Home / Animais / Cervídeos do Brasil : Guia de Identificação de Família e Espécie

Cervídeos do Brasil : Guia de Identificação de Família e Espécie

Como todos já devem saber, a fauna brasileira é extremamente complexa e rica, e por esse motivo a diversidade de animais é tanta que muitas vezes as pessoas acabam por não conhecer a maioria das espécies que habitam nosso planeta.

Por esse motivo, é muito importante estudar sobre os animais e seus hábitos; dessa forma ampliamos nosso conhecimento e também temos uma maior noção dos habitantes que compartilham a natureza conosco.

Portanto, no artigo de hoje iremos falar um pouco mais detalhadamente sobre os cervídeos (ou cervos), e mais especificamente como identificar a família e as espécies desse animal de uma maneira simples, por meio de um guia de identificação.

A Família Cervidae

O conceito de família nada mais é do que uma divisão da Ordem na classificação científica; por isso, todos os animais de uma família pertencem à mesma ordem, mas nem todos os animais de uma ordem pertencem a mesma família.

A família Cervidae é uma ramificação da ordem Artiodactyla (que também possui animais como o boi e a cabra) e possui também outras subfamílias, como a Cervinae e a Capreolinae.

Com isso, é necessário que você saiba identificar as características da família Cervidae para que seja possível definir e principalmente reconhecer os animais que fazem parte dela – nesse caso os cervos ou cervídeos.

Portanto, vamos agora listar alguns características (principalmente físicas) dos cervídeos, de forma que você consiga atribuir características a essa família e entenda bem como são os animais que fazem parte dela.

Guia De Identificação – Família Cervidae

Antes de mais nada, é importante sabermos bem qual o local em que esses animais vivem; dessa forma, se encontrarmos um animal parecido em um local não listado aqui, saberemos que não se trata de um animal da família Cervidae.

Quanto à localização, podemos encontrar animais da família Cervidae em todos os continentes; o que significa que eles estão presentes na Europa, na Ásia, na América do Norte, na América do Sul e no norte da África; além disso estão presentes também na Oceania. Apesar de estarem presentes em todos os continentes, eles não podem ser encontrados na região central da América.

Por meio da localização o processo de identificação se torna um pouco mais difícil; então, precisamos ver agora as características físicas desses animais.

  • Características Físicas

Os cervos (ou veados) são animais com pernas bem compridas e de pouca espessura, além disso suas orelhas são grandes, ao contrário de seus rabos. Os animais da família Cervidae ainda possuem quatro cascos: dois grandes e dois pequenos.

Macho Adulto de Veado Campeiro no Parque Nacional da Serra da Canastra
Macho Adulto de Veado Campeiro no Parque Nacional da Serra da Canastra

Quanto à coloração dos servos, a pelagem costuma ser marrom (claro ou escuro, dependendo da localização) e ela também possui algumas partes em tonalidade branca, principalmente no peito do animal. Uma característica interessante é que o pelo do cervo pode ser mais grosso ou mais fino de acordo com a região em que ele vive, e isso se dá como uma forma de proteção contra baixas ou altas temperaturas.

Outra característica que pode ajudar muito na hora de identificar o cervo são as galhadas, que estão presentes na maioria dos machos e nas fêmeas de renas.

Por meio das características físicas e do local de habitação já fica muito mais simples de reconhecer um animal da família Cervidae; mas agora vamos também te ensinar como reconhecer qual espécie de cervídeo você está vendo.

As Espécies De Cervídeos

É claro que seria praticamente impossível caracterizarmos todas as espécies existentes na família Cervidae, principalmente porque muitas ainda estão sob estudos de cientistas.

Porém, é possível analisarmos as características das espécies de acordo com seus gêneros. Nesse caso, os gêneros pertencentes à família Cervidae são: Rangifer, Hippocamelus, Mazama, Blastocerus, Ozotoceros, Pudu.

Portanto, vamos ver agora as espécies pertencentes a cada gênero e mais algumas características dos mesmos.

Guia de identificação – espécies de cervídeos

  • Gênero Rangifer

Espécie existente: Rangifer tarandus

Rangifer Tarandus
Rangifer Tarandus

Essa espécie se trata do animal chamado popularmente como Rena. Podemos identificá-la por meio de seu pelo espesso e sua coloração esbranquiçada na região do pescoço. Ela pode ser encontrada em regiões frias, como o Canadá, o Alaska e a Escandinávia.

  • Gênero Hippocamelus

Espécies existentes: Hippocamelus antisensis e Hippocamelus bisulcus

Hippocamelus Bisulcus
Hippocamelus Bisulcus

Essas espécies englobam os animais conhecidos como Taruca e Huemul. Eles podem ser identificados facilmente pois vivem apenas na América do Sul; além disso, possuem galhadas menores do que os outros cervídeos e patas mais curtas.

  • Gênero Mazama

Espécies existentes: Mazama gouazoubira, Mazama nana e Mazama bororo.

Mazama Gouazoubira
Mazama Gouazoubira

Essas espécies englobam os animais conhecidos como veado-catingueiro, veado-mateiro-pequeno e veado-mateiro. Elas podem ser encontradas no Brasil e não possuem galhadas na maioria das vezes, logo são facilmente reconhecíveis.

  • Gênero Blastocerus

Espécie existente: Blastocerus dichotomus

Blastocerus Dichotomus
Blastocerus Dichotomus

Conhecida popularmente como cervo-do-pantanal, essa espécie e encontrada no Brasil e na Argentina. É facilmente reconhecida pois apresenta coloração alaranjada e galhadas bem pequenas e afiadas.

  • Gênero Ozotoceros

Espécie existente: Ozotoceros bezoarticus

Ozotoceros Bezoarticus
Ozotoceros Bezoarticus

Conhecida popularmente como veado-campeiro, essa espécie é encontrada por toda a América do Sul e pode ser diferenciada pois as fêmeas não possuem galhadas e ambos os gêneros possuem pernas curtas se comparado aos outros animais.

  • Gênero Pudu

Espécies existentes: Pudu mephistophiles e Pudu puda

Pudu Mephistophiles
Pudu Mephistophiles

Essas espécies representam animais de pequeno porte e sem galhadas, muito diferentes de todos os outros que citamos. Ambos são vulneráveis à extinção e por isso não são tão encontrados na natureza; mas seu habitat natural é a América do Sul, tendo como destaque a Cordilheira dos Andes. Eles possuem uma coloração marrom escura e pelo bem espesso, pesam no máximo 10kg e quando possuem chifre, ele não possui mais do que 4cm.

Com todas essas características dos animais que fazem parte da família Cervidae e as espécies existentes nela você com certeza já consegue identificar muito melhor como são os cervídeos de maneira muito mais simples e didática por conta de nosso guia de identificação presente nesse texto!

Quer saber um pouco mais sobre os cervídeos e não sabe onde encontrar informação? Não se preocupe, nós temos o texto certo para você. Para isso, leia também em nosso site: Cervo do Pantanal: Características, Projeto, Extinção e Fotos

Veja também

Flamingo Pequeno: Características, Nome Cientifico e Fotos

O flamingo-pequeno é o menor de todos os flamingos, mas tem o maior número de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *