Home / Plantas / Tipos De Cactos Que Florescem: Quais São? Fotos E Dados

Tipos De Cactos Que Florescem: Quais São? Fotos E Dados

Quando se pensa em cactus, geralmente, o que vem à mente são plantas secas, repletas de espinhos, e só. Mas, existem também alguns tipos de cactus que dão lindas flores, e é sobre eles que falaremos agora.

Afinal, Cactos Florescem?

Na verdade, é bom esclarecer uma coisa: todas as plantas dão flores, inclusive, os cactos. A questão é que algumas dessas flores são bem mais vistosas do que outras, ao passo que algumas são inflorescências muito discretas, que, de fato, passam despercebidas.

No caso das cactos, quando algumas espécies dão flores vistosas, geralmente, são inflorescências de cores bem vivas, contrastando totalmente com a tonalidade monocromática do cacto em si. A depender da espécie, eles podem ser rápidos o suficiente para apresentarem a primeira florada em pouquíssimo tempo. Outros, no entanto, podem demorar anos para mostrarem suas primeiras flores. É preciso ressaltar, no entanto, que o florescimento em um cacto só acontece quando este atinge sua fase adulta.

Um bom exemplo disso é a espécie de nome científico Astrophytum myriostigma, que pode demorar até 7 longos anos para finalmente apresentar sua flor. Contudo, depois que a primeira surge, há floradas anuais desse cacto, sempre durante a primavera e o verão.

Outras espécies, contudo, podem ser do agrado de quem não quer esperar tanto tempo assim, como é o caso do Tacinga inamoena, um cacto nativo do nordeste brasileiro. Após uns 2 anos de cultivo, a primeira flor dele já começa a surgir, com uma coloração que mistura amarelo e laranja.

Quanto aos espinhos que todos os cactos possuem, eles são necessários como mecanismo de defesa contra animais que queiram a água armazenada neles, e também substituem as folhas, diminuindo, assim, a área de perda de umidade.

A seguir, mostraremos alguns exemplos de cactos que apresentam lindas flores em sua composição natural, e que podem embelezar tanto sua casa, quanto seu jardim.

Cacto Amendoim (Nome científico: Chamaecereus silvestrii)

Cacto Amendoim
Cacto Amendoim

Por conta do tamanho proeminente de suas hastes, esse cacto aqui é chamado popularmente de amendoim. Originário da Argentina, ele possui um crescimento do tipo ramificado, com o seu tamanho podendo atingir cerca de 30 cm de altura. É na primavera que flores de coloração vermelha bem forte aparecerem, fazendo deste um dos cactos floridos mais bonitos que existem.

Podendo ser cultivado à meia sombra, é uma planta excelente para fins decorativos. O mais interessante dessa espécie é que ela é resistente a temperaturas muito baixas, na casa dos – 7° C.

Cacto Almofada de Alfinetes (nome científico: Mammillaria)

Cacto Almofada de Alfinetes
Cacto Almofada de Alfinetes

Com um formato arredondado, esse cacto ganhou o nome popular devido aos espinhos se posicionarem com alfinetes em uma almofada de costura. Contudo, é uma espécie que cresce pouco, com a sua altura máxima não ultrapassando os 10 cm.

Devido ao seu tamanho reduzido, a melhor alternativa é plantá-lo em vasos. Os cuidado se restringem à muita luz solar, pouca água e solo com areia e calcário fino.

Cacto Botão (nome científico: Epithelantha micromeris)

Cacto Botão
Cacto Botão

Mesmo sendo um cacto que não cresce muito, é um dos tipos mais decorativos que existem, devido ao seu formato redondo e às suas flores avermelhadas. Um atrativo a mais é que após a floração esse cacto produz um fruto (igualmente avermelhado), que, inclusive, é comestível.

O cultivo dele precisa ser a sol pleno, e com regas eventuais.

Cacto Cory (nome científico: Coryphantha ramillosa)

Cacto Cory
Cacto Cory

Tendo como países de origem os EUA e o México, essa espécie de cacto é tão rara que chega a ser considerada em perigo de extinção pelas autoridades norte-americanas. É na primavera que ele dá uma flor lilás muito bonita, com uma coloração mais puxada para o roxo.

Em termos de tamanho, é outro que não cresce muito (cerca de 9,5 cm, mais ou menos), podendo, inclusive, ser plantado em uma xícara. O seus espinhos menores são de coloração clara, na maior parte das vezes, brancos. O melhor substrato para plantar esse cacto é o calcário.

Cacto Pedra ou Capuz de Monge (nome científico: Astrophytum ornatum)

Cacto Pedra
Cacto Pedra

Essa espécie de cacto possui uma aparência bem diferente dos demais, possuindo um formato cilíndrico, com oito costelas bem demarcadas. Em termos de aparência, apresenta leves pontos brancos espalhados por ele de maneira uniforme. Já as suas flores possuem um tom amarelado, podendo ser plenamente vistas durante a estação do verão.

O ideal é cultivá-lo nos dias mais frios do inverno, sempre em local ensolarado, e em solo que seja rico em material orgânico, e que, paralelo a isso, tenha muita areia e britas bem finas que sirvam a uma boa drenagem. É um ótimo cacto para jardins rochosos, ou mesmo plantado em bacias, junto com outros cactos pequenos e suculentas.

Flor de Maio (nome científico: Schlumbergera truncata)

Flor de Maio
Flor de Maio

Muitos já devem ter se deparado com essa planta por aí, porém, talvez poucos saibam que se trata, na verdade, de um tipo de cacto, e que é, inclusive, brasileiro. Pode ser cultivado sem problema em vasos como se fosse planta pendente.

Já a sua belíssima floração, como não poderia deixar de ser (até pelo seu nome popular) acontece nos meses de maio, mas também em outros meses do outono. O plantio desse cacto precisa ser com adubo orgânico, preferencialmente, húmus de minhoca.

Cacto Flor de Outubro (nome científico: Hatiora rosea)

Guardando semelhanças com a Flor de aio, esse cacto aqui floresce nos meses da primavera, e é também uma ótima opção decorativa. O seu cultivo deve ser feito em solo que seja fértil, realizando regas bem espaçadas entre si, e preferencialmente à meia sombra.

Esse tipo de cacto cresce ereto, mas, com o passar do tempo, vai se tornando arqueado e pendente devido ao comprimento e ao peso. Plantas mais velhas, portanto, podem servir muito bem para um belo efeito cascata em uma varanda ou sacada, por exemplo. Servem até mesmo a uma moda de recente de cultivar plantas em vaso de cabeça para baixo, o que dá um efeito bem interessante nesse tipo de cacto.

Cacto Flor de Outubro
Cacto Flor de Outubro

Agora que você já sabe que cactos dão, sim, flores (e algumas muito bonitas, por sinal), agora é a sua vez de tentam conseguir alguma dessas espécies que citamos aqui, e tornar o seu ambiente mais bonito com essas incríveis plantas.

Veja também

Quais os Males que a Chia Pode Causar?

A chia (nome científico Salvia hispanica L.) é uma semente que vem se tornando bastante …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *