.br/alimentacao/tilapia-o-peixe-que-domina-o-brasil/>;

Veja também

Hábitat do Iaque

Hábitat do Iaque: Onde Eles Vivem?

Os iaques ou yaks (nome científico Bos grunniens) são bovídeos encontrados em áreas de levadíssima …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *