Home / Plantas / Pitanga Do Cerrado Nome Cientifico, Fotos E Para Que Serve

Pitanga Do Cerrado Nome Cientifico, Fotos E Para Que Serve

A pitanga do cerrado é pouco conhecida pela maioria das pessoas, além de ser uma planta rara. Com sabor diferente da pitanga comum, bem como de cor mais avermelhada, a pitanga do cerrado tem características bem especificas. A seguir apresentamos algumas dessas características, assim como algumas utilidades da fruta, acompanhe.

Pitanga Do Cerrado – Origem

A pitanga do cerrado ou pitanga anã do cerrado é uma planta em forma de arbusto arvoreta e sua altura varia entre 50 centímetros e um metro. Ela é nativa do cerrado brasileiro e trata-se de uma planta raríssima. É muito parecida com a pitangueira comum, que é originária da região sul do Brasil.

Pitanga do Cerrado

A planta pertence à família das Myrtaceae e seu nome científico é Eugenia calycina Cambess. Seu nome vem do tupi “pyrang” que quer dizer “vermelha”. É uma das frutas nativas mais importantes da Mata atlântica e possui diversas vitaminas e minerais, como vitamina A, vitamina C, vitaminas do complexo B, ferro, cálcio e fósforo.

Pitanga Do Cerrado E Suas Características

A floração da pitanga do cerrado acontece entre setembro e outubro, com flores brancas e de aroma bem particular. Seus frutos variam do laranja claro e escuro, passam pelo vermelho e roxo claro chegando a cor roxo escuro, quase preto e são bem adocicados, saborosos e grandes. Além disso, eles são mais longos que a pitanga comum e tem sua maturação entre outubro e janeiro. Ela pode ser encontrada em regiões do cerrado que possuem solo constituído por mineral e que sejam vermelhos e também se propaga facilmente.

Suas folhas são alongadas e ovais com brotos vermelhos, quando maduras ficam verde escuras e brilhantes, além de exalar um aromo único quando amassadas.

Fotos da Pitanga do Cerrado

Aliás, devido sua beleza e tamanho, se torna uma ótima planta ornamental, sendo usada no paisagismo e valorizando jardins e outros ambientes. Inclusive, pode ser usada por quem deseja ter uma arvore frutífera e mora em apartamentos e casas ou possuem pequenos quintais.

Assim como a gabiroba, a pitanga do cerrado é perene. Entretanto, durante o inverno ela fica “apagada”, pois é uma planta caducifólia.

Para Que Serve A Pitanga Do Cerrado

Diversos estudos já foram realizados para entender as propriedades da pitanga do cerrado. Sabe-se que muitas indústrias já utilizam o extrato da planta para fabricação de cosméticos, como xampus, sabonetes e outros produtos. Além disso, seus frutos podem ser consumidos de forma natural ou ser utilizados para produção de sucos e doces, além de suas folhas apresentarem diversas utilidades na medicina popular.

De acordo com os estudos, as folhas da pitangueira do cerrado apresentam ação anti-inflamatória, calmante, diurética, antioxidante e ainda ajudam a combater a obesidade. Também foi verificada a presença de diversos fitos químicos na planta, como:

  • Flavonoides
  • Taninos
  • Terpenos
  • Antraquinonas
  • Carotenoides
  • Antocianinas
  • Óleos essenciais

Também foi verificado que esses fitos químicos estão presentes, em sua maioria na casca da fruta madura e com menores quantidades na polpa.

Um outro estudo realizado em Minas Gerais comprovou que as folhas da planta são ricas em componentes poli fenólicos, os quais ajudam a reduzir a glicose e ainda ajudam a aumentar o colesterol bom. Para obter esse benefício de forma natural, basta fazer um chá com as folhas da pitanga do cerrado. O chá deve ser preparado com as folhas rasgadas com as mãos em pequenos pedaços e deixa-las de molho por 20 minutos na agua fervente.

Cultivo

A pitanga do cerrado é uma planta que resiste bem a falta d’água, por isso consegue se desenvolver facilmente em ambientes mais secos. Além disso, é boa para ser cultivada em vasos, pois é de pequeno porte. Também é ótima para quem deseja ter uma planta e não se preocupar em regar regularmente.

Se você quer cultivar em casa, pode plantar mudas em vasos, optando por um vaso mais raso, de boca larga. O solo deve ser bem drenável para não reter muito líquido.

Também é possível plantar as sementes e deixar germinar para então mudar para o vaso ou quintal. A germinação dura em torno de cinquenta dias. A pitanga do cerrado possui uma raiz bem grande, devido a adaptação ao serrado, que faz com que a planta capte água das camadas de solo mais fundas. Isso é característico de plantas do serrado, que driblam a falta de água na região durante todo o ano.

De um modo geral, as pitangueiras são de origem tropical, porém, devido suas diversas propriedades naturais ela está se difundindo em diversos países, podendo ser encontrada em alguns países da Ásia, em ilhas no Caribe e também nos Estados Unidos.

No Brasil, a região nordeste cultiva a planta com fins comerciais, devido a seu alto potencial econômico.

Veja também

Como se Faz Saião com Leite? Para que Serve?

O saião (nome científico Kalanchoe brasiliensis) é uma planta medicinal que também pode ser conhecida …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *