Home / Plantas / Qual é a Diferença Entre Caule e Tronco das Plantas?

Qual é a Diferença Entre Caule e Tronco das Plantas?

Existem algumas coisas que são tão parecidas que as vezes pensamos estar se tratando de uma mesma coisa, este acontecimento nos deixa um tanto confusos quando queremos descobrir alguma característica capaz de nos ajudar a distinguir os dois objetos.

Bom, como eu gosto muito de plantas comecei a estudar muito sobre elas, fui pesquisando a estrutura corporal dela mas tive um problema, não consegui perceber a diferença entre Caule e Tronco, para mim eles são todos a mesma coisa, mas há estudiosos que afirmam que ambos são bem diferentes!

Eu pesquisei um pouco mais a respeito deste assunto e finalmente descobri a resposta, se você quer saber a diferença destes dois componentes das plantas, então sugiro que me acompanhe por esta matéria super legal!

Entendendo a Diferença Entre Caule e Tronco

O Caule é uma parte da planta responsável pela transmissão de substâncias, é como se ele fosse um correio encarregado de separar cada pedido para o seu destino correto. Mas além desta função, ele também está incumbido de garantir a sustentação da planta.

Você sabia que há diferentes tipos de Caule? O primeiro que eu te falo é o chamado Tronco, este também é conhecido como Caule vertical e pode ser encontrado naquelas árvores e plantas de porte grande.

Também você pode encontrar os Caules chamados de Rizomas, estes são bem estranhos, ficam submersos na terra e mais parecem caroços grandes grudados a planta, eles possuem a função de guardar substâncias e também água.

Outro tipo de Caule que até mesmo eu não conhecia é os Estolões, estes são longos e crescem de forma horizontal ao longo da superfície.

Assim como os Rizomas, os chamados Tubérculos também possuem a função de armazenamento de nutrientes para as plantas. Quando você lê estes nomes tudo parece muito estranho, mas saiba que o Tubérculo está presente na Batata Inglesa por exemplo.

Você sabia que os Bulbos estão presentes na cebola e também no lírio, sabe aquela pontinha da cebola na parte de cima dela? Aquilo ali é o nosso famoso bulbo!

Por fim, temos a chamada Gavinha, as videiras são uma espécie que possuem este tipo de caule em sua composição.

Ei, não vá embora, está pensando que eu já acabei? Que nada, ainda quero lhe falar um pouco mais a respeito dos caules!

Eles podem parecer simples, mas são mais complexos do que parecem, você pode vê-los em terra, na água ou até mesmo aéreos.

Caule Aquático
Caule Aquático

Os caules aquáticos podem ser total ou parcialmente submersos, eles auxiliam na sustentação da planta sobre a água e ainda podem ter um tipo de tecido especial somente para fazer isso.

Quando se trata dos caules subterrâneos eles se desenvolvem por dentro do solo, os tubérculos e os rizomas são um bom exemplo.

O Caules mais vistos por aí são os aéreos, eles são bem comuns, são aqueles que ficam totalmente eretos e firmes por sobre o solo. Eles estão mais presentes nas plantas lenhosas!

Por mais que os aéreos sejam os mais conhecidos, saiba que além deles ainda existem os chamados rastejantes, estes se desenvolvem por sobre o solo e podem ter vários ramos e folhas.

Mais um tipo de caule bem presente nas plantações brasileiras é o trepador, este pode ser visto nos chuchus e jasmins.

O Tronco da Árvore
O Tronco da Árvore

Agora que já te expliquei tudo sobre o Caule, vamos aprender sobre o tronco!

Você sabia que o Tronco é conhecido como o Caule exclusivo das árvores? Isso ocorre porque ele está presente somente nelas! Talvez a maior diferença entre Caule e Tronco seja apenas a nomenclatura!

Os Troncos são bem conhecidos como caules aéreos, por isso eu digo que a maior diferença entre ele e o próprio caule é apenas o nome, visto que os dois possuem os mesmos detalhes.

Bom, já que estamos falando sobre duas partes da planta super importantes, ou seja, o Caule e o Tronco, que tal aprender sobre mais sobre estes seres? Vamos ver agora quais são os tipos de plantas que existem por aí!

Conhecendo Todos os Tipos de Planta

Pode preparar o seu vocabulário, pois se você está acostumado(a) com nomes fácies, hoje vai sair desta matéria com a língua pegando fogo, vou lhe mostrar um nome mais difícil do que outro.

Primeiramente você deve conhecer as plantas da espécie Briófitas, elas são conhecidas por não terem caule, folhas ou raízes, isso é algo bastante estranho quando estamos falando de plantas, mas de fato elas existem.

As Briófitas são uma espécie de plantas que se desenvolvem bem em locais úmidos, eu confesso que nunca ouvi falar nos musgos ou nas hepáticas, mas elas são um bom exemplo de plantas da classe Briófitas.

Pteridófitas, parece mais nome de dinossauro, mas estas plantas são o inverso das Briófitas, elas possuem folhas, raízes e caule. Uma semelhança que elas têm com as Briófitas é o fato de que ao serem expostas a água, conseguem se desenvolver muito bem.

Você conhece as Samambaias não conhece? Então, elas são um exemplo de plantas Pteridófitas!

Gimnospermas, este é mais um nome complexo para mais um tipo de planta que existe por aí, elas são mais complexas do que todas as espécies que eu lhe apresentei até agora.

As Gimnospermas são plantas que evoluíram para o estado de sementes, e saiba que elas não ficam envoltas por um fruto, elas ficam nuas, ou seja, já nascem livres e diretamente conectadas ao solo.

Bom, agora não há mais nada de novo para lhe falar, tudo o que eu sabia sobre o Caule e o Tronco eu passei a você, espero que tenha aprendido bastante com este conteúdo.

Só lembrando que como eu já havia lhe dito: a diferença entre o Caule e o Tronco está mais na nomenclatura do que em características físicas, enquanto um está presente em todo o tipo de planta, o outro é exclusivo das árvores. Vai ser bem fácil você decorar tal diferença não é mesmo?!

Muito obrigado por sua presença e até a próxima matéria!

Veja também

Como se Faz Saião com Leite? Para que Serve?

O saião (nome científico Kalanchoe brasiliensis) é uma planta medicinal que também pode ser conhecida …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *