Home / Plantas / Quando Ocorreu o Ciclo do Algodão no Brasil? Como Foi?

Quando Ocorreu o Ciclo do Algodão no Brasil? Como Foi?

A história da economia brasileira é bastante simples de dividir, já que o Brasil sempre teve ciclos muito marcantes em relação a exportações. Desse modo, como o país sempre teve uma posição agroexportadora, em geral a matéria-prima mais exportada era levada ao resto do mundo e produzida em larga escala, até mesmo para tornar a venda mais competitiva. Na verdade, em uma análise mais específica, até mesmo atualmente o Brasil depende muito dos valores internacionais das suas matérias-primas para ter bons ciclos econômicos.

Logo, a variação do valor das chamadas commodities influencia diretamente o momento da economia nacional. Não era diferente no passado, quando o Brasil teve ciclos do açúcar, do café, dos metais preciosos e, por mais que as pessoas não falem muito nisso, do algodão. Isso porque o ciclo do algodão não durou tanto quanto outros, além de ser bastante específico da região Nordeste do Brasil.

Contudo, entre as mudanças de ciclos mais famosos, o algodão ajudou a economia nacional de maneira muito importante, mantendo a solidez do Brasil entre os séculos XVIII e XIX. Nesse período em especial, quase toda a produção do algodão nacional era voltada para o mercado internacional, onde a Inglaterra, vivendo ainda o auge da sua revolução industrial, era capaz de utilizar essa matéria-prima de forma primorosa.

Quando Aconteceu o Ciclo do Algodão no Brasil?

O ciclo do algodão aconteceu entre o fim do século XVIII e o começo do século XIX, no Brasil, quando a economia nacional já dava sinais de que necessitava de novos rumos. Dessa forma, com o ciclo dos metais preciosos chegando ao seu esgotamento, o algodão era uma maneira de diversificar a economia do Brasil, fazendo com que o país se tornasse mais competitivo para o longo prazo e, assim, deixasse depender apenas do ouro e da prata.

É sempre importante lembrar que os ciclos econômicos não indicam que apenas um produto era vendido pelo Brasil aos outros países. No ciclo do algodão, ainda havia produção de açúcar e metais preciosos, por exemplo. Contudo, a produção dessas outras matérias já estava em ritmo muito mais desacelerado, seja por competição contra outros produtores ou por esgotamento, no caso dos metais.

De qualquer forma, o algodão foi muito importante para manter a economia do Brasil resistente e sólida até o início do próximo ciclo econômico, sendo que esse duraria muito mais e manteria o país entre os maiores exportadores de todo o mundo por bastante tempo – no caso, logo depois do ciclo do algodão aconteceu o ciclo do café.

Por Que o Ciclo do Algodão Aconteceu no Brasil?

Para entender o ciclo do algodão, antes é importante entender que as pessoas vendem apenas aquilo que podem produzir e que, naturalmente, possui valor de mercado. Como o açúcar nacional já sofria concorrência de outros produtores ao redor do mundo, esse produto deixou de ser tão interessante quanto no passado, já o outro e a prata, que renderam fortunas para algumas pessoas no centro do país e na região de Minas Gerais, já via o seu esgotamento em relação à capacidade de produção.

Vale lembrar que as técnicas para encontrar os metais preciosos eram muito simplórias, algo que demorou muito a evoluir. Dessa forma, o algodão era um produto que o Brasil já produzia, apenas tratando de aumentar a sua produção para atender às necessidades de umas Inglaterra cada vez mais preocupada com a indústria têxtil.

Ciclo do Algodão no Brasil

Em todo caso, o algodão estava no centro das exportações do Brasil ao fim do século XVIII, mas poderia ser outro produto, desde que este fosse de produção acessível e tivesse compradores pelo mundo. No caso, o ciclo do algodão apenas aconteceu por uma questão de oportunidade e momento.

Características do Ciclo do Algodão

O ciclo do algodão possui algumas características bem marcantes e que existiram ao longo de sua curta vida. No caso, o algodão era produzido a partir do trabalho escravo, por exemplo, já que o Brasil apenas deixaria de de permitir o trabalho de escravos cerca de 100 anos mais tarde. Dessa forma, por isso era tão simples produzir o algodão em larga escala. Ademais, características das produções agrícolas da época, o Brasil usava de latifúndios para a produção do algodão.

Em outras palavras, o país utilizava propriedades enormes para a produção dessa cultura. Ademais, quase toda a produção era voltada para o mercado internacional, com uma pequena parte permanecendo no Brasil.

Ciclo do Algodão Características

Logo, é muito interessante notar como o ciclo do algodão é bastante típico da sua época, com detalhes e características que existiam em larga escala no seu período de existência. Outro ponto interessante é que o ciclo e questão teve o Nordeste como grande centro de produção, assim como havia ocorrido antes, no ciclo do açúcar. Contudo, a fase de ouro do algodão não durou tanto tempo quanto a do açúcar.

Fim do Ciclo do Algodão

O fim do ciclo do algodão aconteceu pelo mesmo motivo que levou ao início desse ciclo. No caso, por questão de mercado e necessidades de momento. Dessa forma, se quando o algodão era necessário, simplesmente aumentou-se a sua produção, logo depois a produção da cultura foi diminuída.

Dessa maneira, o fim do ciclo do algodão nada mais é do que uma mudança de foco na economia agrícola nacional, voltando-se para o café. Isso porque a necessidade de café no mercado internacional era cada vez maior, mas, caso houvessem outras necessidades, o ciclo seria de outro tipo de matéria-prima. Contudo, é sempre importante deixar claro que a produção de algodão não acabou de um momento para o outro, permanecendo até hoje como uma das grandes matérias-primas do país.

Entretanto, o que aconteceu foi que o algodão saiu do radar dos principais produtores nacionais, passando a ocupar função mais regional do que nacional na economia do Brasil. Em todo caso, o algodão ainda é muito importante para o Brasil, sobretudo para a região Nordeste. Logo, ainda há a produção de algodão em larga escala, embora as técnicas de produção sejam muito mais eficientes, evitando a perda de material e de tempo.

Veja também

Jasmim Real

Tudo Sobre A Flor De Jasmim: Características, Nome Científico E Fotos

Seja você um admirador de jardinagem com traços profissionais, ou um simples apaixonado pelas belas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *