Home / Plantas / Quanto Tempo Leva Para Nascer uma Suculenta?

Quanto Tempo Leva Para Nascer uma Suculenta?

As suculentas são plantas muito conhecidas por acumular água em suas raízes, folhas e caule. Isso é essencial para que o vegetal possa sobreviver durante períodos de estiagem e possa se adaptar muito bem em regiões onde o clima é muito quente e seco. Separamos algumas dicas de como cultivar a planta. Vamos conferir?

Como Cultivar as Suculentas

As suculentas se adaptam muito bem em ambientes pouco habitados. Com a captação da umidade em diversas partes da planta, elas conseguem se desenvolver muito bem com pouquíssima água. A forma mais prática de reprodução da suculenta é por meio da queda das folhas no solo. Como a planta possui grande quantidade de água em suas folhas, as raízes acabem se hidratando e proporcionando o desenvolvimento da nova muda.

O solo ideal para cultivar a suculenta deve ter porosidade e não pode acumular umidade. Até mesmo a areia pode ser usada para a propagação do vegetal, além de um bom preenchimento com material orgânico. Esse tipo de planta aprecia muito o esterco, já que ele auxilia bastante o crescimento da suculenta.

Destaque uma folha da suculenta na parte de baixo do caule escolhendo aquelas que não estão quebradas. Isso é importante porque é justamente na base que se formam as raízes da nova planta.

Em Quanto Tempo a Suculenta Nasce?

A suculenta leva cerca de vinte dias para apresentar as raízes firmes para serem transportadas para outro local. Depois desse período, você deve molhar o solo arenoso ou utilizar uma faca para afofar a terra e posteriormente retirar a muda cuidadosamente.

Caso a terra permaneça grudada nas raízes após a retirada, você deve deixar pois essa areia vai auxiliar bastante na formação e fortificação das raízes. Assim, elas poderão captar todos os nutrientes necessários para a sobrevivência e um crescimento sadio e exuberante.

Muitas vezes não é necessário plantar as folhas para que elas germinem, sendo apenas preciso colocá-las sob a terra para iniciar o enraizamento. Por volta de sete dias já é possível identificar a formação das primeiras raízes. Em contato com a terra, elas “suga” os nutrientes necessários para que o vegetal forme os primeiros brotos.

Cuidados ao Fazer a Mudança da Suculenta de Vaso

Após a formação da muda e o enraizamento completo você pode fazer o transplante para um novo vaso. Não esqueça de colocar algum material no fundo do recipiente para que a drenagem possa ser feita corretamente. Podem ser pedrinhas de brita, caco de telhas, argila ou até seixo.

Os cuidados com as suculentas não diferem muito dos cuidados que temos com a maior parte das plantas e você deve caprichar nas regas e colocar o vaso com acesso aos raios solares. Com o surgimento das primeiras folhas novas você deve reforçar a adubação para que o crescimento da planta acelere.

Suculenta de Vaso
Suculenta de Vaso

Quando a planta apresentar crescimento mais avançado, a orientação é que as regas aconteçam quinzenalmente. Lembre-se de deixar a suculenta em um local com bastante luminosidade e observe que o solo não deve receber excesso de água, já que as folhas da planta armazenam umidade e podem sofrer com o apodrecimento. Nos períodos chuvosos proteja a sua suculenta!

Curiosidades Sobre as Suculentas

Para encerrar nosso artigo, confira algumas curiosidades sobre essas plantas:

  • O nome suculenta foi dado em função das folhas do vegetal que possui grande capacidade de acumular líquido. Elas são compostas de grande abundância de seiva.
  • Mesmo com uma aparência muito semelhante à dos cactos, as suculentas não pertencem a mesma espécie deles. Uma das espécies de suculentas mais conhecidas é a babosa, também conhecida como aloe vera.
  • Existe uma infinidade de cores de suculentas e podemos encontrá-las até mesmo nas cores: vermelha, rosa, azul e roxo.
  • A capacidade de absorver umidade é possível graças aos pequenos pelos que existem nas suas folhas. A retenção desse líquido é muito importante para que a planta possa sobreviver em momentos em que a água é escassa. Portanto, evite regar a suculenta de forma excessiva, pois ela pode acabar morrendo.
  • Outro exemplo de suculenta muito famosa é a conhecida Espada de São Jorge, também conhecida como Espada de Santa Bárbara, sempre muito associada a crença de que o vegetal espanta o mau-olhado. Lembrando que essa planta pode ser nociva aos seres humanos se consumida.
  • Você sabia que os vasos feitos de plástico não são indicados para o crescimento das suculentas? Isso acontece porque eles não possuem o sistema de drenagem mais adequado para a planta. Outro detalhe importante é o tamanho do vaso: priorize os maiores para que as raízes da suculenta possam se desenvolver com bastante espaço, ok?
  • Existem milhares de espécies de suculentas em todo o mundo, mas todas elas possuem essa incrível característica de acumular água nas suas folhas.

Se você está pensando em iniciar um jardim na sua casa, as suculentas são uma excelente opção, pois o seu cultivo é muito simples. Fique atento para que o solo fique sempre rico em material orgânico e não esqueça que água demais pode fazer a sua plantinha não resistir. E aí? Gostou de conhecer sobre as suculentas? Compartilhe esse artigo nas suas redes sociais e também com os seus amigos. Caso tenha ficado alguma dúvida é só nos deixar um comentário, ok?

Foi um grande prazer contar com a sua leitura e esperamos que você visite sempre o Mundo Ecologia. Aqui temos conteúdos atualizados sobre animais, plantas e natureza todos os dias!

Veja também

Como Plantar Vinca em Vaso em Casa?

A vinca-de-madagascar ou simplesmente vinca (nome científico Caranthus roseus) é um vegetal de fácil propagação, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *