Home / Plantas / Origem Da Pera E História Da Fruta

Origem Da Pera E História Da Fruta

No Brasil estamos bem acostumados com a fruta pera nos mercados, feiras e até pés em fazendas e sítios. O que muitas pessoas não sabem, é que essa fruta não é originada aqui no Brasil, e muito menos possui o clima ideal para o seu crescimento. Só a desenvolvemos pelas grandes facilidades tecnológicas que foram sendo criadas. E é sobre essa origem que iremos falar, mostrando de onde a pera veio e qual sua história, além de sua classificação científica e características gerais. Continue lendo para aprender mais!

Origem Da Pera E História Da Fruta

A pera, antigamente escrita como pera, é uma fruta comestível da árvore pereira, que faz parte do gênero Pyrus. Ela é uma das frutas mais conhecidas e importantes de regiões temperadas, e acabou se espalhando pelo mundo todo, pela sua capacidade de aguentar alguns climas diferentes. Chegou ao Brasil através dos europeus, e aqui conseguiu se instalar.

Sua origem é na Ásia, e o mais provável é que seja na China. Os romanos, no período em que possuíam seu grande império, começaram a espalhar a fruta pelos países europeus, que séculos depois espalharam pelo restante do mundo. Não há muito mais de informação sobre a origem e história dessa fruta, já que ela não era o principal produto comercializado em nenhum período da história. Há dez séculos a.C, Homero menciona a pera nas especies do pomar de Alcino, o então rei dos feácios. Isso indica que ela foi utilizada pelos povos gregos antigos.

Classificação E Nome Científico Da Pera

A classificação científica é uma forma que os cientistas encontraram de categorizar os seres vivos para facilitar seus estudos e entendimento de todo o planeta. Essas categorias vão das mais abrangentes até as mais específicas. Veja a seguir a classificação científica da pera:

  • Reino: Plantae (plantas);
  • Clado: Angiospérmicas;
  • Clado: Eudicotiledôneas;
  • Clado: Rosídeas;
  • Ordem: Rosales;
  • Família: Rosaceae;
  • Subfamílias: Maloideae e Pyreae;
  • Gênero: Pyrus

Cada espécie vai ter um nome científico diferente. Mas em geral, a maioria das espécies que existem hoje vieram da Pyrus communis, chamada de pera comum. Alguns exemplos de outras peras são: Pyrus bourgaeana; Pyrus sorbus; Pyrus amygdaliformis; Pyrus aria; Pyrus cordata; Pyrus pyrifolia e várias e várias outras, inclusive algumas já extintas.

Características Gerais Da Pera

Como dito anteriormente, a pera é um fruto comestível de alto teor nutritivo e com um sabor adocicado bastante apreciado pelo mundo. Sua casca é fina, e varia nas coloração, indo de amarela até verde, ou em algumas espécies mais raras, vermelhas. A polpa dessa fruta também varia, podendo ser macia, dura ou até granulosa. Mas a coloração é sempre um tom amarelado claro. Alguns exemplos de peras são: pera red e pera willians.

É um fruto muito rico em sais minerais, e também em vitaminas, incluindo as do complexo B, e também vitamina C. Também é muito rica em fibras, ideais para um funcionamento do intestino de forma melhor. Para quem quer emagrecer, é uma ótima pedida, pois tem uma baixa quantidade de calorias, além de ser fácil absorvida pelo organismo. A niacina, um composto essencial para ajudar e regular o sistema nervoso está presente na fruta também. Ajuda a evitar queda de cabelos e também a fortificar o músculo cardíaco. Também contribuem na formação dos ossos com a boa qualidade de cálcio presente. Sem contar que são ótimas para comer in natura, ou em doces, geleias, sorvetes, tortas e até saladas.

Ela é presente especialmente em climas temperados, e nessas regiões, é a segunda fruta mais consumida e produzida, perdendo apenas para a maçã. No Brasil, a maior parte do cultivo é realizada na região Sul, no qual o clima mais se assemelha com o seu de origem. Em janeiro, é a época que os preços estão mais baixos da fruta, pois é época de colheita. Mas é possível encontrar outras peras o ano todo no mercado. A maioria é importada da Argentina. Ela começa sua frutificação quando está entre 3 e 4 anos, e produz até chegar aos trinta anos de idade.

No Brasil, seu florescimento ocorre entre agosto e setembro, mas a maturação das frutas somente entre fevereiro e março. Uma pereira pode produzir entre 45 e 140 kg de frutos por ano. Para plantar, deve ter um espaçamento de sete por sete metros, para que tenha bastante espaço para crescer. Sua poda inicial é em forma de taça, e deve passar por várias podas anuais, até que provoquem bifurcações em seus galhos. Essas podas precisam ser realizadas durante o chamado repouso vegetativo de inverno, que é quando a árvore está sem folhas.

A pera ideal é aquela que não possui nenhuma rachadura, ou macha, e também tem uma casca firme. Na Europa, é chamada até de fruta manteiga por essas características ideais. Para mante-la dessa forma, deve evitar a geladeira, e após ser cortada, respingar limão para manter. Seu suco pode ser utilizado para máscaras faciais, revitalizando peles secas e com rugas. Os tratamentos são muito variados, mas para quem tem diabetes, é bom ficar de olho na quantidade de açúcar e de peras consumidas. Elas tem mais açúcar que a maçã e algumas outras frutas.

Esperamos que o post tenha te ajudado a entender e aprender um pouco mais sobre a pera,  todo o funcionamento e muito mais. Não esqueça de deixar seu comentário nos contando o que achou e também deixar suas dúvidas. Ficaremos felizes em ajuda-los. Você pode ler mais sobre grão de trigo e outros assuntos de biologia aqui no site!

Veja também

Gabiroba Murici: Características, Nome Cientifico e Fotos

A gabiroba é nativa dos cerrados do Brasil. Mas, também pode ser encontrada por todo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *