Home / Plantas / O que Fazer Quando Pitangueira não dá Frutos ou está Doente?

O que Fazer Quando Pitangueira não dá Frutos ou está Doente?

A pitangueira é uma árvore bem frondosa, que dá frutos deliciosos. Mas, às vezes, essa planta pode sofrer bastante por causa de pragas, ou simplesmente pelo fato de não frutificar. Como resolver isso?

A seguir, daremos algumas soluções.

De um modo geral, a pitangueira está sujeita a inúmeros problemas de saúde, tanto quanto qualquer outra planta. Um desses problemas é oriundo da chamada mosca da fruta. A fêmea desse inseto deposita os seus ovos na pitanga ainda verde, e a larva se alimenta da polpa, o que acaba tornando o fruto completamente inviável para o consumo.

Algumas Pragas e Doenças que Atacam a Pitangueira

Existem alguns procedimentos que podem ser feitos para combater essa praga em especial. Uma delas é pegar as frutas que estão infectadas, e se livrara delas (ou enterrando-as ou queimando-as). Depois, o procedimento consiste em preparar e aplicar um potente inseticida, pulverizando os frutos da pitangueira que ainda estão verdes com um intervalo de 21 dias. Ainda há a possibilidade de você fazer iscas tóxicas para esses insetos usando o melaço ou o suco da própria fruta.

Outro tipo de praga muito comum que dá em pitangueiras é a que chamamos de broca do caule e de ramas. Esse problema pode causar danos irreversíveis à planta, e, por isso, o ideal é tratar a praga com bastante urgência. A broca do caule, na verdade é uma mariposa de coloração branca, cujo adulto mede em torno de 40 mm de comprimento. Já, as lagartas desse animal são da coloração violeta-amarelada, medindo cerca de 30 mm.

A presença da praga da broca do caule é facilmente reconhecida: existem pequenos furos próximos da casca destruída, além da formação de teias e alguns excrementos ao redor desses furos. As lagartas dessa espécie de mariposa literalmente brocam tanto os ramos, quanto os troncos das pitangueiras, abrindo galerias que são fechadas depois com uma espécie de teia e excrementos que são da cor marrom. Esse processo acaba por destruir a casca do fruto em volta da abertura da galeria. Com isso, o galho, gradativamente, vai ressecando, e quando chega no caule, a planta passa a ficar ainda mais comprometida. Por isso, é preciso identificar essa praga em tempo hábil, caso contrário, a planta morrerá.

Para o controle e o combate à broca do caule é necessário a retirada dos galhos secos, com imediata destruição deles com fogo, pois essa medida elimina tanto os ovos, quanto as larvas e pupas do inseto. Também recomenda-se a pulverização do caule e dos ramos que estão infectados com defensivos químicos que podem ser encontrados em lojas de jardinagem.

Outras Pragas da Pitangueira

Além das pragas que citamos acima, podemos dizer também que a pitangueira atrai formigas para o seu tronco, o que acaba sendo muito comum. As folhas da planta também costumam ser atacadas por cochonilhas. Ambos os problemas são sérios, e se não forem tratados a tempo, corre-se o risco de perder a pitangueira.

Uma boa maneira de combater formigas e cochonilhas é o óleo de nim, que deve ser usado a cada três dias na planta. É preciso que esse tratamento seja feito por, pelo menos, 1 mês inteiro. Também é precioso tomar muita precaução para que o óleo não seja nem usado sob o sol, e nem antes da chuva, pois ele pode perder sua eficácia nessas conduções. O bom é que se trata de um produto facilmente encontrado em lojas agropecuárias.

Para esse produto (o óleo de nim), as instruções são bem simples. Basta diluir esse produto em água antes de fazer uso dele. Inclusive caso a praga seja de insetos, o produto poderá ser usado diretamente sobre eles. No entanto, se o problema forem formigas, apenas esse óleo não adianta, sendo necessário de iscas atrativas para combatê-las de maneira definitiva.

Quando a Pitangueira não dá Frutos

A pitangueira, assim como qualquer outra planta frutífera, é cheia de exigências para poder frutificar adequadamente. O que você tem que entender, a princípio, é que essas exigências são diferentes quando o assunto é o florescimento da planta por exemplo.

Caso o seu pomar seja doméstico, é importante ficar atento que a falta de frutificação de sua pitangueira pode estar ocorrendo devido às deficiências nutricionais. Dessa maneira, qualquer frutificação “trava”. Você pode, inclusive, consultar um técnico na área para fazer uma avaliação detalhada do quê a sua pitangueira, de fato, precisa.

Porém, antes mesmo de pedir a orientação de um especialista, você mesmo pode fazer o trabalho de ajudar sua planta através de uma boa adubagem, que tanto precisa ser composta de macronutrientes, quanto de micronutrientes. Por exemplo: o potássio presente no Cloreto de Potássio é um ótimo componente, e, por isso, procurar produto que tenham esse elemento em suas fórmulas é o básico. Mas, não só. É preciso complementar outras necessidades nutricionais da pitangueira para que ele frutifique bem, e, pra isso, existem inúmeros ótimos adubos no mercado.

Dicas para o bom Cultivo de Pitangueiras

Para tentar se evitar ao máximo pragas, doenças ou simplesmente a falta de frutificação da pitangueira, a prevenção continua sendo o melhor remédio. E, essa prevenção pode vim justamente através de um cultivo adequado, que dê chances para a planta começar a brotar da melhor maneira possível.

Primeiro de todo é importante se preocupar com a cova que a pitangueira será plantada. Essa c ova, inclusive, deve ter o dobro do tamanho do torrão para o cultivo da planta. Bem no fundo desse buraco precisa ser feita a acomodação do adubo, cuja quantidade gira entre 1 e 2 quilos. Logo após ser colocado o composto, é preciso misturá-lo bem, para somente depois colocar o torrão da pitangueira, e começar a fazer a rega periódica.

Inclusive, no entorno da cova, deve-se colocar mais um pouco de composto orgânico. Esse lugar deverá ser regado, pelo menos, durante 10 dias, seguidas vezes.

O melhor momento para o plantio da pitangueira é no inverno, principalmente se for em regiões com chuvas periódicas.

E, por enquanto é isso. Esperamos que tenham gostado das dicas, e que elas sejam úteis para você ter uma pitangueira realmente frondosa, com muitos frutos e sem pragas ou doenças.

Veja também

Como Utilizar a Babosa para Curar Feridas?

A babosa é uma planta conhecida principalmente pelas suas inúmeras formas de uso, seus benefícios …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *