Home / Plantas / Quais os Modos de Vida que os Fungos Possuem?

Quais os Modos de Vida que os Fungos Possuem?

Os fungos são seres difundidos em vários ambientes distintos. Estima-se que existam mais 200.000 espécies de fungos espalhados pelo mundo.

E claro, como são muitos, possuem diferentes modos de vida. Cada espécie com sua determinada característica e jeito de viver.

Veja abaixo quais são os modos de vida que os fungos possuem, além de suas principais características e habitat. Confira!

Modos De Vida Dos Fungos: Quais São?

Todos os fungos estão dentro do Reino Fungi. Um vasto grupo que reúne diferentes espécies de fungos, sejam eles heterótrofos, aclorofilados, eucariontes, pluricelulares ou ainda unicelulares. 

Os fungos,naturalmente, liberam enzimas digestivas, que em contato com o meio ambiente, transformam e modificam o local de ocorrência, a qual serve de alimentação para o fungo. 

Veja a seguir quais são os modos de vida dos fungos, as diferentes características e os meios que eles utilizam para sobreviver. 

Fungos Saprófagos

Fungos Saprófagos na Laranja
Fungos Saprófagos na Laranja

Esse modo de vida consiste em obter alimentos a partir de organismo em decomposição, ou seja, que já morreram. 

O fungo entra com uma função ecológica muito importante, pois é ele quem “desaparece” com diferentes organismos. Ele alimenta-se da matéria orgânica em decomposição, assim como como as bactérias. 

A matéria orgânica é transformada em inorgânica, realizando então uma reciclagem dos nutrientes, e favorece para que os seres produtores continuem ou mesmo inicie novamente o ciclo de vida. 

Sendo assim, por mais que pareça “nojento”, eles possuem sim sua função dentro do meio ecológico, e isso é muito importante, fundamental para o ciclo da vida funcionar de acordo com a natureza e com a cadeia alimentar. 

Parasitas

Fungos Parasitas na Folha
Fungos Parasitas na Folha

Os fungos parasitas são o oposto dos saprófagos. Eles alimentam-se exclusivamente de matéria orgânica viva. 

Ou seja, podem ser prejudiciais a diferentes espécies, inclusive ao ser humano. Os pequenos seres instalam-se em um determinado local e se alimentam deles. 

As substâncias absorvidas pelos parasitas derivam de animais ou plantas vivas. Ele pode se instalar com facilidade neles e sugar todos os seus nutrientes.

As consequências podem ser pequenas ou grandes, pode ser desde uma pequena coceira, uma vermelhidão até casos mais extremos, como a morte. 

Tudo depende do fungo que está realizando as ações. Por isso é importante ficar ligado e evitar locais úmidos e favoráveis ao desenvolvimento do fungo. 

Predadores

Existem também os fungos predadores, um modo de vida semelhante a muitos presentes na natureza. 

Consiste na captura da presa e dá seguida alimentação por parte do fungo. Ele de fato, é um predador, que caça o seu alimento.

Fungos Predadores
Fungos Predadores

Existem duas principais categorias: insetívoras e helmintívoras. A primeira alimenta-se de insetos, ela produz uma substância grudenta que “prende” a presa com facilidade. Já a segunda, alimenta-se de vermes e produz uma espécie de droga, que deixa os animais inconscientes e prontos para serem capturados. 

Mutualismo

Esse modo de vida é o mais curioso e tranquilo. Acontece quando dois seres são beneficiados. 

O fungo instala-se em algum outro animal e alimenta-se de seus vermes ou outros insetos que lhe fazem mal. Em troca, o “hospedeiro” deixa o fungo ficar lá e se alimentar. 

Essa ação não acontece apenas com fungos, e sim com diversos seres vivos em meio à natureza. 

O mutualismo consiste na cooperação entre dois seres, onde os dois saem beneficiado.

Mutualismo
Mutualismo

Esses são os principais modos de vida dos fungos. A seguir, confira quais são as principais características dos fungos e algumas das diferentes espécies. 

Características Gerais Dos Fungos

Os fungos vivem em qualquer ambiente. Eles são seres microscópios e podem ser tanto pluricelulares, como também unicelulares. 

Mas qual a diferença? Seres unicelulares possuem apenas uma células, os fungos que se encaixam nessa categoria são as leveduras. 

Já quando falamos dos pluricelulares, nos deparamos com seres que possuem várias células, e dentro dos fungos, podemos citar os cogumelos como exemplo. 

Todo fungo pluricelular é constituído de hifas. As hifas formam uma espécie de tecido ao redor da fonte de alimento e através dela, absorve os nutrientes, o tecido é conhecido como micélio. 

Ele tem como principal função equilibrar e dar base ao fungo, sustentando-o, além disso, consegue alimentos e cresce. Ele também produz esporos, utilizados para reprodução sexuada da espécie. 

A reprodução dos fungos pode acontecer tanto de maneira sexuada, através dos esporos, como também de modo assexuada, através de fragmentação ou brotamento. 

Os fungos possuem diferentes funções, formatos, cheiros, tamanhos, cores e sabores. Isso mesmo, algumas espécies são comestíveis e deliciosas. Quem nunca ouvir falar do champignon? Ou mesmo do Shiitake?

Ambos são fungos que são utilizados na culinária mundial, difundidos pelo mundo todo. Utilizados pelos humanos há séculos. Eles geralmente são grandes e podem ser vistos a olho nu, algumas espécies comestíveis são:

  • Shiitake
  • Shimeji
  • Maitake
  • Agaricus Blazei
  • Portobello
  • Crimmi
  • Champignon
  • Reishi

A culinária oriental foi a principal propulsora de fungos alimentícios, muito utilizado no Japão e na China, eles ganharam espaço na culinária mundial. 

Além da função alimentícia, os fungos possuem uma importância ecológica muito grande, eles fundamentais para o meio ambiente em que vivem. 

Veja a seguir as principais funções ecológica dos fungos e saiba o porquê de sua importância. 

Função Ecológica Dos Fungos

Função Ecológica Dos Fungos
Função Ecológica Dos Fungos

Muitos fungos por se alimentarem de matéria orgânica, tanto os saprófagos, quanto os predadores, realizam assim a reciclagem de nutrientes. 

E desta maneira, favorecem também a reciclagem do carbono e do oxigênio. Todo ciclo de vida, passa pelos fungos e as bactérias, que instalam-se e alimentam-se de seres em decomposição. 

Já pensou um organismo em decomposição que não desaparecesse e ficasse lá para sempre? Imagine o tanto de substâncias tóxicas que seriam eliminadas no meio ambiente. 

Por isso os fungos são de extrema importância e não devem ser tratados como seres “nojentos”, como muitos pensam. 

Claro, é preciso ficar atento para não contrair nenhuma espécie de fungo na sua residência ou mesmo no seu próprio corpo, para isso, manter a pele seca, evitar usar roupa molhada e deixar o ar circular em qualquer ambiente é fundamental para conter os fungos. 

Gostou do artigo? Deixe um comentário logo abaixo e não se esqueça de compartilhar com seus amigos e amigas nas redes sociais! 

Veja também

Qual Planta Serve Para Inflamação?

As plantas são usadas, desde muito tempo atrás, para curar diversos problemas de saúde. Assim, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *