Home / Plantas / Pé de Azaleia: Folha, Raiz, Caule e Fotos

Pé de Azaleia: Folha, Raiz, Caule e Fotos

Certas flores são ótimas para enfeitarem qualquer tipo de ambiente. Uma delas é a belíssima azaleia, ótima para ser usada como planta ornamental. Além de ser de fácil cultivo, possui elementos que ajuda a dar ao conjunto uma beleza muito marcante, não só das pétalas, mas as folhas também são muito bonitas. Ao mesmo tempo, é preciso ficar atento à saúde de raízes e caules, para ter certeza de que a azaleia está saudável.

Vamos saber mais sobre essa flor e seus principais componentes?

Características dos Principais Componentes da Azaleia

Sendo uma planta originária do Japão, essa flor está localizada em praticamente todos os jardins orientais. Inclusive, lá na terra do sol nascente, o nome dessa planta quer dizer simplesmente “árvore das rosas”. O arbusto dela pode chegar até 2 metros de altura, mas existem variedades de médio porte e até mirins. No Brasil, as azaleias mais comuns são da espécie Rhododendron indicum, que, originalmente, produzia flores nas cores roxa, rosa ou branca. Porém, devido à intervenção humana, hoje pode encontrada em outras colorações.

A azaleia é classificada no gênero dos rododendros, e ela se diferencia das demais espécies desse gênero por seu tamanho e crescimento da flor. Os rododendros, em geral, desenvolvem inflorescências. Já as azaleias, na maior parte dos casos, possuem floradas terminais, sendo uma para cada talo.

Por sinal, brotam tantos talos desses arbustos que nas estações em que ocorre a floração, é formada uma massa sólida e bastante colorida. Essa coloração varia entre magenta, vermelho, laranja, cor de rosa, amarelo, lilás ou simplesmente branco.

Aproveitando a beleza das azaleias, e a sua resistência a ambientes muito frios, fez-se vários e vários híbridos dessa planta ao longo dos anos. E, essas modificações genéticas, gradativamente, produzindo inúmeras espécies de azaleias, chegando a quase 10 mil variedades ao redor do mundo.

Belo Pé de Azaleia

Trata-se de uma planta bastante usada no cultivo em vasos, quanto na formação de maciços, e na criação de cercas-vivas. É ótima para a confecção dos famosos bonsais.

Simbolicamente falando, as azaleias significam a alegria de amar e a perseverança.

Formas de Cultivo da Azaleia

O mais recomendável é plantar toda e qualquer azaleia no período do outono. Assim, consegue-se uma florada mais intensa. Inclusive, o grande sucesso dessa flor é justamente o fato dela florescer no inverno.

Para o solo, o mais recomendado é uma mistura com pouco de terra ou substrato, com outra metade feita de areia e compostos orgânicos em geral. No final dessa primeira parte do processo, afofe o solo com o intuito de facilitar o enraizamento de sua azaleia.

Em termos de iluminação, caso a azaleia seja plantada dentro de casa, ela precisa ser colocada em um lugar que pegue a luz direta do sol por, pelo menos, umas 4 horas diárias. É importante destacar que a luz solar é um elemento essencial para o desenvolvimento dessa planta. Ao mesmo tempo, elas precisam ficar protegidas da chuva e de ventos muito fortes.

As regas devem ser feitas umas 2 vezes por semana, mais ou menos, caso as flores estejam no jardim. Caso estejam em vasos, o mais recomendado é que as regas sejam diárias. Evite molhar as pétalas e deixar a terra encharcada.

Logo após a floração, uma boa pedida são as podas para fazer com que a azaleia continue se desenvolvendo e estimulando o surgimento de novos brotos. A limpeza inclui retirar flores murchas e folhas que estejam amareladas. A adubação, por sua vez, pode ser feita a qualquer momento, com exceção da época de florescência. O produto a ser usado dependerá da espécie, já que algumas precisam de fósforo e outras necessitam de um solo menos ácido.

Como Cuidar de Problemas Envolvendo Folhas, Raízes e Caules das Azaleias?

Existem alguns problemas de doenças e pragas nas azaleias que podem ser controlados, minimizados ou até evitados caso tome certos cuidados. Vamos listar a seguir alguns desses problemas e como lidar com eles, então?

Por exemplo, folhas e pétalas dessa flor podem ser facilmente atacadas pelo o que chamamos de galhas. Essas partes da planta começam a ficar espessas e deformadas, muitas vezes, apresentando manchas esbranquiçadas. O melhor controle é eliminando as partes afetadas, utilizando um tipo de fungicida chamado de Calda Bordalesa.

Outro problema que pode afetar drasticamente certas partes da azaleia é o oídio. Os principais sintomas são manchas esbranquiçadas na frente e no verso das folhas, além de atacar também o cálice da flor. Com o passar do tempo, as folhas acabam ficando com uma coloração cinza escuro, e caem precocemente. Uma das alternativas é reduzir a quantidade de água nas regas, e em casos mais graves, isole a planta e aplique fungicidas.

A seca de ponteiros também é outro inconveniente que pode aparecer em algumas partes das azaleias. Trata-se de uma podridão marrom escura que começa na ponta dos ramos, espalhando-se e atingindo a haste principal. O ideal é fazer a poda dos ponteiros atacados, protegendo a área do corte com pasta à base de oxicloreto de cobre.

Por fim, podemos citar a chamada ferrugem, que apresenta manchas realmente parecidas com ferrugem nas folhas das azaleias. Isso denota, portanto, a presença de fungos. O principal controle desse problema é a aplicação de Calda Bordalesa, não é mais do que isso.

Azaleia: Algumas Pequenas Curiosidades

Para muitas culturas, as azaleias possuem significados diferentes a depender de suas cores. Se ela for cor de rosa, representa o amor pela natureza. Já se ela for branca, simboliza um romance. A vermelha, por sua vez, quando é dada a alguém significa um amor de longa data.

Por sinal, durante algum tempo no Reino Unido, muitas mulheres colocavam pétalas de azaleias em seus cabelos na esperança de serem pedidas em casamento.

Mitologicamente falando, a azaleia esteve ligada à deusa romana Minerva (equivalente à deusa grega Atena), que representa a sabedoria e a razão.

E, pra finalizar, todos os rododendros possuem uma toxina chamada de graianotoxina, que está localizada tanto no pólen, quanto no néctar deles. Portanto, o mel produzido através das azaleias é venenoso. Portanto, a azaleia é uma belíssima flor (mas, apenas e tão somente, para enfeite).

Veja também

Agerato: Para Que Serve? Quais Benefícios o Ageratum Pode Trazer?

O Agerato, comumente chamado de flor de fio dental, é um concurso anual de gelo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *