Home / Plantas / Tudo Sobre a Flor Dália: Características, Nome Científico E Fotos

Tudo Sobre a Flor Dália: Características, Nome Científico E Fotos

Pra quem é fã de flores, certamente já deve ter ouvido falar de uma muito bonita chamada Dália. Trata-se realmente de uma planta com bastante potencial ornamental, e que vamos explorar mais das suas características a seguir.

Aspectos Gerais Da Flor Dália

O nome científico dessa flor é Dahlia pinnata Cav., e Dahlia nada mais é do que um gênero botânico que abrange a família das Asteraceae, da qual pertencem um grande número de flores que chamamos popularmente de “compostas”.

O porte dessa herbácea é médio, e também podemos dizer que se trata de uma planta perene. Quando se encontra na fase adulta, ela pode chagar até 1,50 m de comprimento, sendo que ela é originária do México. Por sinal, os nativos que vivem ali foram os primeiros a cultivar as Dálias, ainda no período Asteca. Por isso, desenvolveram técnicas de plantio usadas até hoje.

Foi somente no século XVIII, no entanto, que a Dália atravessou o oceano, chegando na Europa, por intermédio de um diretor do Jardim Botânico de Madrid. Cabe ressaltar que a planta se deu muito bem no clima temperado europeu.

Nisso, a expansão da flor pela Europa nórdica se deu por meio do botânico sueco Anders Dahl, e foi justamente por causa de seu nome, que a Dália veio a ser batizada assim. Tanto os povos franceses, quanto os holandeses, foram os que mais incentivaram o plantio dessa flor. Foram eles que, inclusive, desenvolveram tipos híbridos da Dália, e foram também os imigrantes europeus que disseminaram essa flor aqui no Brasil.

Pra se ter uma ideia, atualmente, estre espécies híbridas e naturais, temos mais 3 mil variedades dessa planta, que podem ser encontrada em diversas cores, formas, tamanhos e até mesmo adaptações aos mais diferentes tipos de ambientes.

Características Mais Específicas Dessa Flor

Em geral, usa-se o termo “bulbo” para se referir à parte subterrânea da planta, e que é usada como forma de reprodução para as Dálias. No entanto, o mais correto é afirmar que as Dálias se reproduzem por meio dos tubérculos, aqueles caules modificados em forma de raiz, que são arredondados e hipertrofiados. Importante destacar também que essa parte das dálias funciona como uma reserva de amido, o que acaba sendo providencial para a “alimentação” da planta.

Flor Dália Rosa
Flor Dália Rosa

Ao mesmo tempo, esses mesmos tubérculos apresentam saliências que recebem o nome de olhos ou mesmo de brotos (as famosas gemas). Porém, quando de se trata do comportamento padrão e do plantio em si, o tubérculo tem muitas semelhanças com o bulbo da Dália. Além desta, outras plantas que se reproduzem através dos tubérculos são as batata-inglesas, os carás e os inhames., só para ficar nos exemplos mais óbvios e conhecidos.

Preliminares Do Plantio Da Dália?

Primeiro de tudo, é importante frisar que as Dálias desenvolvidas a partir de sementes são justamente aquelas que são mais vendidas com cores misturadas. Contudo, quando o cultivo é realizado por meio de tubérculos, é possível fazer a escolha prévia da cor que se quer obter.

Caso faça a compra da planta, o mais recomendável é que se adquira aquelas que tenham tubérculos maiores, pois, dessa forma, as flores são abundantes e de tamanho avantajado. Ou seja, nesse caso, quem decide o tamanho das flores é você, escolhendo proporcionalmente o tamanho desses tubérculos.

Dália no Jardim
Dália no Jardim

O ambiente para o plantio precisa ser um que tenha bastante luz, e com incidência direta do sol (nem que seja durante apenas algumas horas durante o dia). Outra dica essencial antes do plantio propriamente dito é que o local onde a flor irá ficar seja protegido de ventos fortes, visto que os seus ramos podem se quebrar com relativa facilidade, graças ao peso das flores.

Importante frisar ainda que climas tropicais e subtropicais são os preferidos dela, com temperatura que girem entre 13º C e 25º C. Já com relação à propagação, esta precisa ser feita ou através de sementes, ou por meio de suas raízes tuberosas, e, por fim, através de estacas.

Cultivando a Dália

O plantio propriamente dito dessa flor pode ser feito em qualquer solo, já que, em relação a isso, ela não é tão exigente. Nesse aspecto, o único cuidado que se deve ter é que o solo não pode ser nem muito ácido, nem muito alcalino. Mesmo que ela se adapte bem a qualquer solo, no entanto, o ideal é aquele que seja argiloso, bem drenado e rico em material orgânico.

Caso o plantio seja feito por meio de sementes, estas já podem ficar no local definitivo da planta, a cerca de 0,5 cm de profundidade. No entanto, se forem plantadas em sementeiras, assim que atingirem 8 cm de altura, é necessário fazer o transplante da flor. A germinação se dá entre 1 e 3 semanas.

Cultivando a Dália em Vaso
Cultivando a Dália em Vaso

Já se o plantio for através de raízes tuberosas, estas precisam ser enterradas até uma profundidade de, no máximo, 15 cm. Importante que a parte onde o caule será originado seja colocado pra cima. Logo em seguida, basta regar, e esse procedimento também poderá ser feito caso o plantio seja em vaso. Neste caso, porém, faz-se necessário usar mais substrato.

O mais indicado é o plantio de variedades que sejam de baixo porte, e fique atento para a incidência de luz solar direta (pelo menos, umas 4 horas diárias),e  para regas que sejam bastante frequentes.

Em termos de espaçamento, caso a variedade plantada seja de baixo porte, e sendo anuais, cultivadas em canteiros, o mais indicado é usar um espaçamento entre 30 e 50 cm, mais ou menos. Para variedade maiores de Dália, o ideal é entre 50 e 90 cm.

Por fim, as adubações precisam ser ricas em fósforo e potássio. Adubos químicos precisam ter uma proporção de 4-14-8 de NPK. Tal fórmula favorece o florescimento rápido da planta, e ainda fortalece suas hastes, algo essencial para que as flores fiquem bem seguras. Complementando, você pode fazer uso de adubos orgânicos tranquilamente.

Só ressaltando que as sementes dessa flor podem ser adquiridas em saches vendidos em lojas especializadas. Já as raízes tuberosas são mais complicadas de achar, mas, ainda assim, dá pra encontrar em lojas do ramo.

Veja também

Nectarina Colombiana: Caracteristicas, Muda e Fotos

Olá, durante o artigo de hoje você vai conhecer a Nectarina Colombiana e suas principais …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *